Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2020

O caminho no deserto

Francisco nos diz que o deserto é o lugar em que se toma distância do barulho que nos circunda. É ausência de palavras para dar espaço a outra Palavra, a Palavra de Deus, que acaricia o nosso coração como a brisa suave. Iniciamos na última quarta-feira, com o rito das cinzas, o período da Quaresma. Também neste ano o Papa Francisco nos propõe uma sua mensagem para nos ajudar a percorrer este itinerário de 40 dias que nos leva ao ápice do ano litúrgico e da nossa fé, a Páscoa de Nosso Senhor Jesus. Na sua mensagem cujo título foi inspirado na 2ª carta de São Paulo aos Coríntios, “Em nome de Cristo, suplicamo-vos: reconciliai-vos com Deus”, Francisco chama a atenção para um diálogo coração a coração, de amigo a amigo com Jesus. Fixar os braços abertos de Cristo crucificado e deixar-se salvar sempre de novo. “A Páscoa de Jesus – escreveu - não é um acontecimento do passado: pela força do Espírito Santo é sempre atual e permite-nos contemplar e tocar com fé a carne de Cristo em tantas pe

Uma voz que sempre chama

Seguimos tantos caminhos, fazemos tantos planos, vamos em busca de tantas coisas para suprir o vazio que há em nós. Nos frustramos, vivemos uma vida sem sentido, sem ardor, sem alegria, sem vida. Mas há uma voz que nos chama e que é mais forte do que todas as outras vozes que falam o tempo todo em nós. Voz que desfaz nossos planos e projetos, nos para no meio do caminho em que estávamos para que sigamos outro, nos chamando a mudar a rota e nos convidando a seguir um novo ritmo e uma nova direção. Essa voz é a voz do Senhor, voz que eu ouvi e que tentei resistir, mas não pude suportar ao seu forte e suave convite que me dizia "só te falta uma coisa", e me convidava a desvencilhar-me de tudo para o seguir. Em um mundo em que o importante é ter, Deus me propôs a ser, a gastar a vida.  Em quê você tem investido a sua vida ? Eu perdi tantas vezes minha vida em coisas vãs, agora a perco em Deus, porque eu entendi que a minha vida só valeria a pena sendo gastada por Cri

HÁ UMA VOZ INQUIETA DENTRO DE MIM

O que fazer quando o Senhor nos chama à trilhar novos caminhos? Quantos sentimentos brotam em nossos corações, medo, alegria, insegurança, mas quanta vida é jorrada! Se pararmos um pouco nossa vida poderemos contemplar o coração de Deus e suas vontades, quanta vida vem com os sonhos de Deus. E assim diz o Senhor: "É feliz quem a Deus se confia". Não há outro caminho de felicidade se não for com Deus. Testemunho isso de todo meu coração. Quanta vida triste eu tinha com meus planos, minhas vontades, uma pessoa triste, sem vida. Não sabia nem sorrir direito, tinha medo de ser feliz, tinha medo do céu, insistia andar sobre a terra enquanto Deus me dava asas lindas para voar.  Mas quanta vida experimentei e experimento em viver a vontade de Deus, não sem dores, nunca será assim, muito pelo contrário, com dores, mas não triste! Que felicidade olhar e ver o que Deus fez e ainda faz. TEM JEITO! Sempre tem! Vivo a alegria do céu aqui na terra pertencendo a um carisma, o carisma

A Quaresma: seu sentido, sua observância

A Quaresma é um período de quarenta dias dedicados à abstinência de alimentos, visando fortalecer os cristãos para bem celebrarem a santa Páscoa. Inicia-se na Quarta-feira de Cinzas, prolongando-se até a Quinta-feira Santa, antes da Missa na Ceia do Senhor. Trata-se de um tempo privilegiado de conversão, combate espiritual, jejum e escuta da Palavra de Deus. Na Igreja Antiga, este era o tempo no qual os catecúmenos (adultos que se preparavam para o Batismo) recebiam os últimos retoques em sua formação para a vida cristã: eles deveriam entregar-se a uma catequese mais intensa e aos exercícios de oração e penitência. Pouco a pouco, toda a comunidade cristã - isto é, os já batizados em Cristo -, começou a participar também deste caminho, tanto para unir-se aos catecúmenos, como para renovar em si a graça de seu próprio Batismo e o fervor da vida cristã, preparando-se, deste modo, para a santa Páscoa. Assim, surgiu a Quaresma: tempo no qual os cristãos, pela purificação e a oração,

