Google+ Outubro 2013 ~ Comunidade Encontro

Clique e ouça!

24h de música católica para você!

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Papa Francisco recebe indicação ao Prêmio de Comunicador do ano

O Instituto Europeu Terceiro Milênio atribuiu ao Papa Francisco o prêmio "Comunicação simples", indicando o Pontífice como o comunicador do ano. A premiação foi entregue na segunda-feira, 28, ao diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, que o recebeu em nome do Santo Padre. 


De acordo com o diretor do Instituto, Andrea Pizzicaroli, "a comunicação simples é aquela que é clara e que busca chegar o quanto possível a mais pessoas transmitindo uma mensagem autêntica, justamente como se sente no coração”.

Para o diretor, o segredo é a sinceridade: “quando alguém é sincero consigo mesmo e com os outros, a comunicação flui de modo coerente; ninguém pode colocar em discussão aquilo que é dito com sinceridade porque se tem a profunda convicção do que expressa. Se há convicção, então se comunica de modo simples e as pessoas entendem isso."

Andrea Pizzicaroli explica que há dez anos o Instituto Europeu 'Terceiro Milênio' foi fundado com o objetivo de fazer formação e consultoria em comunicação. Com a eleição do Papa Francisco, Andrea conta que ninguém imaginava que pudesse ser uma figura tão “expressiva e comunicativa”.

“Nós mesmos ficamos positivamente surpresos com isso. Daí, de nossa parte, com muita humildade, a ideia de atribuir-lhe o prêmio 'Comunicação simples'", afirma.

A sinceridade, a autenticidade nas palavras do Pontífice; o seu “boa tarde”, sua saudação e despedida são formas de comunicação simples, segundo Andrea. “O Papa Francisco habitualmente cumprimenta as pessoas em pé de igualdade, de modo direto como se fosse um amigo, um parente, uma pessoa querida como efetivamente ele é”, explicou. "Esse tipo de comunicação revolucionou tudo porque é um Papa 'acessível'", completou.

Há quem defenda que este tipo de comunicação simples, de certo modo, diminui a sacralidade da função. Na opinião de Pizzicaroli, quem adota uma comunicação simples não diminui autoridade do que diz, mas ao contrário, enobrece.

“A mensagem em que a comunicação é acessível às pessoas, que tem esse caráter de proximidade, não tolhe a sua 'nobreza', pelo contrário, a torna ainda mais fascinante, mais bonita e verdadeira e também, a meu ver, mais importante.

Sobre os mais de 10 milhões de seguidores de Francisco no Twitter, o diretor do Instituto Europeu Terceiro Milênio comentou a importância deste fenômeno para um comunicador.

"Vejo como uma faca de dois gumes: é fascinante, mas não fico entusiasmado com essa comunicação por demais ligada à Internet. O grande risco que corremos é que a comunicação seja por demais sintética; porém, é certamente eficaz", afirmou. 
Fonte: Canção Nova/Rádio Vaticano

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Blood Money - Aborto Legalizado

O Filme “proibido”, que a mídia comprometida com a ‘agenda de morte’ não quer divulgar no Brasil. Faça sua parte: Divulgue!


Sinopse

A Europa Filmes e a Estação Luz Filmes lançam a partir de São Paulo, no próximo dia 5 de novembro, com uma série de avant premières, o documentário “Blood Money – Aborto Legalizado”, uma produção norte-americana independente, assinada pelo diretor David Kyle.

Após o lançamento em São Paulo, têm início roadshows de pré-estreias, incluindo o Rio de Janeiro (6), Goiânia (7), Brasília (8), Belém (9), Curitiba (11), Salvador (12), Recife (13) e Fortaleza (14). Nestas cidades, Kyle falará de sua primeira incursão no cinema com esse documentário polêmico, que está se tornando um cult pelo realismo e crueza com que trata o tema e pelas denúncias que faz. O filme de 75’ entra em cartaz nos cinemas a partir de 15 de novembro.

