Google+ Agosto 2019 ~ Comunidade Encontro

Clique e ouça!

24h de música católica para você!

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Para ser cristão, é preciso coerência


Dizer-se cristão é bom, mas é preciso ser cristão: palavras do Papa Francisco ao se reunir com os fiéis e peregrinos na Praça São Pedro para o Angelus dominical.
O Pontífice comentou o trecho de São Lucas, no qual Jesus adverte os discípulos de que chegou o momento da decisão.
“A sua vinda ao mundo, de fato, coincide com o tempo das escolhas decisivas: não se pode adiar a opção pelo Evangelho”, explicou o Papa.

Abandonar a apatia para acolher o fogo do amor

Para exemplificar melhor esse chamado, Jesus utiliza a imagem do fogo que Ele mesmo veio trazer sobre a terra: «Vim lançar fogo na terra; e que mais quero, se já está aceso ?».
Essas palavras, prosseguiu Francisco, têm a finalidade de ajudar os discípulos a abandonar toda atitude de preguiça, de apatia, de indiferença e de fechamento para acolher o fogo do amor de Deus.
“Jesus revela aos seus amigos, e também a nós, o seu desejo mais ardente: levar sobre a terra o fogo do amor do Pai, que acende a vida e mediante o qual o homem é salvo.”
O fogo do amor, aceso por Cristo no mundo por meio do Espírito Santo, é sem limites, universal, disse ainda o Papa.

"Incêndio benéfico"

Foi o que aconteceu desde os primeiros tempos do Cristianismo: o testemunho do Evangelho se propagou como um “incêndio benéfico, superando toda divisão entre indivíduos, categorias sociais, povos e nações”.
Este testemunho queima toda forma de particularismo e mantém a caridade aberta a todos, com uma preferência pelos mais pobres e excluídos.
Aderir a este fogo significa duas coisas: adorar a Deus e a disponibilidade a servir o próximo. A primeira quer dizer "aprender a oração da adoração, que com frequência esquecemos", afirmou o Papa, convidando os fiéis a descobrirem a beleza desta oração. Depois, estar disponível a servir o próximo e Francisco manifestou sua admiração a quem se dedica aos mais necessitados mesmo durante o período de férias.
“Para viver segundo o espírito do Evangelho, é preciso que, diante das sempre novas necessidades que aparecem no mundo, haja discípulos de Cristo que saibam responder com novas iniciativas de caridade. Assim, o Evangelho se manifesta realmente como fogo que salva, que transforma o mundo a partir da mudança do coração de cada um.”

Escolhas coerentes com o Evangelho

Assim se compreende outra afirmação de Jesus contida no trecho de Lucas, que numa primeira leitura pode chocar: «Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão».
Isso significa que Jesus veio para “separar com o fogo” o bem do mal, o justo do injusto.
“Neste sentido, Jesus veio para “dividir”, para colocar “em crise” – mas de modo saudável – a vida dos seus discípulos, desfazendo as fáceis ilusões daqueles que acreditam poder conjugar vida cristã e mundanidade, vida cristã e acordos de todo gênero, práticas religiosas e atitudes contra o próximo.” O Pontífice advertiu que recorrer à cartomante é superstição, "não é de Deus".
A adesão a este fogo requer deixar a hipocrisia de lado e estar dispostos a pagar o preço por escolhas coerentes com o Evangelho. "Esta é a atitude que cada um deve buscar na vida: coerência", e pagar o preço por ela.
“ É bom dizer-se cristãos, mas é preciso antes de tudo ser cristãos nas situações concretas, testemunhando o Evangelho, que é, essencialmente, amor por Deus e pelos irmãos. ”
Francisco concluiu pedindo a Maria que “nos ajude a deixar-nos purificar o coração pelo fogo trazido por Jesus, para propagá-lo com a nossa vida, mediante escolhas firmes e corajosas”.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Semana Nacional da Família


Cuidar da família é dever de todos, afirma presidente da CNBB

Até o próximo sábado, 17 de agosto, a Igreja no Brasil dedica uma semana para valorizar o papel da família e refletir sobre os desafios atuais do primeiro espaço destinado à formação das pessoas e de aprender o jeito cristão de viver e se relacionar. As comunidades são convidadas a se reunir para rezar e meditar a Palavra de Deus, seguindo o modelo da família cristã de Nazaré.