Os Sobreviventes da grande tribulação

No último dia de Retiro de  Carnaval, Somos da Paz, nosso Fundador Clayton Bechepeche Antar em sua pregação sobre o capítulo 7 de Apocalipse, cita muito em sua fala sobre os sobreviventes da grande tribulação, aqueles que lutarão até o fim, que darão a sua vida por Cristo. Confira mais em nosso canal no Youtube, acesse o vídeo abaixo. "Sejam esses sobreviventes pelo amor de Deus, esteja com Cristo, lava tua vida no sangue do Cordeiro, seja só Dele, entrega-te a Ele!" Clayton Bechepeche Antar

VOCACIONAL ENCONTRO 2020

O Carisma Encontro quer te levar ao  E NCONTRO com Deus, ENCONTRO com os irmãos e ao ENCONTRO de si mesmo! Esse é nosso Carisma, nossa vida é ENCONTRAR! Na Comunidade Encontro vivemos com três formas de pertença: Vida  (moram na sede da comunidade), Aliança (moram fora da comunidade) e Terceiro Elo (moram fora com uma missão específica de semear o carisma aonde quer que estejam). Um carisma VIVO , QUESTIONADOR , que te leva a CONHECER , que te PROVOCA a sair de si a todo instante e viver a VONTADE DE DEUS , todos os dias, o tempo inteiro. Se não for pela e para a vontade de Deus, nossa vida fica sem sentido, vazia. Que te impulsiona constantemente à SANTIDADE e quer te ver FELIZ , simplesmente FELIZ e ENCONTRADO em toda a sua vida!  Nosso Retiro Vocacional 2020 acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de Maio , em nosso Centro de Evangelização Casa de Maria  (Zona Rural - Localidade São Simão / Bairro IBC, Cachoeiro de Itapemirim, ES. Referência: estrada de chão logo após a Pol

SEM ARREPENDIMENTO NÃO HÁ SALVAÇÃO

"Assim, meus caríssimos, vós que sempre fostes obedientes, trabalhai na vossa salvação com temor e tremor, não só como quando eu estava entre vós, mas muito mais agora na minha ausência. Porque é Deus quem, segundo o seu beneplácito, realiza em vós o querer e o executar. Fazei todas as coisas sem murmurações nem críticas, a fim de serdes irrepreensíveis e inocentes, filhos de Deus íntegros no meio de uma sociedade depravada e maliciosa, onde brilhais como luzeiros no mundo, a ostentar a palavra da vida. Dessa forma, no dia de Cristo, sentirei alegria em não ter corrido em vão, em não ter trabalhado em vão. Ainda que tenha de derramar o meu sangue sobre o sacrifício em homenagem à vossa fé, eu me alegro e vos felicito. Vós outros, também, alegrai-vos e regozijai-vos comigo." Filipenses 2,12-18 O que temos feito meus irmãos em função na nossa salvação? Bate uma real aí com você mesmo! Em que você tem se aplicado? Tá rezando? Meditando a palavra? Tá participando dos sacra

Memória de São Francisco e Santa Jacinta

Santo Francisco e Santa Jacinta, receberam as mensagens de Nossa Senhora de Fátima e souberam viver suas dores No ano de 1908, nasceu Francisco Marto. Em 1910, Jacinta Marto. Filhos de Olímpia de Jesus e Manuel Marto. Eles pertenciam a uma grande família; e eram os mais novos de nove irmãos. A partir da primavera de 1916, a vida dos jovens santos portugueses sofreria uma grande transformação: as diversas aparições do Anjo de Portugal (o Anjo da Paz) na “Loca do Cabeço” e, depois, na “Cova da Iria”. A partir de 13 de maio de 1917, Nossa Senhora apareceria por 6 vezes a eles. O mistério da Santíssima Trindade, a Adoração ao Santíssimo Sacramento, a intercessão, o coração de Jesus e de Maria, a conversão, a penitência… Tudo isso e muito mais foi revelado a eles pelo Anjo e também por Nossa Senhora, a Virgem do Rosário. Na segunda aparição, no mês de junho, Lúcia (prima de Jacinta e Francisco) fez um pedido a Virgem do Rosário: que ela levasse os três para o Céu. Nossa Senhora respon

Quem é a Verdade?

