Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

A maternalidade de Maria resplandece com tão virginal fulgor, que todas as virgens, diante dEla, são como se não o fossem. Somente Ela é a imaculada, a Virgem entre as virgens, a única que perfuma e torna perfeita a castidade de todas. No primeiro dia do ano novo, o calendário dos santos se abre com a festa de Maria Santíssima, no mistério de sua maternidade divina. Escolha acertada, porque de fato Ela é "a Virgem mãe, Filha de seu Filho, humilde e mais sublime que toda criatura, objeto fixado por um eterno desígnio de amor". Ela tem o direito de chamá-lo "Filho", e Ele, Deus onipotente, chama-a, com toda verdade, Mãe! Foi a primeira festa mariana que apareceu na Igreja ocidental. Substituiu o costume pagão das dádivas e começou a ser celebrada em Roma, no século IV. Desde 1931 era no dia 11 de outubro, mas com a última revisão do calendário religioso passou à data atual, a mesma onde antes se comemorava a circuncisão de Jesus, oito dias após ter nascido. Num certo se…

Cinco conselhos de um santo para 2016

Dicas valiosas de São Josemaría Escrivá para a tarefa mais importante de nossa existência: a salvação da nossa alma.Todo começo de ano, as pessoas têm o costume de "fazer promessas". Examinam a própria consciência – coisas que fizeram de modo errado ou de que se arrependeram mais tarde –, elegem suas testemunhas – Deus, a própria consciência, a família ou os amigos mais próximos – e fazem sua lista: "Neste ano, vou fazer isto e isto; e deixar isto, isto e aquilo...". Ainda que a pessoa se esqueça do que prometeu nos primeiros dias de janeiro (o que não é nada incomum), os "propósitos de ano novo" são uma boa iniciativa: ilustram o anseio do homem pelo bem e pela perfeição, e ajudam-no a não se conformar com uma vida medíocre, levada "de qualquer modo".  Esta noção de seriedade diante da vida é profundamente cristã. Na famosa parábola dos talentos, Nosso Senhor compara o Reino dos céus a um homem que, tendo viajado para o estrangeiro, deixou seus …

A importância da Oitava de Natal

Como viver este “tempo especial de graças” da nossa Igreja? Infelizmente a maioria dos católicos não sabe da importância da “Oitava de Natal”, bem como da Oitava da Páscoa. Como essas duas Solenidades litúrgicas são as mais importantes do Ano litúrgico; pois marcam o Nascimento e a Ressurreição de Jesus, a Igreja prolonga as suas celebrações por oito dias. Com que intenção? Com a intenção de que “o tempo especial de graças” que significam a Páscoa e o Natal, se estenda por oito dias, e o povo de Deus possa beber mais copiosamente, e por mais tempo, as graças de Deus neste tempo favorável, onde o céu beija a terra e derrama sobre elas suas Bênçãos copiosas. Mas, só pode se beneficiar dessas graças abundantes e especiais, aqueles que têm sede, que conhecem, que acreditam, e que pedem. É uma lei de Deus, quem não pede não recebe. E só recebe quem pede com fé, esperança, confiança e humildade. As mesmas graças e bênçãos do Natal se estendem até o final da Oitava. E neste período a Igreja acres…

O Amor de Maria nos sustenta - 2º Ano Mariano na Comunidade Encontro

ABERTURA DO SEGUNDO ANO MARIANO NA COMUNIDADE ENCONTRO Foi com grande explosão de alegria que entramos no 2º Ano Mariano na Comunidade Encontro, intitulado de “O AMOR DE MARIA NOS SUSTENA”, no dia 29 de novembro de 2015. Nosso fundador, Clayton B. Antar, levou-nos a um reconhecimento profundo de que Maria é AQUELA QUE ACREDITOU primeiro no projeto de Deus, sem ver, sem sinais concretos e sensíveis, apenas teve fé na palavra do anjo que continha a promessa Divina. MARIA É A MÃE DA FÉ. Caminharemos este ano sob o sustento desse amor que não vacila, porque parte de uma fé que não hesita. Assim, com Maria temos a certeza de que estamos trilhando os caminhos que Deus quer. Através desta Mãe, MÃE DO PERFEITO AMOR, somos formados e sustentados em nossa identidade cristã, pois tudo o que Ela nos ensina é nos tornarmos parecidos com o Cristo como Ela foi, identificados com Ele, amando-O e tornando-O amado por toda a humanidade. Encontramos apoio seguro nesta Mulher forte, crendo que Ela sempre sa…

Sagrada Família, rogai por nós!