O Brasil tem sofrido com realidades vividas fora do ambiente familiar e que somam estatísticas preocupantes e desafiadoras para reflexão da Igreja. Segundo Dom Jaime Spengler, primeiro vice-presidente da CNBB e arcebispo de Porto Alegre/RS, é uma questão urgente para ser enfrentada:

“Quando somos desafiados por ideologias que colocam em xeque a nossa compreensão de instituição familiar, nós somos convidados a dar testemunho do que representa para nós, constituir e promover uma família. Família é a base da sociedade e nós nos vemos confrontados por situações das mais diversas hoje, por exemplo, no ambiente escolar, mas não só, também no ambiente universitário e nas diversas instâncias da sociedade quando assistimos e temos ciência de um número expressivo de adolescentes que, nas nossas escolas hoje, aparecem mutilados, que se ferem, que se machucam, a automutilação; vemos um número expressivo de jovens que se suicidam; e uma multidão de órfãos, filhos de pais vivos.”


A família, como vai?


Para cuidar da família e promover iniciativas para fortalecer a instituição, a Igreja no Brasil está celebrando a Semana Nacional da Família desde o último domingo (11), Dia dos Pais no país e uma oportunidade para comemorar o Jubileu de Prata da Campanha da Fraternidade de 1994 e também enaltecer a Exortação Apostólica “Amoris Laetitia” do Papa Francisco, de 2016. Além disso, o próprio Pontífice, através da intenção de oração para este mês de agosto, pede para se rezar pelas famílias para que possam se tornar “escolas de crescimento humano”, já que as famílias são “o melhor legado possível” para deixar ao mundo. 
Através do tema: “A família, como vai?”, uma questão simples, mas instigadora, a Semana Nacional da Família no Brasil convida a realizar um caminho de discernimento para compreender melhor a dignidade e a nobreza da família cristã. As comunidades são chamadas a se reunir para rezar e meditar a Palavra de Deus até o dia 17. Afinal, é dentro das famílias que acontecem encontros especiais para se educar e viver a iniciação à vida cristã, não sendo um espaço para doutrinas, mas para aprender um jeito cristão de se relacionar, afirma Dom Adelar Baruffi, bispo de Cruz Alta/RS.

Fonte: Vatican News

sábado, 10 de agosto de 2019

Por que rezar a Quaresma de São Miguel?


"Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.*" 

Efésios, 6 - 12


O mal existe e nós como cristãos verdadeiros, devemos combater o bom combate. A Quaresma de São Miguel Arcanjo é um ótimo caminho para lutar contra o mal. Miguel, o Arcanjo que lutou contra satanás e venceu a batalha, proclamou: "Quem como Deus?" Por isto, é considerado o terror dos demônios, nosso intercessor contra as armadilhas e ciladas do mal, aquele que quer proteger os filhos de Deus em qualquer ocasião.
Precisamos entender a importância desses que são nossos amigos no céu e que estão sempre dispostos a nos ajudar em nossas batalhas contra o maligno.
Neste mês, iniciamos a Quaresma de São Miguel no dia 15 de Agosto e o seu término se dará no dia 29 de Setembro, dia da festa dos Arcanjos. Os quarenta dias se dão sem contar com os domingos, pois não fazemos nenhuma abstinência no dia do Senhor.
Vamos nos unir em oração? 

