Pular para o conteúdo principal

A missão de João Batista é nos preparar para a vinda do Senhor

João Batista, percebemos, é aquele que anunciou a vinda do Senhor. No entanto, ele é mais do que isso! João Batista foi o último profeta do Antigo Testamento. Então, quando olhamos para ele, estamos olhando para alguém que está chamando o povo a se arrepender de seus pecados e voltar para o Senhor. 

Ele anuncia que Aquele que vem será como uma espada de dois gumes: aqueles que se voltarem para Ele serão trazidos para Seu rebanho, mas aqueles que rejeitarem Seu chamado ao arrependimento serão afastados do rebanho. O Senhor está chamando as pessoas a fazerem escolhas.

Se quisermos uma melhor compreensão do papel de João Batista, não precisaremos procurar mais do que a primeira leitura de Isaías 49,1-6. Observe o que diz o profeta: “Jeremias, o profeta, e todos eles tinham uma mensagem semelhante: o Senhor o formou para ser o profeta que chamava Jacó, que é o povo hebreu de voltar à santidade”.

João foi o agente enviado para preparar o povo para a vinda iminente do Messias, para chamar as pessoas de volta à santidade. Então, Deus formou Seu Filho no útero, instruiu-O e levou-O a sair ao mundo e pregar para as pessoas retornarem ao Senhor. Uma das principais coisas que está acontecendo é que João sabe o que as pessoas não sabem. Que o mundo vai mudar e eles devem estar preparados. Em 40 anos, o mundo deles mudará radicalmente, e aqueles que não prestarem atenção ao aviso de João e não estiverem preparados para ouvir a Palavra de Deus, virão a se encontrar do lado errado do mundo em mudança.

João Batista, agente da mensagem de Deus

Costumo relembrar que, a partir do momento em que você vê São João Batista chegar ao local descrito no Evangelho, imagina um relógio grande ao fundo, de 40 anos a zero. Quando o zero chegar, os romanos virão e limparão as nações hebraicas da face do mapa até 1948 a.d. O templo, que é tão importante para a comunidade judaica, será destruído, para não ser reconstruído, e o povo escolhido será enviado para as quatro equinas do mundo.

Há mais, porque muitos dos judeus rejeitam a pregação dos apóstolos de Jesus. São Paulo, então, sai para pregar aos gentios, e essa é a primeira vez, na história, que uma mensagem judaica é pregada aos Goyim (os não-judeus) e o mundo muda ainda mais.

Tudo isso foi profetizado desde o tempo de Isaías, e continua até hoje. No entanto, há mais. Tudo o que você pode ver, na missão de João Batista, tudo o que você pode ver escrito sobre ser formado no útero como agente da mensagem de Deus também pode ser dito sobre você como membro da Igreja.

Qual é a nossa missão?

Essa é a mensagem da Igreja, hoje, e você foi chamado para fazer parte dela. Para nós, há a missão de prepararmos a nós e aos outros para a segunda vinda de Cristo. Há duas maneiras que surgem: quando morremos ou no fim do mundo. Como eu gosto de dizer: quando vamos lá ou Ele vem aqui. Essa é a nossa missão: preparar-nos e aos nossos vizinhos para esse momento.

Há um ditado que diz: “Não há nada de novo sob o sol”. O engraçado é que dizer ‘não’ é novo também. Na verdade, é atribuído a Salomão e tem cerca de três mil anos de idade. Você pode encontrá-lo no livro de Eclesiastes 1,9. Assim, a mensagem de João Batista é tão relevante agora como era antes.

Lembre-se de que ninguém tinha qualquer expectativa de que o estado judeu fosse varrido do mapa. De fato, ironicamente, sob os romanos que ocupavam Judá, o estado ainda existia, ainda que sob o domínio romano. Eventualmente, porque eles enfureceram os romanos, os soldados imperiais eliminaram o estado e o templo. Você pode saber que João Batista tinha uma ideia do que estava por vir e estava advertindo o povo.

Abraçar Cristo ou os caminhos políticos do mundo?

Agora, vamos ver dessa maneira. De repente, você é mandado de volta no tempo para a sua paróquia em 1888. É uma nova era para os católicos, e todos estão animados. Aqui, nos Estados Unidos, estão quase no final da reconstrução. Os trens agora estão conectando não apenas Boston e Nova York, mas Nova York e Chicago, depois, Los Angeles; e isso foi há vinte anos.

Há um grande futuro vindo ao mundo e todos estão animados. Mas você vê o futuro e sabe que, de fato, grandes coisas estão reservadas, mas também são coisas horríveis. Há uma guerra mundial com máquinas de combate ferozes e produtos químicos horríveis. Existe uma nova filosofia que vai ultrapassar o mundo, que vai mudar as economias e escravizar as nações. Há outra Guerra Mundial chegando, uma bomba atômica e muito mais, e você percebe que essa Igreja, que é chamada de St. Michaels, terá uma poderosa voz para brincar na vida daqueles que assistem até hoje e muito mais. Serão pregadas mensagens para afastar as pessoas do pecado e aproximá-las de Cristo, missões e orações ditas pelos soldados no exterior.

Os governos vão mudar, e os Estados Unidos estarão do lado de uma grande guerra entre capitalismo e comunismo. As nações serão incorporadas ao bloco comunista de nações que se oporão ao mundo ocidental e aos EUA. Finalmente, os Estados Unidos entrarão em um período de turbulência, onde o discurso é policiado e as pessoas ofendidas silenciarão o debate, a fim de criar uma moralidade baseada na emoção e na paixão, em oposição à razão e à fé. As pessoas, o tempo todo, terão de decidir se abraçam Cristo ou abraçam os caminhos políticos do mundo. A coisa é, você estará ciente de todas as mudanças que estão por vir e saberá como sua paróquia e cidade estarão em 150 anos. Você estará ciente de quão urgente é a mensagem do Evangelho.

 

Isso lhe daria uma ideia da missão de São João Batista. Ele sabia de alguma coisa e agia de acordo com o que sabia. Você foi chamado para viver em um mundo que é, provavelmente, mais parecido com o tempo de São João Batista, Isaías, o Profeta e Jeremias e Ezequiel do que você pode imaginar. Você viu o padrão, você sabe que o único fator estável é Cristo. Agora, eu pergunto-lhes: você percebe a urgência de viver sua mensagem? Você percebe o chamado para ser profeta na maneira como vive sua vida? Se assim for, você tem uma melhor compreensão da missão de São João Batista e da missão de vocês.

Padre Robert Carr, fonte: cancaonova.com


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at