Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

Santo Inácio e os Exercícios Espirituais

Assim – de Veneza – escrevia o santo ao seu amigo e confessor Emanuele Miona (16 de novembro de 1536): “Não conheço nesta minha vida outro meio para pagar uma parte de minha dívida convosco senão aquele de vos fazer praticar os Exercícios Espirituais de um mês. […]Os Exercícios são, sem dúvida, quanto de melhor eu possa conceber, conhecer e compreender nesta vida, seja pelo progresso pessoal de um homem, seja pelos frutos, a ajuda e o proveito que ele pode causar a muitos outros”. Santo Inácio considerava os Exercícios não como “sua obra”, mas como um dom de Deus para toda a Igreja. Os Exercícios não foram estudados e feitos na mesinha, mas experimentados em seu ermo de Manresa onde passou um ano inteiro como asceta e penitente, e onde – como ele escreve em sua Autobiografia – “Deus se comportava com ele como um professor de escola com uma criança: o instruía” (Autob. 27). Isso o levava a precisar que os Exercícios fossem “feitos” e não lidos. Não queria então que o livrinho dos Exercí

Vive bem quem reza bem!

Em primeiro lugar, precisamos distinguir entre vida de oração e fazer orações. Só se consegue rezar quando existe uma vida de oração. Nem sempre a oração se identifica pura e simplesmente com o terço, a missa, a procissão, a leitura da Bíblia, a comunhão e as orações da manhã e da noite. Alguém pode ter feito tudo isso e não ter rezado nunca. Outros podem fazer tudo isso e ter rezado sempre.  É necessário buscarmos maturidade e profundidade na oração, nos colocarmos presentes de corpo e alma diante do Senhor. Não basta só “rezar”, é preciso rezar bem! Decidir-se pela amizade divina e crescer nesta amizade é o segredo da vida. E o que é, então, ter uma vida de oração? Antes de mais nada, a vida de oração existe quando tenho ou procuro ter um relacionamento íntimo e pessoal com Deus. Isso acontece quando acredito que Ele me quer ver feliz e que está comprometido com a realidade que me atinge e me cerca. Esse relacionamento confiante e filial me faz ir além de minhas preocupações, de meus

A alegria de assumir uma vocação!

Deus nos chama a ser melhores a cada dia, a ser mais santos, mais misericordiosos, a nos doar, a viver intensamente o evangelho, e a ser verdadeiros amigos Dele. Assim é Deus, um Deus de amor, que nos conhece, nos ama profundamente e nos quer mais perto o tempo inteiro. E esse também é o desejo daqueles que querem viver com Ele, aqueles que querem morrer pro mundo e viver pra Ele. Quando temos um desejo intenso de ser de Deus, de sonhar os sonhos Dele, Ele nos concede essa graça e nos convida a sermos inteiramente seus. Deus nos convida sim. Esse Pai de amor nos deixa livre, nos chama pra viver mais perto, estar mais perto Dele, quanta graça há nisso e muitos a deixam passar. Não querem assumir uma vocação por medo, medo daquilo que terão que abrir mão, medo do que as pessoas irão pensar, de se arriscar nessa aventura em que nós seremos somente passageiros dessa barca, porque quem assume o comando é Cristo. Mal sabem eles que viver com Jesus é uma alegria, uma alegria tão enorme que só

DISCERNIMENTO: é o que o Senhor espera de nós

Tanto Jesus como o Diabo são semeadores. Jesus semeia o bem, enquanto o Diabo semeia o mal. É como dissesse: Se você pratica o bem, colhe o bem, se pratica o mal, colhe o mal. Era a grande proposta de Deus para cada um de nós: o DISCERNIMENTO. Jesus não se propôs a separar o joio do trigo fora do tempo, e nem o demônio. Ambos estavam fazendo a sua parte: semeando. Naquele tempo, 36Jesus deixou as multidões e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: “Explica-nos a parábola do joio!” 37Jesus respondeu: “Aquele que semeia a boa semente é o Filho do Homem. 38O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao Maligno. 39O inimigo que semeou o joio é o diabo. A colheita é o fim dos tempos. Os ceifadores são os anjos. 40Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos: 41o Filho do Homem enviará os seus anjos e eles retirarão do seu Reino todos os que fazem outros pecar e os que praticam o

Matrimônio: sinal do Amor Divino no mundo

"O autêntico amor conjugal é assumido no amor Divino."   Parece que muitas pessoas pensam que santo é alguém que tem tudo ordenado, então almejamos a isso. Mas a única maneira de alcançar isso é enterrando todas as nossas fragilidades e fingindo que elas não estão lá. O Papa Bento XVI esclareceu bem isso quando insistiu que "os santos não 'caíram do céu'. Eles são pessoas como nós, que também têm problemas complicados." Que alívio! Ele continua: "A santidade não consiste em nunca ter errado ou pecado. A santidade cresce na capacidade de conversão, de arrependimento, de disponibilidade para recomeçar, e sobretudo na capacidade de reconciliação e de perdão (...) consequentemente, não é o fato de nunca ter errado que nos torna santos (...). Todos nós podemos aprender este caminho de santidade ."   O verdadeiro amor, entretanto, não tem medo das "verrugas" da outra pessoa. De fato, a "medida de tal amor aparece mais claramente", diz

