Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

UMA VOCAÇÃO QUE GERA VIDA

Uma vocação bem vivida, com obediência é sempre uma vocação que rende muitos frutos.
Um sim diário, com amor, aonde o objetivo é alcançar corações e levá-los para Deus.
Diante deste sim, na semana passada, (07/11), Dom Dario Campos, O.F.M, (atual bispo da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim) recebeu a  nomeação realizada pelo Papa Francisco e acolheu de braços abertos um novo desafio: Tornar-se Arcebispo da Arquidiocese de Vitória (ES).

Dom Dario Campos nasceu em 9 de junho de 1948, em Castelo (ES), Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, no Estado do Espírito Santo. É dono de um carisma especial, homem simples, cheio de bom humor, simpatia e apaixonado por sua vocação.
Com essas características marcantes, conquista o povo por onde passa, atrai olhares e muitos sorrisos.
Permaneceu nesta Diocese por sete anos e agora despede-se com gratidão:
"Com grande gratidão, eu reconheço o quanto o Senhor foi bondoso e quantos frutos pudemos colher juntos, nesses anos passados. Agradeço de coração a t…

FÁBRICA DE SANTIDADE

"Deus consagrou um povo escolhido, o amou profundamente desde toda a eternidade. Para ser sal e luz, gerar Cristo Jesus no seio da humanidade.
Hoje somos este povo tão amado, Deus nos chama a viver o seu amor. Nos convida a todo instante sem cessar e pede a nós: SEDE SANTOS!"
E qual é a sua resposta diante deste chamado de Deus? 
Iniciamos no dia 20 de Outubro de 2018 o Programa "Fábrica de Santidade". Esse programa acontecerá mensalmente por um período de 9 meses (sempre em um sábado de 14:00 às 18:30), será um caminho  maravilhoso para encontrarmos nossas moradas interiores, conhecermos profundamente nossa alma através de uma vida profunda e sincera de oração.
Nosso próximo encontro acontece no dia 17 de Novembro em nosso Centro de Evangelização "Casa de Maria" (Zona Rural - Localidade São Simão / Bairro IBC, Cachoeiro de Itapemirim, ES. Referência: estrada de chão logo após a Polícia Federal sinalizada com placas indicativas.), ainda dá tempo de fazer a su…

ÉTICA E VOTO DEMOCRÁTICO NAS ELEIÇÕES

Quando uma sociedade está pautada em valores morais e éticos e as suas ações se voltam para a coletividade em detrimento dos interesses individuais, cria-se de imediato uma verdadeira estratégia de ética nas eleições. Trabalhar o problema na raiz traz resultados mais eficazes do que esperar acontecer a tragédia para agir. Combater é muito mais difícil do que prevenir. Daí faz-se necessário anunciar a ausência ou melhor a quase inexistência em nossa sociedade de uma ética inserida na concretude do voto, revelando o quanto a sociedade é vazia deste valor.
Escutamos sempre a alegação: “este negócio de ética na democracia cada um tem a sua”. Porém, imaginar que cada um tem a sua e que o grupo não deve tê-la é algo impensável. Os pensadores Rosseau e Lincoln afirmavam que a democracia é o regime “do povo, pelo povo e para o povo”. Kelsen, por outro lado, acreditava que a democracia se baseia no voto e na liberdade (seja ela de consciência, de religião ou de trabalho).
A palavra “democraci…

A tão sonhada paz!

Verdadeira paz encontrei em Jesus! O que essa foto te parece? O que você sente e enxerga ao olhar pra ela? Seja sincero(a)... Pode ir até onde quiser, mas retire dela os sentimentos que vem ao seu
coração.





Para quem não me conhece, essa na foto sou eu, Letícia Debona de Freitas, cofundadora da Comunidade Encontro, pilar da Verdade. E vou nesse texto partilhar um pouco com vocês sobre o fato lindo de ter encontrado meu lugar de paz e Aquele que me deu essa paz. 
Estou na Comunidade Encontro há quase nove anos, quando comecei a caminhar, tinha 16 anos. Haviam em meu coração muitos sonhos e projetos, desejos a serem realizados. Mas em nenhuma dessas coisas encontrava minha paz. Sempre tive uma família presente, amigos, já havia namorado, era uma boa aluna, me relacionava bem com as pessoas ao meu redor, existiam sim algumas coisas meio “mais ou menos”, porém nada de muito grave. Eu era feliz, muito feliz até, mas não completamente realizada e em paz. Você já ouviu dizer que paz não é a au…

