Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2022

Segundo a Doutrina Social por que a Família é tão importante?

Por que é que Deus quer que nós vivamos em família? Porque Deus não queria que cada homem vivesse sozinho para si, criou-nos como seres comunitários. Portanto, os homens são naturalmente criados para a comunidade, para a família. Isto é claro desde as primeiras páginas da Bíblia, no relato da criação: Adão recebe de Deus Eva, como companheira colocada ao seu lado. “O homem deu então um nome a todos os animais, às aves do céu e a todas as feras. Mas o homem não encontrou uma auxiliar que lhe fosse semelhante. […] Depois, da costela que tinha retirado do homem, o Senhor Deus modelou uma mulher e apresentou-a ao homem. Então o homem exclamou: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne” (Gn 2,20.22-23a). Que significado tem a família na Bíblia? A Bíblia refere muitas vezes a vida na família. No Antigo Testamento, os pais devem passar aos filhos as experiências do amor e da fidelidade de Deus, e transmitir-lhes as primeiras e mais importantes sabedorias da vida. O Novo Testame

Ser mãe é renovar o mistério do amor que pendeu da Cruz

Poderia citar neste texto diversos aspectos teológicos, semânticos, históricos que contribuem para uma maior compreensão a respeito do dom da maternidade e da missão da mulher como participante na geração da vida, tendo em vista que tudo isto é profundíssimo e belo. No entanto, a coisa é tão mais simples e, paradoxalmente, arrebatadora que pode ser explicada por apenas uma sentença: não somos mais as mesmas depois que um ser que geramos passa a sorrir para nós. Ah, isto sim é extremamente transformador e repleto de sentido! Alguém que inicialmente - ainda intra útero - começa a depender de mim, da minha saúde, do funcionamento dos meus órgãos, daquilo que me alimento e, posteriormente, passa a depender do leite que produzo, dos meus braços, do meu colo, do meu cheiro. Tais sinais tão deliciosos revelam-me claramente que dou pedaços de minha vida para que um filho viva. A mãe de muitos filhos misteriosamente tem sua vida preenchida de tanto dar pedaços de si, porque na pedagogia divina

Maria nunca se cansa de interceder por nós

1. Ao narrar a presença de Maria na vida pública de Jesus, o Concílio Vaticano II recorda a sua participação em Caná por ocasião do primeiro milagre: "Nas bodas de Caná, movida de compaixão, levou Jesus Messias a dar início aos Seus milagres (cf. Jo. 2, 1-11)" (LG, 58). Seguindo a esteira do evangelista João, o Concílio faz notar o papel discreto e, ao mesmo tempo, eficaz da Mãe que, com a sua palavra, leva o filho ao "primeiro sinal". Ela, embora exerça uma influência discreta e materna, com a sua presença resulta, no final, determinante. A iniciativa da Virgem aparece ainda mais surpreendente se se considera a condição de inferioridade da mulher na sociedade judaica. Em Caná, com efeito, Jesus não só reconhece a dignidade e o papel do gênio feminino, mas, acolhendo a intervenção de Sua Mãe, oferece-lhe a possibilidade de ser partícipe na obra messiânica. Não contrasta com esta intenção de Jesus o apelativo "Mulher", com o qual Ele se dirige a Maria (cf,

Porque permanecer ligado à Videira?

  Meus irmãos na Palavra de Deus, encontramos no Evangelho de São Mateus 7,17-18, as seguintes palavras: " Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos ". Guarde este trecho da Palavra em seu coração, adiante, iremos usa-lo em nossa reflexão. Amados, o Senhor nos convida sempre a unidade, a comunhão, a construirmos pontes e não muros, como tanto nos incentivou o Papa São João Paulo II durante todo seu pontificado. Somos sim os braços estendidos do Senhor que deseja acolher todos os seus filhos, Ele nos enviou com as palavras descritas no capítulo 16 de São Marcos: " Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura ". (cf. Mc 16,15). Este braço que estende-se, acolhe, abraça e leva os filhos e filhas de Deus novamente para casa do Pai. Os seguidores de Cristo não se contentam em ver seus irmãos perdidos fora de casa, somente tendo um dia escutado falar de Jesus. Não

Em que o Espírito Santo de Deus pode te ajudar?

O papel do Espírito Santo e os sacramentos. — Nas Sagradas Páginas, vemos que o Espírito Santo é enviado a todas as pessoas, a fim de movê-las para Deus. Todos os seres humanos, mesmo o mais pecador, recebem a visita do Paráclito, que procede do Pai e do Filho. E, por meio dessa visita, isto é., os toques da graça, Deus nos convida à conversão. Se a alma acolhe o chamado divino, fugindo das distrações do mundo, recebe desde já um “toque” do Espírito Santo, que a coloca num estado de busca de Deus. A pessoa ainda não batizada busca, assim, saciar sua sede em diferentes lugares: num livro, numa pregação, num filme religioso etc. Mais tarde, ela toma a decisão de mudar, procura ser católica e, finalmente, pede o Batismo. E se já for batizada, mas estiver em estado de pecado mortal, pede a Confissão. E por meio desses sacramentos, o Espírito Santo realiza uma mudança nessa alma, dando-lhe a graça santificante, um organismo espiritual, um verdadeiro estado de amizade com Deus, e esse mesmo