Segundo Luís Eduardo Girão, diretor da Estação Luz Filmes, que adquiriu os direitos de distribuição no Brasil, o filme “Blood Money – Aborto Legalizado”, pretende atrair o público brasileiro, pois disseca o tema, revelando a experiência prática em um país onde o aborto é legalizado há 40 anos. ”Apesar de mais de 70% da população brasileira serem contra a legalização do aborto, de acordo com os principais institutos de pesquisa do país, o tema gera polêmica, causa grande interesse e esclarece o assunto sob vários aspectos. Por isso esperamos que provoque repercussão, levando ao amadurecimento deste necessário debate no Brasil, onde ainda teimamos em tratar o aborto com hipocrisia”, diz Girão.

O documentário de Kyle trata do funcionamento legal desta indústria nos Estados Unidos, mostrando “de que forma as estruturas médicas disputam e tratam sua clientela, os métodos aplicados pelas clínicas para realização do aborto e o destino do lixo hospitalar, entre outros temas, de forma muito realista”, conta Girão.

O filme também faz denúncias como a prática da eugenia e do controle da natalidade por meio do aborto e trata aspectos científicos e psicológicos relacionados ao tema, como o momento exato em que o feto é considerado um ser humano e se há ou não sequelas para a mulher submetida a este procedimento.

“Blood Money – Aborto Legalizado” traz, ainda, depoimentos de médicos e outros profissionais da área, de pacientes, cientistas e da ativista de movimentos negros dos EUA, Alveda C. King, sobrinha do pacifista Martin Luther King, que também apresenta o documentário. Dra. Alveda é envolvida em discussões sobre o mecanismo de controle racial nos EUA – o maior número de abortos é realizado nas comunidades negras.

Segundo o diretor da Estação Luz Filmes, o amplo esclarecimento que o documentário oferece foi o que motivou sua produtora a assinar contrato com Kyle para adquirir os direitos de distribuição no Brasil. “É a primeira vez que o cinema trata o assunto desta forma, tirando-o da invisibilidade em um momento em que a mídia brasileira começa a discutir o assunto com coragem e com a importância que merece. Acreditamos que vá atrair diversos segmentos sociais e pessoas sensíveis a essa questão, sejam elas contra ou a favor da legalização do aborto no Brasil”.

Esse filme documentário está sendo “boicotado” em sua divulgação pela mídia tradicional, que permanece em silêncio diante da contundência de seu conteúdo. Vamos divulgar de todas as formas possíveis para que a população tenha acesso e conhecimento do que se passa por detrás da agenda abortista.

ASSISTA E DIVULGUE:

Missa da Esperança

Teremos hoje, em Betesda às 19:30h, a Missa da Esperança com Padre Julio da Comunidade Canção Nova (Casa de Missão de Campos).
Venha encontrar-se com o grande mistério da Fé nessa Santa Missa, Deus quer derramar bênçãos sobre você e sua família!


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Frei Galvão: o arquiteto da Luz

Filme sobre a vida do primeiro santo brasileiro é lançado em DVD

"Frei Galvão: o arquiteto da luz". O filme foi idealizado a partir de uma promessa. Sua pré-estreia ocorreu na cidade do Rio de Janeiro (RJ) durante o "Festival de Cinema" da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) realizada em julho deste ano com a presença do Santo Padre, o Papa Francisco. A distribuição nacional do filme é realizada pela Editora Paulinas. A memória de São Frei Galvão, primeiro santo nascido no Brasil, é celebrada hoje, 25 de outubro.

O diretor do filme é Malcolm Forest, cantor, compositor (com mais de cinco milhões de discos vendidos) e escritor. Malcolm é devoto de São Frei Galvão desde a infância e, após alcançar uma graça - que acredita ter sido um milagre -, decidiu produzir um longa metragem sobre a vida do santo.


O filme

O documentário relata a história e os milagres do primeiro santo brasileiro e conta a origem das suas famosas pílulas. Transmite conhecimentos de fé e elevação espiritual para todos os públicos, independentemente de crença religiosa. Além da informação biográfica de São Frei Galvão, o filme apresenta aspectos históricos de São Paulo e do Brasil, elementos educativos, arquitetônicos e de arte sacra. Há vários depoimentos e testemunhos emocionantes de milagres de graças alcançadas pela devoção. 