Ah... A verdade! O que é a verdade? Quem é a verdade?  Como nossa alma tem necessidade da verdade, precisa encontrar-se com ela.  Muitas vezes a verdade nos desmonta, ou melhor, podemos até dizer que ela nos destrói. Não queremos ouvi-la, fugimos dela, tapamos nossos ouvidos, fechamos nossos olhos para que ela não consiga nos alcançar.  Mas de que tudo isso adianta?  Até quando vamos conseguir ficar fugindo de nossa verdade? Quanto ainda iremos fingir que nunca é conosco?  Precisamos nos decidir pela verdade, nos decidir por aquilo que realmente nos alimenta, que nos dá vida.  Como precisamos olhar para a Verdade!  Em nossas vidas a Verdade se personifica, a Verdade é Jesus Cristo, "o caminho, a verdade e a vida". Não somos nós que O encontramos, é Ele que nos encontra.  Olhemos para Cristo com o mesmo olhar que O olhava Santo Agostinho... Tanto tempo buscamos fora aquilo que está dentro de nós. Mas... Nossa alma só encontrará repouso, alegria verdadeira

Aceite sua identidade como filho de Deus

Você pertence a Deus, e é como um filho de Deus que é colocado no mundo. A sua verdadeira identidade é a de um filho de Deus. Essa é a identidade que deve aceitar. Uma vez que a tenha reconhecido e nela se fixado, você pode viver num mundo que lhe proporciona muita alegria e também sofrimento. Você pode receber tanto o elogio quanto a reprovação que lhe sejam destinados como uma oportunidade para reforçar a sua identidade básica, porque a identidade que o torna livre está ancorada, transcendendo todo o louvor ou condenação humanos. Você pertence a Deus, e é como um filho de Deus que é colocado no mundo. Você precisa de orientação espiritual, precisa de pessoas que o mantenha atrelado à sua verdadeira identidade. A tentação de distanciar-se daquele local profundo em você, onde Deus habita, e de deixar-se afogar no louvor ou na recriminação do mundo sempre permanece. Uma vez que por muito tempo lhe foi desconhecido aquele local interior e profundo onde a sua identidade como filho de De

O antídoto para o pecado da preguiça

A DILIGÊNCIA é o antídoto específico da preguiça. Onde a preguiça cava um abismo, a diligência ergue uma montanha. E o que é a diligência? Georges Chevrot, no seu livro sobre “As pequenas virtudes do lar”, reproduz, com muito bom humor, o seguinte diálogo. Um garoto, ouvindo falar em diligência, mostra logo com um brilho nos olhos a sua sabedoria histórico-cinematográfica: – “A diligência – diz – era uma carruagem puxada por cavalos, que se usava no faroeste antes de haver automóveis...  – “Muito bem, meu rapaz, você sabe muito – retruca o pai –; também deve saber que lhes foi dado esse nome porque iam muito depressa. Para a época, evidentemente”11. Os pais quase sempre têm razão. Mas, neste caso, o pai da história, ao aprofundar na explicação, deu uma pequena escorregadela.  Pode ser que, àqueles trambolhos rolantes, acostumados a fugir dos índios nos desertos do Arizona, tivessem dado o nome de diligência em homenagem à sua rapidez. Mas o que é certo é que a palavra dilig

Oração para você fazer em adoração

SENHOR, DAI-ME A LIBERDADE!   "É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou. Ficai, portanto, firmes e não vos submetais outra vez ao jugo da escravidão." Gl 5,1   Diga ao Senhor agora pedindo a graça de usar santamente a liberdade, peça a Ele que te proteja, para que o inimigo não te corrompa não te seduza, não te confunda, oferecendo a você oportunidades para viver uma liberdade falsa, onde ele tenta te seduzir com palavras adocicadas, lisonjeiras, com propostas de que não tem importância isso ou aquilo, oferendo a você um rompimento com a verdadeira liberdade.  Peça ao Senhor vigilância, a graça estar vigilante, orante e saber discernir, perceber a voz do Senhor, distinguindo a voz do Senhor à voz do mal.  Abra teu coração meu irmão, minha irmã, suplicando neste momento a graça de um amor verdadeiro, para que você possa amá-Lo sobre todas as coisas, mas amar o seu próximo também e não buscar prazeres carnais, mas buscar ser aquele que é o ser

