Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2021

Intenção de oração do Papa para outubro: somos chamados a ser discípulos missionários

  No Vídeo do Papa de outubro, o Papa Francisco pede que todos sejam discípulos missionários na vida cotidiana Em outubro, o testemunho de vida dos discípulos missionários está no centro da intenção de oração do Papa Francisco. É o mês em que começa o Caminho Sinodal e se celebra o Dia Mundial das Missões. O Vídeo do Papa, que traz a intenção de oração do Pontífice para cada mês do ano, foi divulgado nesta quinta-feira, 30. Francisco abre o vídeo com a seguinte indagação “Jesus pede a todos nós, e a ti também, que sejamos discípulos missionários. Estás preparado?”. Segundo o Papa, é uma missão à qual todos os batizados são chamados. Basta estar disponível ao chamado e unido ao Senhor. “Se Cristo te move, se fazes as coisas porque Cristo te orienta, os outros notarão isso facilmente. E o teu testemunho de vida provocará admiração”, afirma o Papa. O Pontífice enfatiza que a missão não é fazer proselitismo, mas tem como base o encontro entre as pessoas e o testemunho. “Irmãos e irmãs, rez

A importância dos Arcanjos na vida espiritual

  “Os anjos existem, são enviados pela Divina Providência, para que nos ajudem a alcançar a santidade de vida”, afirma São João Paulo II. A palavra “Arcanjo” significa “Anjo principal”, designando a importância dos arcanjos em sua missão. O primeiro deles é Miguel, cujo nome, do hebraico, significa “Quem como Deus”. Ele nos traz a mensagem da unicidade de Deus contra o orgulho do dragão, revelando, por outro lado, ao homem sua verdadeira dignidade, que não é ameaçada pelo esplendor de Deus, mas que consiste exatamente em refleti-la ao mundo. No Antigo Testamento, o profeta Daniel chama São  Miguel  de príncipe protetor dos judeus. Ele é o príncipe da milícia celeste, guerreiro e protetor não somente de cada fiel, mas de toda a santa Igreja contra os inimigos terrenos e infernais. Vemos esta sua luta descrita no livro do Apocalipse: “Houve então um combate no céu: Miguel e seus anjos combateram contra o dragão. Também o dragão combateu, junto com seus anjos, mas não conseguiu vencer

ASSUMA A SUA CRUZ DE UMA VEZ POR TODAS

  "Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la”. De fato, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida? Que poderá alguém dar em troca de sua vida? ”Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta”. “Em verdade vos digo: Alguns daqueles que estão aqui não morrerão antes de verem o Filho do Homem vindo com o seu Reino”. Mt 16, 24-28 Aconselho a cada um realmente se alimentar, ruminar essa palavra, ela entra sempre nova em meu coração, assim como outras, cada trecho entra de forma nova, mas é importante que cada um preste muita atenção numa coisa: a palavra entra de forma nova cada vez que se lê, mas cada vez que você ouviu essa palavra, você tomou rumo na vida? Começou a procurar um jeito de levar a s

Qual a sua “desculpa esfarrapada” para viver no pecado?

  A encíclica Humanae Vitae, do Papa Paulo VI, que condenava como imorais os métodos de contracepção artificial — preservativos e pílulas anticoncepcionais, por exemplo —, completou seu cinquentenário no último dia 25 de julho e, até hoje, a onda de contestação a seu conteúdo não cessou. Em nossos dias, porém, em vez de uma oposição aberta, o que parece estar se delineando é uma tentativa de reinterpretar o documento à luz de teorias morais já condenadas pelo Magistério, a fim de invalidar, na prática, tudo o que a Igreja sempre ensinou a esse respeito. Não há nada de novo debaixo do sol, é preciso dizer. A título de exemplo, vejamos o que um dos contestadores da Humanae Vitae — e, infelizmente, perito do Concílio Vaticano II — disse sobre a encíclica, tão logo ela foi publicada:   Se um cristão católico, após provar suficientemente sua consciência, acredita ter chegado, após completa reflexão e autocrítica, a uma posição que dissente da norma papal, e a segue em sua vida mat

Não desperdice o seu sofrimento. Veja por quê!

  Umas das coisas que mais impressionavam em Jesus era a capacidade que Ele tinha de se compadecer do sofrimento das pessoas. Ele olhava para cada pessoa em particular e vivia junto com ela os seus sofrimentos.  Independentemente do que vivemos, Jesus sempre está unido a nós, pois Ele tem um olhar especial pelos que sofrem. É no sofrimento que mais parecemos com Ele. Vivemos em um mundo que busca o prazer a qualquer custo, no qual a ideia  de prazer foi vinculada à felicidade. Por isso, falar de sofrimento é ir contra a correnteza. Acredita-se que somente seremos felizes se tivermos prazer em tudo o que fazemos. Dessa forma, o sofrimento virou sinônimo de infelicidade. O cristão é convidado a mostrar ao mundo um testemunho diferente. Mostrar que se colocamos sentido e significado aos nossos sofrimentos, neles encontramos a felicidade. Talvez o maior problema hoje seja este: as pessoas andam desperdiçando o seu sofrimento. Se eu dou sentido ao sofrimento que vivo, santifico-me. Você é q

Por que ler? E que tipo de leitura me é permitido ler como Católico?