A história do "recolhimento da luz", conhecido hoje como "mosteiro da luz", construção realizada por Frei Galvão, é contada em detalhe. Ao contrário do que vem sendo divulgado, o mosteiro é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), faltando ainda seu reconhecimento pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como patrimônio cultural da humanidade.

A trilha sonora foi desenvolvida por Malcolm Forest com arranjos do maestro Ocimar de Paula. Conta com uma grande diversidade musical, desde "O maior brasileiro", uma moda de viola e catira autêntica, ao pop, à "Regina Mundi", uma obra sacra original, gravada pelos monges beneditinos do mosteiro da Ressurreição de Ponta Grossa (PR). Inclui ainda a performance da música "Primavera" do padre Antônio Vivaldi pelo grupo vocal israelense "Carmel a Cappella" sob a direção de Shula Erez, e música do compositor André da Silva Gomes, contemporâneo de São Frei Galvão cedida pela gravadora Paulus.
Fonte: Portal Ecclesia

Leia mais sobre Frei Galvão.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Carta do Presidente da Câmara de Venda Nova à Comunidade Encontro

Nos dias 17 e 18 de agosto, a Comunidade Encontro foi em missão à Venda Nova do Imigrante ministrar um retiro para os jovens. Além de pregações, apresentamos teatros, danças e o show "Cristo Vive".
Dias depois recebemos com muita alegria uma carta do Senhor Tiago Altoé, presidente da Câmara de Vereadores da cidade, parabenizando o trabalho realizado e colocando-se à disposição.


Nós, Comunidade Encontro, queremos agradecer com júbilo tamanha gratidão, disponibilidade e respeito. Os dias que vivemos juntos foram, realmente, cheios de Deus.
Deus abençoe!

Veja também:


Reconciliação um sacramento de amor

“Levantar-me-ei e irei a meu pai, e dir-lhe-ei: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho” (Lc 15,18s).



        A Confissão deve ser para nós vivência profunda da misericórdia divina, onde encontramos o perdão, a cura e libertação de nossos pecados e condução no tratamento de nossas limitações e fraquezas. Reduzir a Confissão simplesmente ao âmbito de perdoar pecados é limitar a ação divina e distorcer a potência da Misericórdia Divina; que tem seu foco na grandeza suprema de Deus, que não se limita a ter misericórdia, mas é a própria Misericórdia.

        Deus em si não é limitado, porém quis limitar sua ação em nossas vidas através de nossa liberdade. Somos livres para amá-lo e buscá-lo, para desprezá-lo e fugir dele a opção é nossa. Dentro de nós existe a sede e necessidade do infinito, e também a inclinação para o mal que consequentemente nos afasta da graça.

        Na Confissão damos a Deus livre acesso em nossa vida e história, deixamos nossa liberdade vulnerável à vontade divina que sempre nos conduz para aquilo que é a verdadeira liberdade. Nós que somos chamados a “celebrar a misericórdia”, precisamos nos aprofundar, deixar a misericórdia atingir o mais profundo de nós, adentrar nossas moradas mais ocultas e subterrâneas e vir à tona, à superfície todos os entulhos guardados e todos os talentos enterrados.

Flávia do Nascimento Gomes
Comunidade Encontro

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Papa dedica catequese à Maria

“Modelo de fé, caridade e união com Cristo”


Numa manhã cheia de sol na Praça de S. Pedro foi uma multidão de quase 100 mil peregrinos que acolheram o Papa Francisco para esta audiência geral:
“…continuando as catequeses sobre a Igreja, hoje gostaria de olhar para Maria como imagem e modelo da Igreja. Faço-o recuperando uma expressão do Concílio Vaticano II . Diz a Constituição Lumen Gentium: ‘Como já ensinava Santo Ambrósio, a Mãe de Deus, é figura da Igreja na ordem da fé, da caridade e da perfeita união com Cristo’.”

