Google+ Setembro 2013 ~ Comunidade Encontro

Clique e ouça!

24h de música católica para você!

sábado, 28 de setembro de 2013

Como transmitir a fé?

O catequista, testemunha da fé

Acontece nesse fim de semana, na Praça São Pedro, o Congresso Iternacional de Catequese, que pretende oferecer uma reflexão sobre a primeira parte do Catecismo da Igreja Católica e deseja colocar o ícone do encontro do Ressuscitado com os discípulos de Emaús como paradigma da nossa história de crentes. A catequese e o catequista são instrumentos que tornam mais fecundo o encontro com o Senhor e que iluminam a decisão de O seguir.

Trazendo essa experiência para o nosso dia-a-dia, podemos nos questionar: Como tenho vivido a minha fé? Dei atenção ao tema desse ano que se passou, buscando aprofundar-me nos assuntos da fé e na pessoa de Jesus Cristo? Procurei o encontro profundo com o Ressuscitado?

Na tarde de ontem o papa falou aos participantes do Congresso Internacional sobre a Catequese, e em seu discurso disse que a Igreja precisa de bons catequistas, agradecendo aos presentes por esse serviço "à Igreja e na Igreja". Disse também: "Mesmo se por vezes pode ser difícil, há muito trabalha, se esforça e não se veem os resultados desejados, educar na fé é belo! Talvez seja a melhor herança que podemos dar: a fé! Educar na fé" para que cresça.

Dentro dessa reflexão, podemos dizer que a melhor maneira de transmitir a fé, tornar o Senhor conhecido e acreditado entre todas as nações, como nos enviou o Santo Padre na útlima Jornada Mundial da Juventude, é viver essa fé, aderir totalmente e de coração o que nos diz a sã doutrina da Igreja. Devemos ser católicos que testemunham o amor a Eucaristia, à Virgem Maria e buscam uma vida sincera de oração e seguimento radical do Evangelho. Sobre isso nos fala de forma apaixonante o documento de Aparecida, pág. 15:

"Aqui está o desafio fundamental que afrontamos: mostrar a capacidade da Igreja para promover e formar discípulos e
missionários que respondam à vocação recebida e comuniquem
por toda parte, transbordando de gratidão e alegria, o dom do
encontro com Jesus Cristo. Não temos outro tesouro a não ser
este. Não temos outra felicidade nem outra prioridade senão a
de sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que
Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades
e resistências."


E nos diz o Santo Padre, no mesmo discurso aos catequistas: "A primeira coisa para um discípulo – prosseguiu – é estar com o Mestre, ouvi-lo, aprender d'Ele. E isso vale sempre, é um caminho que dura a vida inteira."

Peçamos ao Espírito Santo a graça de sermos dóceis às formas de oração e encontro com o Cristo Vivo, que quer nos dar uma experiência real e profunda com Ele mesmo, e nos leve a contemplar a vida de Jesus e da Virgem Maria, que é alimento para toda a nossa caminhada de fé.

Papa Francisco e o Patriarca Ortodoxo Youhanna X Yazigi


Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco recebeu esta manhã, no Vaticano, o Patriarca Greco-ortodoxo de Antioquia e de todo o Oriente, Youhanna X Yazigi. Um encontro fraterno, dedicado em particular, à difícil situação na Síria e no Oriente Médio, como explicou o próprio Patriarca à Rádio Vaticano:

R: “Antes de tudo gostaria de expressar todo o meu profundo, caloroso amor ao nosso amado irmão em Cristo Papa Francisco. Trago no meu coração todos os sofrimentos da nossa gente na Síria, no Líbano, no Oriente Médio. Nós apreciamos muito aquilo que fez Sua Santidade pela nossa gente, pela nossa Igreja no Oriente Médio, na Síria, no Líbano, especialmente o seu empenho em buscar uma solução para restabelecer a paz através do diálogo e não da guerra”.