#FRANCISCOESTOUAQUI

#FranciscoEstouAqui é a campanha que a SIGNIS Brasil Jovem – Associação Católica de Comunicação - lança nas redes sociais em apoio ao papa Francisco. Algumas declarações tendenciosas e conflituosas na Igreja favorecem a disseminação de notícias falsas com a intenção de desestabilizar o pontificado do papa, que atua sem medir esforços, na construção de uma cultura de paz, justiça e solidariedade entre os cristãos e a todos os homens e mulheres de boa vontade (Lc 2,14).
Com a hashtag #FranciscoEstouAqui, jovens de todo o Brasil pretendem inundar os espaços digitais com uma mensagem alegre, criativa e orante de apoio e carinho ao papa Francisco. #ParaCegoVer A imagem contém um fundo roxo e uma foto do Papa Francisco com a hashtag #FranciscoEstouAqui. Fique por dentro, entre nessa você também! 
A Comunidade Encontro estará sempre aqui #PapaFrancisco, e você? 
Fonte: #Franciscoestouaqui 

AFINAL, O QUE SIGNIFICA SER FAMÍLIA?

Por Fernando Acácio de Oliveira[1]   Yasmin Maia Viana[2] Atualmente em nossa sociedade ouvem-se muitas discussões sobre as famílias e suas relações no mundo. Discute-se se existem entre as famílias atitudes de diálogo, presença, responsabilidade profissional, comprometimento, experiências compartilhadas e a arte de amar apontadas como ingredientes básicos da humanização familiar, envolvida num processo de cuidado e respeito dentro do conjunto social. Fazendo um resgate histórico, vemos que na antiguidade, o conceito de família era ligado à noção de convivência por mera necessidade, sem a existência de laços socioafetivos. Atualmente, a Constituição Federal apresenta uma visão funcionalizada da família, à luz da socialidade, assentada na realização da felicidade. Sob o olhar do direito civil, vemos que antes de CRFB/88, o direito nacional somente reconhecia a família criada com o casamento. Com a Carta Magna de 1988, o constituinte passou a abordar como núcleos familiares típicos: o casam…

Papa Francisco: vocação é escuta, discernimento e vida

A nossa vida e a nossa presença no mundo são frutos de uma vocação divina, para a qual é preciso um processo de discernimento.

Escutar, discernir e viver a Palavra de Deus Na diversidade e especificidade de cada vocação, pessoal e eclesial, é preciso escutar, discernir e viver a Palavra, que nos chama do Alto e, ao mesmo tempo, nos permite render nossos talentos, fazendo de nós instrumentos de salvação no mundo e orientando-nos à plenitude da felicidade. O chamado do Senhor não é evidente, como tantas coisas que podemos ouvir, ver ou tocar na nossa experiência diária. Deus vem de forma silenciosa e discreta, sem se impor à nossa liberdade. Assim pode acontecer que a sua voz fique sufocada pelas muitas inquietações e solicitações que ocupam a nossa mente e o nosso coração.
Ler os sinais dos tempos com os olhos da fé
Por isso, é preciso “preparar-se à uma escuta profunda da sua Palavra, prestar atenção aos seus detalhes diários e aprender a ler os sinais dos tempos com os olhos da fé, semp…

ABORTO: UM ATENTADO CONTRA A VIDA

Por Seminarista Fernando Acácio de Oliveira Diocese de Cachoeiro de Itapemirim-ES. Na sociedade atual, com toda a liquidez de valores a vida passou a ser um fato banal, sem importância. E muito mais grave quando a prática do aborto ataca vidas indefesas, inocentes e frágeis. Atentar contra a vida de um indefeso é atentar contra a própria existência humana. Do direito à vida derivam todos os outros direitos, dos quais aquele é condição necessária. As diversas justificações que estão sendo elaboradas para referendar a prática do aborto, tem como raiz comum deslegitimar a presença e alteridade do nascituro como pessoa humana atendendo interesses ou situações às vezes sentimentais, outras de conforto financeiro, ou de dominação imperial, chamando de interrupção da gravidez, o que os bombardeios inteligentes chamam de danos colaterais, ou seja, eliminação de vidas humanas. O termo “nascituro” aqui é entendido em sua etimologia que significa “aquele que há de nascer”. A prática do aborto diret…

Vocacional Encontro 2018

ENCONTRAR Deus, ENCONTRAR a si mesmo, ENCONTRAR os irmãos, TE ENCONTRAR... 
Estamos indo ao seu encontro! 

"Meu coração arde, vejo uma luz brilhar em meio a escuridão, me encontro inquieto e preciso descobrir o que há dentro de mim, as coisas que vivo já não me preenchem, quero mais, mais de Deus, me entregar mais, me doar mais. Deus me pede respostas, decisões, nenhum dia da minha vida consigo parar de pensar no que possa ser isso..." 

Ei, se Deus te chama se liga aí. 

Abrimos hoje as inscrições para o nosso Encontro Vocacional 2018, que acontecerá nos dias 28, 29 e 30 de Setembro em nosso Centro de Evangelização, "Casa de Maria". 