Ofício da Imaculada Conceição

Deus vos salve Virgem, Filha de Deus Pai! Deus vos salve Virgem, Mãe de Deus Filho! Deus vos salve Virgem, Esposa do Divino Espírito Santo! Deus vos salve Virgem, Templo e Sacrário da Santíssima Trindade! Agora, lábios meus, dizei e anunciai os grandes louvores da Virgem Mãe de Deus. Sede em meu favor, Virgem soberana, livrai-me do inimigo com o vosso valor. Glória seja ao Pai, ao Filho e ao Amor também, que é um só Deus em três Pessoas, agora e para sempre, e sem fim. Amém. Hino Deus vos salve, Virgem, Senhora do mundo, Rainha dos céus e das virgens, Virgem. Estrela da manhã, Deus vos salve, cheia de graça divina, formosa e louçã. Dai pressa Senhora, em favor do mundo, pois vos reconhece como defensora. Deus vos nomeou já desde toda a eternidade, para a Mãe do Verbo, com o qual criou, terra, mar e céus. E vos escolheu, quando Adão pecou, por esposa de Deus. Deus vos escolheu, e já muito dantes em seu tabernáculo morada lhe deu. Ouvi, Mãe de Deus, minha oração. Toquem vosso peito os cl

Precisamos permanecer na Videira

Jesus é a árvore da vida!   Agora imagine-se sendo um ramo dessa árvore, que ramo você acha que seria?  Um ramo que dá fruto e será podado para dar mais fruto? Ou um ramo que será tirado por não dar fruto? Muitas vezes somos ramos que prejudicam, que estão cheios de praga e que muitas vezes contaminam outros que estão dando frutos. Outras vezes somos ramos bons que estão dando frutos e que o Senhor poda para frutificar ainda mais, esses são os ramos que permanecem na videira. Até quando seremos os ramos que contaminam, prejudicam, não dão frutos e que não permanecem com Jesus? Se não permanecermos nada poderemos fazer. Precisamos da videira, precisamos do Senhor. Quanta falta você sente dessa permanência, dessa perseverança, dessa determinação, um dia levanta-se desejando permanecer, no outro acha tudo muito difícil e impossível de conseguir, abre mão da vontade de Deus para realizar as suas, vive dando desculpas para não cumprir os pedidos do Senhor, é desobediente e infiel, até sente

Conheça nosso Fundador por meio de suas frases

Nosso Fundador possui um coração incansável para fazer a vontade de Deus, ama a vida, abre-se a cada novidade que ela lhe proporciona. É um homem muito questionador, além do seu tempo, faz tudo com muita prudência e sabedoria sempre buscando compreender a voz de Deus entre os barulhos da carne e do mundo.  Confira essa lista de frases de Clayton Bechepeche Antar e conheça um pouco mais sobre seus pensamentos e reflexões de vida: 1.    “O melhor meio de ser todo do Pai é ser todo de Maria” 2.    A maior "fake news" que o demônio inventou foi que ele não existe e o inferno também. 3.    “Quanto mais eu proclamo o ódio, quanto mais odeio o meu irmão, mais ódio eu tenho. Quanto mais amor eu proclamo, mais amor eu dou, mais amor recebo!” 4.    “Do alto da Cruz, Cristo proclama: ‘Não odeie! Ame, perdoe! ’”. 5.   "Peco porque sou fraco!" Então peça a Deus para ser forte! 6.    “Preciso achar desculpas pra amar e perdoar meu irmão todos os dias”. 7.    O amor é a marca real

Ela muito amou!

"Por isso, te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor. Mas ao que pouco se perdoa, pouco ama”." Uma vida cheia de frustrações e desencontros, procurava, procurava e não encontrava, buscava fora o que estava dentro, buscava amor mas nunca o encontrou, até o seu verdadeiro encontro com o Senhor. Uma mulher pecadora, adúltera na época de Jesus era facilmente desprezada por onde ia e todos que se aproximavam dela era por puro interesse. Agora imagine a tristeza no coração dessa mulher que muitas vezes procurava alguém que a amasse de verdade mas nunca encontrava? Talvez dentro de si não tinha mais esperanças de um dia descobrir e viver outras coisas que não fossem aquelas que já estava acostumada. Maria era acostumada com o desprezo, com o interesse que muitos tinham por ser uma prostituta, mas amor ela não havia experimentado de forma tão forte como o amor do Senhor. A citação do evangelho de João sobre o perdão que ela recebeu de

Podemos saber se alguém está ou não no céu?

Não sabemos por quais caminhos a misericórdia de Deus pode chegar às almas. Mas sabemos que o interesse de Jesus é buscar as ovelhas perdidas. O Catecismo da Igreja Católica , em seu parágrafo 1.022, fala sobre as almas depois da morte: “Ao morrer, cada homem recebe na sua alma imortal a retribuição eterna, num juízo particular que põe a sua vida em referência a Cristo, quer através duma purificação, quer para entrar imediatamente na felicidade do céu, quer para se condenar imediatamente para sempre”. Porém, uma dúvida muito comum é: seria possível conhecer a situação de um falecido. Ou seja: posso saber se um ente querido encontra-se ou não no céu? Para tentarmos responder a esta pergunta, precisamos levar em consideração que as almas podem estar no céu, no inferno ou no purgatório.   O INFERNO Começamos dizendo que não cabe a nós julgar ou condenar ninguém. Apenas sabemos que existe o inferno (pois isso é um dogma da fé), assim como temos absoluta certeza da existência do