RV: Que impacto teve a iniciativa da oração e do jejum pela Síria de Papa Francisco? Que impacto teve nas pessoas na Síria?

R: “Foi muito importante. De fato, todo o nosso povo rezou junto naquele dia pela Síria, pelo Oriente Médio, pela paz em todo o mundo. Foi uma mensagem muito importante para todo o mundo e penso que também para todos os governos, não somente para as pessoas, mas também para os países e os governos, para encontrar uma solução de paz”. 

RV: O senhor foi pessoalmente atingido por este conflito: seu irmão foi sequestrado há cinco meses em Aleppo, junto com alguns Metropolitas Ortodoxos sírios. O que poderia nos dizer a este respeito?

R: “Sim, sim, infelizmente. Esperamos e rezamos, buscando, em todos os níveis, com o governo e com diversas pessoas, encontrar uma solução para este acontecimento. Esperamos. Até agora não tivemos nenhuma notícia oficial ou segura sobre nossos dois irmãos, os dois Metropolitas”.

RV: O senhor acredita que ainda estejam vivos?

R: “Nós esperamos. Esperamos que sim!”

RV: O senhor pode falar sobre isto com o Santo Padre?

R: “Sim, sim, absolutamente. Falamos sobre muitos assuntos. Antes de tudo expressei todo o meu amor, o meu amor fraterno à Sua Santidade, pessoalmente, e todo o amor da nossa Igreja de Antioquia, da Igreja Ortodoxa, à Igreja Católica. Como você sabe, sempre, na história, tivemos boas relações e cooperamos com a Igreja Católica, com a Cidade do Vaticano. Em relação à unidade, a nossa unidade dos cristãos, como você sabe, no diálogo entre os Ortodoxos e a Igreja Católica, tentamos fazer – e queremos fazer – aquilo que se pode, sempre juntos. Este é o desejo de Sua Santidade e também o nosso desejo. Falamos também sobre a presença dos cristãos no Oriente Médio: é uma questão muito importante no momento, porque muitas pessoas nossas deixaram a Síria, o Líbano e outros países. Não podemos aceitar um Oriente Médio sem a face de Cristo”. (JE)


Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2013/09/27/youhanna_x_encontra_papa_francisco:_inaceit%C3%A1vel_um_oriente_m%C3%A9dio_sem/bra-732415
do site da Rádio Vaticano 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Rezar com Arte, Sorrir faz Parte!




O que podemos usar a favor da evangelização? O nosso querido Beato João Paulo II nos apresenta a arte como uma das mais belas formas de levar o Evangelho a todas as criaturas, como nesse trecho de sua Carta aos Artistas:

"Toda a forma autêntica de arte é, a seu modo, um caminho de acesso à realidade mais profunda do homem e do mundo. E, como tal, constitui um meio muito válido de aproximação ao horizonte da fé, onde a existência humana encontra a sua plena interpretação."

Nesse contexto, e seguindo os caminhos da nova evangelização, a Comunidade Encontro se utiliza das muitas formas de arte para levar as pessoas, principalmente os jovens ao encontro de Deus, de si mesmos e do próximo.

Apresentamos, então, o show "Rezar com Arte, Sorrir faz Parte!", protagonizado pelo nosso irmão Daniel Sadler, membro consagrado da Comunidade Encontro. Essa é mais uma iniciativa católica no meio do standup comedy, incentivada por artistas consagrados como Ivanildo Silva da Comunidade Obra de Maria, de Pernambuco com seu show "Viver de rir, porque morrer ninguém quer", que já se apresentou duas vezes em eventos nossos.

O roteiro inclui várias situações do nosso dia-a-dia, especialmente da vida do cristão.

Situações que acontecem em grupos de oração, retiros, etc... Tem também algumas histórias da JMJ e claro, fatos engraçados (lógico) da vida do Daniel.