A Igreja olha para a Virgem Mãe de Deus como sua figura e modelo na ordem da fé, da caridade e da perfeita união com Cristo. Como filha de Israel – disse o Papa Francisco.
Assim, Maria como modelo de fé espera e crê com todo o coração na redenção do seu povo. A sua fé, porém, recebe uma luz nova quando o anjo Lhe anuncia: serás Tu a Mãe do Redentor. N’Ela tem cumprimento a fé de Israel e, neste sentido, Maria é o modelo da fé da Igreja, que toda se concentra em Jesus.
“Na simplicidade das mil ocupações e preocupações quotidianas de cada mãe, como providenciar a alimentação, a roupa, o cuidar da casa… Precisamente esta existência normal da Nossa Senhora foi o terreno onde se desenvolveu uma relação singular e um diálogo profundo entre Ela e Deus, entre Ela e o Seu Filho.”

O Papa Francisco considerou, de seguida, que Maria é modelo de caridade para a Igreja, como podemos constatar na sua visita à prima Isabel, onde mais do que uma ajuda material, Ela leva Jesus no seu seio.
“Levar Jesus naquela casa queria dizer levar a alegria, a alegria plena. Isabel e Zacarias estavam felizes pela gravidez que parecia impossível naquela idade, mas é a jovem Maria que lhes leva a alegria plena, aquela que vem de Jesus e do Espírito Santo e exprime-se na caridade gratuita, na partilha, na ajuda, na compreensão.”

E o Santo Padre lançou o desafio de a Igreja levar sempre o amor de Jesus onde quer que esteja tal como Maria levava Jesus no seu seio na visita à sua prima Isabel.
E o Papa Francisco perguntou ainda: “E nós? –- Qual é o amor que levamos aos outros? Como são as relações nas nossas paróquias, nas nossas comunidades? Tratamo-nos como irmãos e irmãs ou cada um trata da sua horta?”

Por fim – disse o Papa - Maria é modelo de união com Cristo, vivendo imersa no mistério de Deus feito homem, como sua primeira e perfeita discípula, meditando tudo no seu coração à luz do Espírito Santo para compreender e pôr em prática toda a vontade de Deus.
“Mas cada ação era cumprida sempre em união perfeita com Jesus. Esta união atinge o seu auge no Calvário: aqui une-se ao Filho no martírio do coração e na oferta da vida ao Pai para salvação da humanidade. Nossa Senhora fez mesmo a dor do Filho e aceitou com Ele a vontade do Pai, naquela obediência que trás fruto, que dá a verdadeira vitória sobre o mal e sobre a morte.”
No final da audiência o Santo Padre saudou também os peregrinos de língua portuguesa presentes na audiência, especialmente os grupos de brasileiros de Belo Horizonte, Braço do Norte e Jundiaí. A todos deu a sua Benção.
Fonte: NEWS.VA

Veja também:

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Igreja celebra memória litúrgica de João Paulo II, futuro santo

Nesta terça-feira, 22, a Igreja celebra a memória litúrgica do beato João Paulo II. A data coincide com o início de seu ministério petrino, em 22 de outubro de 1978. Neste ano, a celebração ganhou um tom especial, já que fiéis em todo o mundo vivem a expectativa pela canonização do beato, que será em 27 de abril de 2014


Karol Jozef Wojtyla foi eleito Papa em 16 de outubro de 1978. Com um dos pontificados mais longo da história – quase 27 anos como Sucessor de Pedro - o Papa polaco cativou fiéis em todo o mundo com sua simpatia. 

Seu pontificado foi marcado por intensas atividades. Pode-se citar a conclusão da redação do Código de Direito Canônico, reformulado com base no Concílio Vaticano II, e a redação e promulgação do Catecismo da Igreja Católica (CIC). Em termos de número, visitou 129 países, escreveu 14 encíclicas, proclamou 476 santos e 1.318 beatos.

Uma atenção especial foi dedicada por João Paulo II à juventude. Em 1984, no Encontro Internacional da Juventude com o Papa, na Praça São Pedro, ele entregou aos jovens a Cruz, que seria um dos principais símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), instituída por ele mesmo em 1985. 

O Pontífice também enfrentou momentos difíceis. Em 13 de maio de 1981, foi vítima de um atentado na Praça São Pedro. O tiro que o atingiu submeteu-o a uma delicada cirurgia com extração de parte do intestino. Em julho de 1992, precisou de uma nova internação hospitalar, desta vez para retirar um pequeno tumor também no intestino. Em 1994, em consequência de uma queda, fraturou o fêmur.