Os casais precisam cultivar o diálogo

“Acabou!”. Com essa breve observação, muitas pessoas descrevem o fim de seu casamento. Por trás desse verbo há crises, sofrimentos, desabafos e, não poucas vezes, brigas infindas. Em que lugar foram enterrados os sorrisos do dia do casamento e as promessas de fidelidade ditas em “até que a morte nos separe”? Em que fase da vida se desvaneceu a certeza de que “ninguém será mais feliz do que nós dois”? Como entender a amargura que tomou conta de um relacionamento que parecia tão feliz? Nenhum casamento termina “de repente”. Especialistas matrimoniais constatam que, normalmente, o caminho da desintegração tem quatro etapas profundamente interligadas, isto é, cada etapa prepara e, praticamente, condiciona a seguinte. Na primeira , começam a surgir comentários negativos, um a respeito do outro. Mais do que se queixar do esposo ou da esposa (a queixa refere-se a um comportamento específico), multiplicam-se críticas que são sempre abertas, indeterminadas, gerais: “Você é um chato

DE ONDE VEM NOSSA ALEGRIA?

Nos ocupamos demais em ficar com 'cara amarrada' e esquecemos a graça da alegria. Nos enchemos demais com preocupações que geram estresse em nossa alma e nos esquecemos de sorrir para alguém na rua. De onde vem nossa alegria já que não a estamos expondo?   A Palavra de Deus nos diz que “feliz aquele que põem sua confiança no Senhor”. Nossa felicidade vem do coração de Deus, e é nossa missão leva-la às pessoas. Experimentamos Deus de tantas maneiras, ao acordar, ao rezar o terço, indo à Santa Missa, em nossa adoração diária a Jesus Eucarístico... é essa missão que o Senhor nos chama como cristãos: levar essa alegria de encontra-Lo e de pertence-Lo. Um cristão triste não experimenta Deus, pois Deus é pura alegria. Deus é jovem! E jovem é feliz, não uma 'felicidade' mascarada, prisioneira , mas uma felicidade de viver livre e experimentar o céu. Nossa tristeza não gera conversão aos corações. Somos chamados a estarmos próximos de Deus, somos consagrados ao

Querida Amazônia, a Exortação do Papa por uma Igreja com rosto amazônico

Querida Amazônia, a Exortação do Papa por uma Igreja com rosto amazônico A Exortação pós-sinodal sobre a Amazônia foi publicada esta quarta-feira (12/02). O documento traça novos caminhos de evangelização e cuidados do meio ambiente e dos pobres. Francisco auspicia um novo ímpeto missionário e encoraja o papel dos leigos nas comunidades eclesiais. Alessandro Gisotti “A Amazônia querida apresenta-se aos olhos do mundo com todo o seu esplendor, o seu drama e o seu mistério.” Assim tem início a  Exortação apostólica pós-sinodal,  Querida Amazônia . O Pontífice, nos primeiros pontos, (2-4) explica “o sentido desta Exortação”, rica de referências a documentos das Conferências episcopais dos países amazônicos, mas também a poesias de autores ligados à Amazônia. Francisco destaca que deseja “expressar as ressonâncias” que o Sínodo provocou nele. E esclarece que não pretende substituir nem repetir o Documento final, que convida a ler “integralmente”, fazendo votos de que toda a Igr

Aprendendo a orar. Mas como?

Quando viemos de uma realidade dispersa, agitada, barulhenta como é o mundo em que vivemos, a dificuldade de concentrar para orar bem é inevitável. No início desse processo é preciso dominar os sentidos: a mente, a fala, o corpo, o sentimento. E dominá-los quer dizer FAZÊ-LOS PARTICIPAR DA ORAÇÃO. Como? 1) A mente se submeter à oração quando quem ora começa a pensar e raciocinar sobre Deus, um trecho bíblico, uma fala de santo. (oração mental) 2) A fala se submete à oração quando quem ora faz oração vocal, ou seja, começa a falar, a se dirigir diretamente ao Senhor como se estivesse conversando com um amigo. 3) O corpo se submete à oração quando quem ora dispõe-se corporalmente a rezar erguendo os braços, fechando os olhos, escrevendo em um diário espiritual, prostrando-se, ajoelhando-se, respirando fundo... 4) O sentimento se submete à oração quando quem ora diz pra Deus a exata forma como se sente naquele momento: angustiado, nervoso, animado, esperançoso e, a partir des