Pular para o conteúdo principal

Oração da alma enamorada

Senhor que queiramos ser santos, que lutemos para ser santos e que desejemos entender o que é a santidade.

Livra-nos Senhor desse mal terrível que é ficar na superficialidade do conceito do que é a santidade. Livra-nos Senhor desses conceitos muito românticos da santidade e que não nos levam a um comprometimento, a uma conversão e que não nos incomodam, tiram até suspiros de nós, mas não causam mudança nenhuma esses conceitos de sermos santos. Ah meu Santo Senhor, vinde dar-nos o presente das podas, de sermos polidos, vinde dar-nos o presente das correções, das renúncias, do crescimento, dessa dor do crescimento, assim como a criança e o adolescente que tem uma fase em que no momento em que vão crescendo sentem dores em seus ossos por causa do crescimento. Senhor dê-nos a graça de sentirmos dores na nossa alma, devido ao crescimento que o Senhor nos leva a ter, ajude-nos Senhor a conhecer, a penetrar, a entrar num conceito mais forte, mais profundo e maduro da santidade e não permitas que fiquemos imóveis, estagnados diante da verdade que conhecermos, diante dos conceitos que ficarem mais claros diante de nós.

Meu Santo Jesus são combates que precisam ser travados, batalhas que precisam ser travadas, guerras que precisam ser declaradas contra nós mesmos, contra a carne, contra os nossos projetos e os nossos próprios desejos, mas também Senhor contra o mundo de trevas, a mentira, o mal, contra os conceitos errados e tudo aquilo que o demônio tem lançado no coração da humanidade. Precisamos fazer a diferença, mas por muitas vezes temos medo, por muitas e muitas vezes temos preguiça, somos lentos, carregamos falta de fé em nossos corações, nosso comprometimento é terrivelmente frágil, precisamos Senhor, firmar passos na rocha, edificar a nossa casa na rocha e caminharmos na rocha que sois Vós. Qualquer vento nos leva nos assusta nos engana e logo queremos mudar de projetos, queremos buscar outros discernimentos pra ver se aquele discernimento que era o original que já está trazendo problemas, perseguições, dores para nós. Já vamos esquecendo e abandonando, para isso acontecer basta um vento contrário e começamos a inventar novos discernimentos. Temos medo Senhor de dar prosseguimento de insistirmos nos discernimentos originais, nos planos originais que tens pra nós, temos medo Senhor de desagradar as pessoas, de sentir dor, de sofrer, da solidão, de nos contrariarmos muitas e muitas vezes, temos medo Senhor de perder. Não aceitamos perdas!

Por isso vinde, Senhor! E derrama sobre nós o Teu Espírito Santo, desperta-nos a viver a santidade verdadeira, um mergulho no querer da Tua vontade, a termos realmente em nós as atitudes de querer o que Tu queres, do desejar o que é o Teu desejo, de ser santo como tu queres que sejamos santos e não numa santidade bem cômoda, conveniente, que não incomoda, que não nos trará problemas, que nos manterá naquela situação de sempre estar realizando as nossas próprias vontades, ah Senhor rompa esse véu, rompa essas cadeias, nós precisamos ir mais, precisamos chegar mais perto de Ti, ouvir melhor a Sua voz Jesus, nós precisamos enxergar aquelas lágrimas que correm dos seus olhos. Às vezes Senhor nossa distância é tão grande, tão grande que não percebemos as lágrimas que correm dos teus olhos e não percebemos as feições dos teus olhos, do Pantokrator, uma mensagem que queres nos passar que é mais dura, mais brava, meu Senhor somente se nos aproximarmos mais de Ti vamos perceber o que queres nos dizer, vamos perceber no olhar do Pastor o que Ele quer nos dizer, vamos ouvir melhor a Tua voz. Por isso Senhor, guarda-nos mais junto de Ti, vai derrubando as barreiras, as cercas, as cancelas, os muros, as grades, as cordas, vai derrubando tudo isso que fomos colocando entre nós e a santidade, entre nós e a Tua face Senhor.

Muitos que vivem contemplando a Tua face de muito e muito longe não te conhecem, porque não veem os Teus traços direito e facilmente são enganados por falsos pastores, facilmente são enganados pelos próprios pastores que criam dentro de si mesmos. Nós precisamos Senhor de uma experiência da contemplação da Tua face estando face a face contigo, bem juntinho de Ti meu Santo Senhor para que possamos ter a experiência do beijo, do beijo da alma, do beijo da alma apaixonada em Ti Senhor. Conceda-nos a graça de uma intimidade tal que possamos beijar-Te Senhor e sermos beijados por Ti, querido Jesus e assim nossa alma enamorada estará unida a Ti e conhecerá os teus desejos e conhecerá o Teu esposo e fará verdadeiramente aquilo que o Esposo quer, pois lhe será fiel, profundamente fiel.

Essa é a santidade, a graça, a intimidade que precisamos atingir, por isso é que nós te dizemos agora: EU QUERO SER SANTO SENHOR!

“Eu quero ser santo e não vou desistir, eu quero ser santo e Contigo eu vou conseguir, eu quero ser santo e irei proclamar que a santidade é a vontade de Deus pra mim.”

Dá-nos Senhor a graça de assumir essa oração que o Senhor me inspirou, e carrega-la, meditá-la e guardarmos momentos de orações com ela para crescermos melhor unindo essa oração à oração enamorada de São João da Cruz. Possamos sim ruminar essa oração, mergulhar nas entrelinhas de tudo que me foi inspirado agora e assim nos aproximarmos da Tua face e te contemplarmos. Vermos Senhor as poesias e as palavras fortes, as trovoadas que saem dos traços de Tua face. Lermos Senhor nas entrelinhas de uma proximidade da tua face tudo aquilo que nossa alma precisa se alimentar para uma vida realmente santa.

Clayton B. Antar, em um momento de oração da Com. Encontro. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at