Após 84 anos de vida e quase 27 à frente da Igreja católica, João Paulo II morreu em 2 de abril de 2005. Ele 
foi beatificado em 1º de maio de 2011 em cerimônia presidida pelo então Papa Bento XVI na Praça São Pedro.

Fonte: Canção Nova

Veja também:

NOTA EXPLICATIVA

Musical Miriam transferido pro Achega-te e EJ de Novembro com novo tema


O Musical Miriam que seria apresentado no dia 07/11 no Espaço Jovem foi transferido para o dia 15/11 e acontecerá, portanto, dentro do Achega-te.


No dia 07/11 continuamos com o nosso EJ às 19:30h com o tema: "Não tenho medo de ser feliz". Uma noite de muita oração e de um encontro com a felicidade que só Jesus pode te dar. Sigamos a verdade dita por Papa Francisco: "Jovens, não tenham medo de serem felizes!"

Amamos te encontrar!
Realização: Comunidade Encontro

Veja também:

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Papa consagra o mundo à Virgem Maria!


O Papa Francisco realizou neste domingo, 13, o Ato de Consagração do mundo à Virgem Maria. Diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima, a mesma da Capelinha das Aparições, o Santo Padre confiou à Maria a humanidade “afligida pelo mal e ferida pelo pecado”.
A consagração aconteceu após o discurso do Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, e fez parte das atividades da Jornada Mariana, que começou sábado, 12.
A Imagem venerada na Capelinha das Aparições esteve pela terceira vez no Vaticano e retornou a Portugal logo após a Missa. Papa Francisco repetiu o gesto realizado por João Paulo II em 13 de maio de 1982.
“Beata Maria Virgem de Fátima,
com renovada gratidão pela tua presença materna
unimos a nossa voz àquela de todas as gerações
que te chamam beata.
Celebramos em ti as grandes obras de Deus,
que jamais se cansa de prostrar-se com misericórdia
sobre a humanidade, afligida pelo mal e ferida pelo pecado,
para curá-la e para salvá-la.
Acolhe com benevolência de Mãe
O ato de consagração que hoje fazemos com confiança,
diante desta tua imagem tão querida a nós.
Estamos certos de que cada um de nós é precioso aos teus olhos
e que nada é a ti estranho de tudo aquilo que habita em nossos corações.
Nos deixamos alcançar pelo teu dulcíssimo olhar
e recebemos o afago consolador do teu sorriso.
Protege a nossa vida entre os teus braços:
abençoa e reforça todo desejo de bem;
reaviva e alimenta a fé;
ampara e ilumina a esperança;
suscita e anima a caridade;
guia todos nós no caminho da santidade.
Ensina-nos o teu mesmo amor de predileção
Pelos pequenos e pelos pobres,
pelos excluídos e os sofredores,
pelos pecadores e os dispersos de coração:
reúne todos sob tua proteção
e os entrega ao teu Filho amado, o Senhor nosso Jesus.
Amém.

sábado, 12 de outubro de 2013

Viva Nossa Senhora Aparecida!




Hoje é o dia em que o Brasil comemora sua padroeira, a grande Mãe de Deus, Maria Santíssima sob o título de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Consagremos nossa vida a ela junto com o nosso querido Papa Francisco:


Ouça também esse trecho da homilia feita pelo Clayton, fundador da Comunidade Encontro. A festa de hoje também marca o final do retiro anual de nove dias da Comunidade Encontro, que teve seu início no dia de um dos nossos baluartes, São Francisco de Assis.






sexta-feira, 11 de outubro de 2013

EJ Bike!

Prepare-se! Está chegando a terceira edição do EJ Bike e com uma grande novidade.