Se você deseja se encontrar, e tem 16 anos ou mais, acesse o link abaixo e faça sua inscrição: 

https://goo.gl/forms/RqECsZELj4CV8Eim2

NÃO TENHA MEDO,  AMAMOS TE ENCONTRAR! 




Sagrado Coração: hoje é a festa do amor de Deus, diz o Papa

O Papa Francisco celebrou a missa na capela da Casa Santa Marta e dedicou a sua homilia ao amor de Deus.


No dia em que a Igreja celebra a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, o Papa Francisco iniciou a sua homilia na Casa Santa Marta afirmando que se poderia dizer que hoje é a festa do amor de Deus.

“Não somos nós que amamos Deus, mas é Ele que “nos amou por primeiro, Ele é o primeiro a amar”, disse o Papa. Uma verdade que os profetas explicavam com o símbolo da flor de amêndoa, o primeiro a florescer na primavera. “Deus é assim: sempre por primeiro. Ele nos espera por primeiro, nos ama por primeiro, nos ajuda por primeiro”.

Mas não é fácil entender o amor de Deus. De fato, Paulo, na segunda Leitura do dia, fala de ‘impenetráveis riquezas de Cristo’, de um mistério escondido.

É um amor que não se pode entender. O amor de Cristo que supera todo conhecimento. Supera tudo. Tão grande é o amor de Deus. E um poeta dizia que era como “o mar, sem margens, sem fundo …”: mas um mar sem limites.…

INFOGRÁFICO: Medite os dias mais importantes do ano

O ponto mais alto da Semana Santa é o chamado Triduum Sacrum, em que vivenciamos os mistérios dos três dias sagrados:
Na Quinta-Feira Santa celebramos a instituição da Eucaristia na última Ceia e, em função dela, a instituição do sacerdócio ministerial. Jesus quis dar um sinal visível para deixar claro seu amor até o fim.
Na Sexta-feira Santa fazemos memória da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. É o único dia no ano em que não se celebra a Missa. Temos a celebração da Paixão preferencialmente às 15 horas, a hora em que Jesus morreu. É uma celebração antiga e tradicional entre os católicos. Trata-se de uma celebração da Palavra especial, marcada por cânticos e ritos. Ela se inicia com um grande silêncio, durante o qual o sacerdote e os auxiliares permanecem prostrados no chão. Com esse gesto inusitado, os celebrantes expressam a ideia de que só conseguimos nos aproximar do mistério da morte de Jesus na Cruz quando estamos em silêncio.
O Sábado Santo é marcado pelo silêncio do se…

Como perdoar quem nos magoou?

Talvez um dos nossos grandes desafios seja perdoar àqueles que nos feriram, machucaram com atitudes, omissões, agressões verbais e até mesmo físicas. A dor que fica em nosso coração muitas vezes é grande demais, com frequência fecha o nosso coração para o amor. Não só com aquele que nos atacou, mas também em relação a todas as outras pessoas, passo a desconfiar, não quero me entregar para ser maltratado novamente. Mas nosso coração ferido pode ser curado, pois acima de qualquer injúria está a misericórdia de Deus, que nos perdoa infinitamente perdoa igualmente meus agressores.      Por que perdoar? Primeiramente, porque é isso que Deus faz com cada um que peca e se arrepende:



Ou seja, se Ele acolhe a todos, minha primeira tarefa é compreender que a misericórdia de Deus alcança a todos e pode tanto me curar quanto levar ao arrependimento os meus agressores. Lembre-se das palavras de Jesus ao ser crucificado: "Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem". (Lc 23, 34). Esse já…

O que São João Paulo II disse às mulheres?

CARTA DO PAPA JOÃO PAULO II ÀS MULHERES


A vós, mulheres do mundo inteiro,  a minha mais cordial saudação!

 A cada uma de vós dirijo esta Carta, sob o signo da solidariedade e da gratidão, ao aproximar-se a IV Conferência Mundial sobre a Mulher, que terá lugar em Pequim no próximo mês de Setembro.
Antes de mais, desejo exprimir o meu vivo apreço à Organização das Nações Unidas, que promoveu uma iniciativa de tamanha importância. Também a Igreja se propõe oferecer a sua contribuição para a defesa da dignidade, do papel e dos direitos das mulheres, não só através da específica colaboração da Delegação oficial da Santa Sé nos trabalhos de Pequim, como também falando directamente ao coração e à mente de todas as mulheres. Recentemente, por ocasião da visita que a Senhora Gertrudes Mongella, Secretária Geral da Conferência, me fez tendo em vista precisamente tão significativo encontro, quis entregar-lhe uma Mensagem, na qual estão recolhidos alguns pontos fundamentais do ensinamento da Igreja …