Evangelize através da alegria do humor cristão levando esse show para sua cidade fazendo o pré-agendamento pelo e-mail apostolado@comunidadeencontro.com

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Noite de Cinema!


Noite de cinema da Comunidade Encontro! É nesta quarta, em Betesda, às 19:30h. Ver filme já é bom, com vários amigos num lugar incrível é melhor ainda! Vem!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Viva São Padre Pio!

Hoje é dia de São Pe Pio de Pietrelcina, um dos baluartes da Comunidade Encontro.
Considerado um dos maiores místicos de nosso tempo nos ensinou o amor radical a Jesus e Sua Igreja com sua vida de oração, sacrifício e pobreza.

Canonizado em 16 de Junho de 2002 pelo Papa João Paulo II, Pe Pio foi o primeiro sacerdote canonizado que tem os estigmas de Jesus Cristo. Essas chagas que apareceram em suas mãos, pés e lado esquerdo do peito em 20 de setembro de 1918, saíam diariamente um copo de sangue, mas nunca infeccionaram e os médicos não conseguiram cicatrizá-las nem dar explicação. Elas permaneceram em seu corpo até pouco antes de sua morte.

Seu apostolado sacerdotal durou 58 anos; grandes multidões passaram por seu confessionário chegando a ficar 16 horas atendendo e diariamente recebia centenas de cartas de fiéis, que pediam seu conselho iluminado e sua direção espiritual, a qual tem sempre significado um retorno a serenidade, a paz espiritual e ao colóquio com Deus. Visitava diariamente por longas horas a Jesus Sacramentado preparando-se para a Santa Missa que causava comoção aos fiéis por sua grande devoção.

São Pe Pio tinha dons extraordinários como a capacidade de ler os corações e consciências, profecias, curas milagrosas pela poder da oração, bilocação e o sangue de seus estigmas tinham perfume de flores.
Faleceu aos 81 anos em 23 de setembro de 1968 e seu corpo foi exposto por 4 dias ante milhares de pessoas que formavam uma enorme coluna que não teve interrupção até o momento do funeral, ao qual assistiram mais de cem mil pessoas.


São Pio de Pieltricina tinha afirmado que "farei mais barulho morto que vivo" e a predição não deixou de se cumprir. Nos anos de 2008 e 2009 o seu corpo ficou exposto para veneração pública por 17 meses e, durante esse tempo, quase o mesmo número de peregrinos de Lourdes visitaram São Pio: cerca de 10 milhões, entre os quais o Papa Bento XVI. Em Junho deste ano foi dada a licença para a exposição contínua do corpo incorrupto de São Pe Pio na Igreja inferior de San Giovanni Rotondo, na Itália.

São Pio de Pietrelcina, rogai por nós!

Conheça mais sobre a vida de São Padre Pio e sua intercessão junto à Comunidade Encontro

Confira imagens raras de Pio no vídeo abaixo:


terça-feira, 17 de setembro de 2013

Achega-te em Conceição do Castelo



Aconteceu nos dias 14 e 15 de setembro, o II Achega-te em Conceição do Castelo com o tema "Melhor de mim, vem pra fora!". Foram momentos de muita oração, alegria, estudo bíblico e do YOUCAT. Uma nova juventude se levantou nessa cidade para seguir decididamente à santidade.





quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Fim de semana recheado!


 Mais um final de semana cheio de missões para a Comunidade Encontro levando a juventude a se encontrar com Deus.
No sábado, o Ministério de Dança fez a abertura do EDJ que ocorreu no sábado e domingo em Venda Nova do Imigrante – ES, participou de todo o encontro com stand no qual aconteciam apresentações musicais da galera. Durante o evento, Fernanda e Letícia subiam no palco para dançar e ensinar a música oficial do EDJ “Pela Fé na Cruz”.


Ainda no sábado, Daniel Sadler apresentou o Stand Up Comedy “ Rezar com Arte, Sorrir faz Parte” em Vila Velha no 20º aniversário do Grupo de Oração Fé e Vida no Senhor. Foi mais de uma hora de encontro com Deus através dos sorrisos e gargalhadas.