EJ Bike é o tradicional pedal promovido anualmente pela Comunidade Encontro na evangelização pelos esportes. Esse ano acontecerá no dia 03 de novembro (domingo) e, diferente das outras edições, o percurso será de aproximadamente 25 km.
Saindo às 7:30 de frente do Aço Monte Cristo (ao lado da Igreja Matriz do IBC), seguiremos sentido Santa Tereza (estrada de chão), passando perto de Atílio Vivácqua e voltando assim para Betesda onde confraternizaremos com um café da manhã. 
Para os ciclistas que não quiserem fazer o percurso completo, marcaremos encontro na volta em Santa Tereza para chegarmos juntos em Betesda.
Obs.: Terá carro de suporte e para o percurso de 30km pedimos o uso obrigatório do capacete para sua maior segurança.


Dados técnicos:
  • Distância: aproximadamente 25 km 
  • Ganho de Altitude: 720 m inclinação máxima de 27% 
  • Subida mais pesada (Biquinha) tem 1,5km que saí de 100-320mts de altitude




Atletas encontram força na certeza da fé

Dedicados na esperança daquilo que ainda não se vê, os atletas encontram força na certeza da fé.


O Esporte pode ser considerado como a dedicação na esperança daquilo que ainda não se vê, na busca por um sonho, vencendo os próprios limites em uma simples vitória ou no ápice de quebra de recordes. Sabendo disso, alguns atletas de alto nível e amadores buscam na Fé em Deus, que é a certeza daquilo que ainda não se vê, forças para alcançar sonhos e metas.
Existe no interior do ser humano o desejo de alcançar metas, sonhos e ir além do que se possa ver. O esporte é como um catalisador que potencializa tudo isso e, cada vez mais, com a ajuda da fé, vai formando campeões dentro e fora das quadras e campos. É isso mesmo, fé e esporte podem, sim, caminhar lado a lado, sabia? Pois fica ligado nessa. O corredor norte-americano Ryan Hall disse em uma entrevista durante as Olimpíadas de Londres: “Meu treinador é Deus”. Outro exemplo disso é a atleta Gabrielle Douglas, que entrou para história como a primeira ginasta negra a conquistar o título individual geral da ginástica rítmica em uma olimpíada. Quando ela conseguiu classificação para as finais, postou no twiiter: “Eu creio em Deus. Ele é o segredo do meu sucesso”.
O judoca Dellan Monte, brasileiro e católico, carrega muitos títulos na bagagem, como o de campeão pan-americano, bicampeão sul americano, tricampeão brasileiro e campeão do Aberto de Paris de Judô. Ele também acredita que fé e esporte são uma união de sucesso. “Em tudo na minha vida boto Deus em primeiro lugar. Em minhas lutas, minhas batalhas, sempre ele está ao meu lado. E em toda viagem que faço levo um terço comigo”, afirmou o atleta.
Percebeu como Deus pode sim fazer diferença dentro do mundo do esporte? Se você ainda tiver dúvidas vai aqui uma novidade: durante os Jogos Olímpicos no Rio, missas em diversas línguas, momentos de oração e apoio espiritual serão preparados para os atletas e turistas. A missão da fé é incentivar e dar a consciência de que a vida é mais sagrada do que o ouro carregado no peito por uma conquista.
A Igreja Católica quer contribuir para que, cada vez mais, os atletas possam, na espiritualidade, encontrar força e refúgio aliados ao treinamento diário. O responsável por esta missão dentro do Vaticano é o padre Kevin Lixey, secretário do setor “Igreja e Esporte” do Pontifício Conselho para os Leigos. Segundo ele, “o esporte se manifesta como um portador de significados que ultrapassa a mera prática esportiva, sendo capaz de interpretar a vida e contextualizá-la no mistério da pessoa humana”.
Em dias cada vez mais conectados ao sedentarismo, é belo ver como o esporte nos dá a certeza de que muitos jovens encontram nele força para viver, saindo das drogas e de realidades muito difíceis. Ver um ser humano crescendo em dignidade sempre valerá a pena e essa é a missão da fé dentro do esporte: fazer acreditar que é possível ser campeão dentro e fora das competições, que ser uma pessoa melhor antes de ser alguém que ganha títulos é o mais importante. Claro que se o ouro chegar vai ser ótimo, mas o essencial é saber que sempre haverá um amigo que te apoia na vitória ou derrota, nas lágrimas ou nos sorrisos, pois sua grande vitória foi quando ninguém esperava, pregado em uma cruz!