A leitura é uma das formas privilegiadas da formação humana. Apesar da evolução das técnicas mais sofisticadas de uso na comunicação, o livro continua a ter um lugar próprio e insubstituível na formação cultural do espírito humano. Pela leitura, formamos e ajustamos critérios de vida, adquirimos conhecimentos, apuramos e sintonizamos sentimentos, fazemos opções de vida. A leitura religiosa não é apenas fortalecimento da fé, mas é também alimento ao nosso espírito Um bom livro nos abre novos horizontes, aponta-nos metas, estimula o desejo de saber, entusiasma as vontades humanas, aquece o coração! Ler é um bom exercício das faculdades humanas superiores: desenvolve o raciocínio, provoca associações de imagens e ideias, alarga perspectivas no campo dos saberes, ajuda a encontrar explicação para as interrogações da vida, contribui para aclarar os segredos da natureza e da vida. Conforto à fome do espírito A leitura é uma espécie de alimento humano: não sacia os apetites do estômago, mas d

5 fatos que talvez você não saiba sobre Padre Pio e seu anjo da guarda

    Hoje , 23 de setembro, a   Igreja   celebra a memória de São   Pio de Pietrelcina , o sacerdote dos estigmas e um santo que tinha muita devoção e proximidade ao seu anjo da guarda. Confira a seguir cinco fatos que você talvez não conhecesse sobre Pe. Pio e os anjos: 1. Achava que todos podiam ver seus anjos da guarda Segundo a Obra dos Santos Anjos, associação católica que difunde entre os fiéis a devoção dos santos Anjos e possui estatutos próprios aprovados pela Santa Sé, diz-se que quando o padre Pio ainda era muito pequeno começou a ter visões do seu anjo da guarda, de Jesus e Maria. Sua mãe disse que ele pensava que todo mundo podia vê-los. 2. Juntos contra o demônio Em certas ocasiões, o demônio manchava as cartas que seu confessor lhe enviava e seguindo o conselho do seu anjo da guarda, quando chegava uma carta, antes de abri-la, o santo a aspergia com água benta e desta maneira podia lê-las. “O companheiro de minha infância tenta suavizar as dores que me causavam aqueles im

Começa hoje a novena de Santa Teresinha

  Santa Teresinha é celebrada em 1º de outubro e é uma santa muito amada pelo Papa Francisco, pelos católicos do Brasil e de todo o mundo. Doutora da Igreja, padroeira das missões e intercessora dos jovens. Esses e outros atributos de Santa Teresinha são lembrados por quem se confia à intercessão da santa nesses dias de setembro. Vamos rezar juntos a novena a Santa Teresinha Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. “Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de Vossa serva Teresa do Menino Jesus durante os 24 anos que passou na Terra. Pelos méritos de tão querida santinha, concedei-me a graça que ardentemente Vos peço: (fazer o pedido), se for conforme a Vossa Santíssima vontade e para salvação de minha alma. Ajudai minha fé e minha esperança, ó Santa Teresinha, cumprindo, mais uma vez, sua promessa de que ninguém vos invocaria em vão, fazendo-me ganhar uma rosa, sinal de que a

O que é um Doutor da Igreja?

Em síntese: Doutor da Igreja é aquele cristão ou aquela cristã que se distinguiu por notório saber teológico em qualquer época da história. O conceito de Doutor da Igreja difere do de Padre da Igreja, pois Padre da Igreja é somente aquele que contribuiu para a reta formulação dos artigos da fé até o século VII no Ocidente e até o século VIII no Oriente. Há  Padres da Igreja que são Doutores. Assim os quatro maiores Padres latinos (S. Ambrósio, S. Agostinho, S. Jerônimo e S. Gregório Magno) e os quatro maiores Padres gregos (S. Atanásio, S. Basílio, S. Gregório de Nazianzo e S. João Crisóstomo). A inscrição de Sta. Teresinha de Lisieux entre os Doutores da Igreja despertou a atenção do público para o conceito de tal título. Que significa ser “Doutor(a) da Igreja”? – Eis o que as paginas subsequentes procura­rão dizer. 1. Doutores da Igreja: quem são? Os Doutores da Igreja são homens e mulheres ilustres que, pela sua santidade, pela ortodoxia de sua fé, e principalmente pelo eminen

Quem foi São José de Cupertino?

O santo de hoje nasceu num estábulo, um exemplo de Jesus, em Cupertino, no reino de Nápoles, a 17 de junho de 1603. Filho de pais pobres, tornando-se um pobre que enriqueceu a Igreja com sua santidade de vida. José, quando menino, era a tal ponto limitado na inteligência que pouco aprendia e apresentava dificuldades nos trabalhos manuais, porém, de maneira extraordinária progrediu no campo da oração e da caridade.  Sua mãe, uma mulher forte e virtuosa, tentou dar-lhe formação básica, mediante a narração da vida dos Santos, como a de São Francisco. Desde os 16 anos, desejava entrar na Ordem dos Frades Franciscanos Conventuais, no convento da “Grottella”.  Entretanto, acabou sendo despedido de dois conventos franciscanos por não conseguir corresponder aos ofícios e serviços comuns.  Ele, porém, não desistia de recomendar sua causa a Santíssima Virgem, pela qual tinha sido anteriormente curado de uma grave e misteriosa enfermidade. Neste intervalo de tempo, o Supremo Tribunal de Nápoles d