E no domingo de manhã aconteceu a III Edição da Copa EJ, sendo pela primeira vez realizada em Betesda na Arena Multiuso Fair Play e na modalidade futebol de areia.
Com quatro equipes masculinas e duas femininas, as finais foram disputadas pela Seleção Encontro e Comunidade São João Batista (IBC) no masculino, e Seleção Encontro e Presidente Kennedy no feminino. O time da Comunidade São João Batista (IBC) foi o campeão, levando também o prêmio de melhor goleiro para Lucão, artilheiro e craque para Vitinho. As meninas de Kennedy mais uma vez levaram o título, sendo assim bicampeãs da Copa EJ, acumulando também o prêmio de melhor goleira para Kevelyn, mas a artilheira e craque foi da Seleção Encontro, Natália Pá.


O grande momento da Copa EJ não foi a disputa da final, mas sim o jogo limpo, a amizade e alegria nos encontros e reencontros, além da fraternidade na oração final com todos dentro da quadra de mãos dadas. Isso é Fair Play! E falando em Fair Play, ele está de volta agora na areia, todo sábado às 15h em Betesda (IBC). Chame seus amigos e venha para o Fair Play ter um encontro com Deus no esporte!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Deixar Deus ser Deus é melhor

Em momentos de aflição, dúvidas, necessidade de respostas, em tempos de mar agitado, incompreensões, em momentos em que não se encontra saída, a melhor atitude é optar pela fé. Mas é interessante refletir que muitas vezes a fé não é considerada uma atitude pra nós. Para o nosso raciocínio lógico a fé pode nos parecer uma disposição abstrata demais uma vez que exercer a fé pode ser não fazer nada. Sim, dar um passo na fé pode significar não dar passo algum em direção a nada ou ao contrário, pode significar correr velozmente em direção a algo que não se enxerga absolutamente e aí se lançar. Pode significar silenciar, orar interiormente, confiar de verdade em algo diante do qual se sente impotente. Isso é demais pra nossa mente eficaz e nossas mãos eficientes, não é? Digo que não. É o complemento que nossa razão precisa. Na sociedade atual temos nos comportado de uma forma muita deseducada e poderia dizer deselegante. Passamos à frente de Deus em tudo e muitas vezes queremos ensiná-lo a agir em nossa vida. Deus não é um boneco a ser manuseado e nem se permite manipular. Ele sabe os tempos e as necessidades. Ele conhece-nos mais que nós mesmos dizemos conhecer alguém ou algo. Deixar Deus ser Deus é bem melhor. Essa sim é uma abertura sensata que nos leva a caminhar na confiança e na fé em direção às surpresas de Deus. Creia, Ele tem o melhor para ti.
Confie no Senhor e abandone-se inteiramente aos seus planos e sonhos pra tua vida. 
Reze conosco!

Terço do Abandono:
Creio    / Pai nosso   / 3 Ave-Marias.
Nas contas grandes:
Oração
Meu Deus, eu me abandono em ti,
Faça de mim o que quiseres.
Por tudo o que fizeres de mim eu te agradeço.
Estou disposto a tudo, aceito tudo.
Que a tua vontade seja feita em mim,
E em todas as tuas criaturas.
Não desejo nada mais meu Deus.
Pois para mim, entregar-me inteiramente
em tuas mãos, é uma questão de amor,
e de necessidade.
Amém.
Nas contas pequenas:
1º Mistério:
Faça-se em mim, segundo a tua palavra.
2° Mistério:
Seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.
3º Mistério:
Meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou,
E cumprir a sua obra.
4º Mistério:
Pai afasta de mim este cálice,
contudo não se faça o que eu quero
e sim o que tu queres.
5º mistério:
Pai, em tuas mãos entrego o meu Espírito.