fonte: zenit.org

Veja também:

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Ministério de Música Encontro

Apresentamos aqui o Ministério de Música da Comunidade Encontro. Os atuais integrantes são: Renan Pereira (coordenador e bateria), Fernanda Rosetti (voz), Daniel Pereira (voz), Lucas Menezes (teclado), Angélica Pereira, (voz) Daniel Arthur (violão), Letícia Debona (voz) e Janice Almeida (voz). Com a graça de Deus, temos levado nosso carisma através da música em vários encontros, dentro e fora da Comunidade, indo em missão para muitas cidades onde Deus tem nos chamado. Abaixo, alguns vídeos que fizemos em momentos livres, de fraternidade ou retiros. Ajude-nos a manter a chama do eterno amor acesa em nossos corações para que sejamos acima de tudo fieis ao propósito de Deus e ter sempre consiência de que é Ele que faz todas as coisas. Obrigado!

 


terça-feira, 8 de outubro de 2013

Ela pode nos salvar

"Andarei na presença de Deus, junto a Ele na terra dos vivos." (Salmo 114, 9)

Essa frase do salmista expressa a alegria da alma que diante dos homens e de Deus não tem nada a ocultar e sim a assumir. Assumir a verdade de si, a verdade de Deus e transbordar delas para o mundo que a cerca. Assim age em nós a consciência. Ela é um dom dado por Deus como joia que por ser tão preciosa é guardada em um sacrário. Este sacrário somos nós aonde foi depositado tão valioso dom. A consciência é uma grande amiga da santidade e das virtudes e age como a luz de uma vela: silenciosa, porém presente, perene e profunda.
Tão grande bem nos foi conferido para que lembrássemos sempre das respostas das perguntas: De onde vim? Quem sou? Pra onde vou? O que devo fazer nessa situação?
Sempre ouvimos dizer que o ser humano não vem com manual de instruções. Cada ser é único e incomparável. Este é o desejo de Deus. Porém, ouso dizer que a consciência humana já traz em si as marcas eternas deixadas pela criação de Deus: aspiração às coisas santas, anseio ao infinito, afeição ao céu, discernimento do bem e do mal.
Sim! Belíssimo tesouro! Que precisa ser FORMADO. A consciência humana é impregnada dessas marcas de criação, mas como em qualquer desenvolvimento, precisa ser FORMADA à luz do Espírito Santo e adquirir força, habilidades e presença.
Força: Capaz de fazer a carne e os desejos dobrarem-se diante da graça.
Habilidades: Que convencem e fazem convencer as razões e a lógica e que mesmo em meio a noite escura arrastam o homem para Deus.
Presença: Já se torna tão íntima que não se pode esquecer de consultá-la para até nos mais simples passos a serem dados.
A consciência a medida que vai sendo cuidada e alimentada por santas leituras, vida de oração, fidelidade, participação nos sacramentos, prática das virtudes, partilha, formações, torna-se uma grande amiga que não desampara e que com sua força, suas habilidades e sua presença VENCE, pois traz em si a potência do ABSOLUTO que desfaz as pobres razões e convicções do RELATIVO.
As verdades absolutas são as armas preferidas da consciência que combate com maestreza os ataques do relativismo. Não nascemos para viver condicionados às mudanças de mentalidade e atitudes propostas pelo mundo relativista. Nascemos para viver a verdade absoluta assumindo as marcas de eternidade em nós deixadas como pistas celestiais que nos conduzem ao eterno, à vida eterna.
Por tudo isso seja nossa amizade uma amizade verdadeira e intensa com a santa consciência. Ela pode nos salvar

Fernanda Rosetti – Consagrada na Comunidade Encontro

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

São Francisco de Assis: Conheça-o um pouco mais

Nosso fundador Clayton falando sobre a vida desse grande santo de Deus, o pobrezinho de Assis, um dos baluartes da Comunidade Encontro, que faz esse dia tão especial pra nós. Assista:




quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O que Padre Pio nos ensina sobre os anjos?