Para se preparar para essa Quaresma é necessário
* Acender uma vela abençoada diante de uma imagem ou estampa de São Miguel Arcanjo
* Oferecer uma penitência durante os 40 dias;
* Fazer o sinal da cruz;
* Rezar essas orações todos os dias:

Oração inicial para todos os dias

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe, Deus, instantemente o pedimos. E vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.
Sacratíssimo Coração de Jesus (3x)

Ladainha de São Miguel Arcanjo

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai Celeste, que sois Deus, tende piedade de nós.
Filho, Redentor do Mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Trindade Santa, que sois um único Deus, tende piedade de nós.
Santa Maria, Rainha dos Anjos, rogai por nós.
São Miguel, rogai por nós.
São Miguel, cheio da graça de Deus, rogai por nós.
São Miguel, perfeito adorador do Verbo Divino, rogai por nós.
São Miguel, coroado de honra e de glória, rogai por nós.
São Miguel, poderosíssimo príncipe dos exércitos do Senhor, rogai por nós.
São Miguel, porta-estandarte da Santíssima Trindade, rogai por nós.
São Miguel, guardião do Paraíso, rogai por nós.
São Miguel, guia e consolador do povo israelita, rogai por nós.
São Miguel, esplendor e fortaleza da Igreja militante, rogai por nós.
São Miguel, honra e alegria da Igreja triunfante, rogai por nós.
São Miguel, luz dos anjos, rogai por nós.
São Miguel, baluarte dos cristãos, rogai por nós.
São Miguel, força daqueles que combatem pelo estandarte da cruz, rogai por nós.
São Miguel, luz e confiança das almas no último momento da vida, rogai por nós.
São Miguel, socorro muito certo, rogai por nós.
São Miguel, nosso auxílio em todas as adversidades, rogai por nós.
São Miguel, arauto da sentença eterna, rogai por nós.
São Miguel, consolador das almas que estão no Purgatório, rogai por nós.
São Miguel, a quem o Senhor incumbiu de receber as almas que estão no Purgatório,
São Miguel, nosso príncipe, rogai por nós.
São Miguel, nosso advogado, rogai por nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós, Senhor.
Rogai por nós, ó glorioso São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo, para que sejamos dignos de Suas promessas.
Oração: Senhor Jesus, santificai-nos por uma bênção sempre nova e concedei-nos, pela intercessão de São Miguel, essa sabedoria que nos ensina a ajuntar riquezas do céu e a trocar os bens do tempo presente pelos da eternidade. Vós que viveis e reinais em todos os séculos dos séculos. Amém.

Consagração

Ó Príncipe nobilíssimo dos Anjos, valoroso guerreiro do Altíssimo, zeloso defensor da glória do Senhor, terror dos espíritos rebeldes, amor e delícia de todos os Anjos justos, meu diletíssimo Arcanjo São Miguel, desejando eu fazer parte do número dos vossos devotos e servos, a vós hoje me consagro, me dou e ofereço, e ponho-me a mim próprio, a minha família e tudo o que me pertence, debaixo da vossa poderosíssima proteção.

É pequena a oferta do meu serviço, sendo como sou um miserável pecador, mas vós engrandecereis o afeto do meu coração; recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento e deveis assistir-me em toda a minha vida e obter-me o perdão dos meus muitos e graves pecados, a graça de amar a Deus de todo coração, ao meu querido Salvador Jesus Cristo e a minha Mãe Maria Santíssima, obtende-me aqueles auxílios que me são necessários para obter a coroa da eterna glória.

Fonte: Canção Nova

ACHEGA-TE

PROVAI E VEDE QUÃO SUAVE É O SENHOR! 

Achega-te! Estamos de volta! É hora de saborear as maravilhas que o Senhor tem realizado em nossas vidas, queremos testemunhas a beleza, a riqueza que é pertencer a Deus, partilhar nossas experiências, tudo o que vivemos o Senhor quer te levar a viver também, participe conosco!
Nos dias 14 e 15 de Setembro nos encontramos 
em nosso Centro de Evangelização, Casa de Maria (Zona Rural - Localidade São Simão / Bairro IBC, Cachoeiro de Itapemirim, ES. Referência: estrada de chão logo após a Polícia Federal sinalizada com placas indicativas.)

Maiores informações: (28) 99978-8205 ou (28) 99961-5959