A Sagrada Família, imagem modelo de toda a família humana, ajuda cada um a caminhar no espírito de NazaréSagrada Família é a devoção à família de Jesus de Nazaré composta por Jesus, Maria e José. A sua festa é celebrada no primeiro domingo após o Natal. História da devoção à Sagrada FamíliaA devoção à Sagrada Família começou a ter grande popularidade no século XVII, quando os cristãos começaram a prestar atenção ao fato de que Jesus, o Filho de Deus, desceu do céu e se fez homem dentro de uma família. Ele nasceu numa família comum. Seus pais eram pessoas comuns, simples, trabalhadores, como tantas famílias espalhadas pelo mundo. Maria, uma dona de casa, José um carpinteiro e Jesus, um filho exemplar e obediente. Uma família feliz e simples. Depois que os cristãos descobriram esta riqueza maravilhosa, a devoção foi se propagando com velocidade pela Europa e, mais tarde, pelo continente americano, tanto do norte quanto do sul. A festa da Sagrada Família foi instituída pelo papa Leão XIII,…

Nasceu o Menino Rei! Glória!

Neste dia especial, em que toda a Igreja celebra o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, acompanhemos o testemunho da Palavra de Deus a respeito deste acontecimento que transformou a história da humanidade:
“…José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: ‘Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor’.” (Lc 2,4-11)
Por isso hoje celebramos a…

A mulher do Natal

“Maria é aquela que sabe transformar um curral de animais na casa de Jesus, com uns pobres paninhos e uma montanha de ternura”.(EG,286) Na Encíclica “Evangelli Gaudium” (Evangelho da alegria), o Papa Francisco deixou-nos uma profunda reflexão sobre a Virgem Maria, que mostra um pouco mais da sua grandeza. Com palavras profundas nos ensina que:“Maria é aquela que sabe transformar um curral de animais na casa de Jesus, com uns pobres paninhos e uma montanha de ternura. Ela é a serva humilde do Pai, que transborda de alegria no louvor. É a amiga sempre solícita para que não falte o vinho na nossa vida. É aquela que tem o coração trespassado pela espada, que compreende todas as penas. Como Mãe de todos, é sinal de esperança para os povos que sofrem as dores do parto até que germine a justiça. Ela é a missionária que Se aproxima de nós, para nos acompanhar ao longo da vida, abrindo os corações à fé com o seu afeto materno. Como uma verdadeira mãe, caminha conosco, luta conosco e aproxima-no…

Quero ofertar minha vida

Como li em um texto que meu fundador me deu: "Não precisei de grandiosas manifestações, não tiveram anjos tocando cornetas, nem epifanias apocalípticas. Não! Minha vocação foi descoberta por mim e pronto!" Sim, eu me decidi! Eu me encontrei! Foram anos de muita oração, busca e vivência da vontade e planos de Deus para a minha vida. Eu queria simplesmente viver o que Ele queria pra mim. Fui em busca e hoje conheço mais uma verdade de quem sou eu. Sou Letícia, Consagrada da Comunidade Encontro na pertença de vida. Tenho 21 anos e desde os 17 busco de maneira mais profunda respostas sobre meu estado de vida. Estudei muito, li muitos livros, assisti muitas pregações, tive muitas conversas e atendimentos. E a partir desses foram me dados muitos direcionamentos. Eu queria entender, eu queria descobrir. Porém, mesmo diante de tantas formas de buscar a resposta, dentro de mim já haviam inúmeras certezas e uma convicção muito forte, mas que eu tinha medo de assumi-las. Até que não teve…

O que é indulgência plenária? Como alcançá-la no Ano da Misericórdia?

A doutrina e o uso das indulgências na Igreja Católica há vários séculos encontram sólido apoio na Revelação divina, e vem dos Apóstolos.
“Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida aos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos”. (Norma 1 do Manual das Indulgências).
O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que: “Pelas indulgências, os fiéis podem obter para si mesmos e também para as almas do Purgatório, a remissão das penas temporais, sequelas dos pecados (n. 1498).
O pecado tem duas consequências: a culpa e a pena. A culpa é perdoada na Confissão; a pena, que é a desordem que o pecado provoca no pecador e nos outros, e que precisa ser reparado, é eliminada pela indulgência que pode ser plenária (total) ou parcial.
De acordo com o Manual das In…