Nesse dia do Anjo da Guarda, trazemos um trecho do livro "Anjos companheiros no dia-a-dia", sobre a relação de São Padre Pio com seu anjo da guarda. Esse santo, um dos baluartes da Comunidade Encontro, nos ensina hoje a rezarmos e termos intimidade mais profunda com nosso companheiro celeste, designado a nós pelo próprio Deus:

Padre Pio tinha uma devoção muito especial, delicada e respeitosa pelo Anjo da guarda. Seu ‘pequeno companheiro de infância’, ‘o bom anjinho’, sempre o ajudou. Foi amigo obediente, fiel, pontual, que, como grande mestre de santidade , exerceu sobre ele um estimulo continuo a progredir no exercício de todas as virtudes. 

Sua ação assídua e discreta foi de guia, de conselho e de amparo. Se, por antes do demônio, algumas cartas de seu confessor chegavam até o Padre manchadas de tinta, ele sabia como torná-las legíveis porque o”anjinho lhe sugeriria que quando a carta chegasse, a aspergisse com água benta antes de abri-la “ (cf. Epistolário,1.p.321)

Quando recebia uma carta escrita em francês, era o Anjo da Guarda que lhe servia de tradutor: “Se a missão de nosso Anjo é grande, a do meu é maior ainda, já que deve ainda fazer o papel de mestre e ensinar-me outras línguas”.




Valia-se do auxílio do anjo para difundir seu apostolado mariano:
“Gostaria de ter uma voz muito alta, para convidar os pecadores de todo o mundo a amar Nossa senhora. Mas, como isso não está em meu poder, orei e continuarei a orar ao meu anjinho para que faça isso por mim”.

O Anjo da guarda era o amigo íntimo que, de manhã, depois de tê-lo acordado, junto com ele louvava o Senhor: “Quando a noite chega, ao fechar os olhos, vejo o véu cair e abrir-se diante de mim o Paraíso. Assim, embalado por essa visão, durmo com um sorriso de doce beatitude nos lábios e com uma perfeita calma na fronte, esperando que o pequeno companheiro de minha infância venha despertar-me para que, juntos, possamos elevar os louvores matutinos ao escolhido de nossos corações”.

Nas investidas infernais, era o Anjo da guarda, seu amigo invisível, que aliviava seus sofrimentos: “O companheiro da minha infância procura atenuar as dores que aqueles apóstatas impuros me infligem, acalentando-me o espírito em sinal de esperança”.

Quando o Anjo demorava a intervir, Padre Pio, confidencialmente, sabia dirigir-lhe uma reprovação áspera e fraterna: “Nem imaginam como aqueles infelizes têm me machucado. Algumas vezes tenho a impressão de que vou morrer. Sábado, pareceu que queriam acabar comigo. Não sabia nem qual santo invocar. Volto-me para meu anjo, Depois de esperar algum tempo, ei-lo enfim a voar ao meu redor e, com sua voz angelical, cantar hinos à divina Majestade. 

Então, eu o repreendi duramente por ter demorado tanto, enquanto eu não me esquecera de chamá-lo em meu socorro. Para castigá-lo, recusei-me a olhar seu rosto, queria afastar-me dele, queria evitá-lo, mas ele, coitadinho, alcançou-me quase chorando, até que, elevando o olhar, vi seu rosto e o encontrei todo desgostoso.
‘...Estou sempre perto de você’, ele disse, ‘nunca o abandono, esta minha afeição por você não terminará nem mesmo com a vida”.

Padre Pio reconheceu e apreciou a função de “mensageiro” do amigo invisível. “Se precisarem”, dizia a seus filhos espirituais, “enviem-me o seu Anjo da guarda.” E durante várias horas, de dia ou de noite, ocupava-se em ouvir as “mensagens” de seus filhos que tantas criaturas angelicais, obedientes, lhe traziam.

Trecho retirado do livro Anjos companheiros no dia-a-dia

Revolução no Rio - Documentário JMJ Rio 2013

Será lançado dia 6 de Outubro, em Madri, o documentário "Revolucion en Rio" (Revolução no Rio, 55 min, espanhol). "Muitos chegaram como peregrinos e saíram como missionários", como diz a descrição do trailer oficial do documentário no youtube. Assista: