Google+ Quero ofertar minha vida ~ Comunidade Encontro

sábado, 19 de dezembro de 2015

Quero ofertar minha vida

Como li em um texto que meu fundador me deu: "Não precisei de grandiosas manifestações, não tiveram anjos tocando cornetas, nem epifanias apocalípticas. Não! Minha vocação foi descoberta por mim e pronto!"
Sim, eu me decidi! Eu me encontrei!
Foram anos de muita oração, busca e vivência da vontade e planos de Deus para a minha vida. Eu queria simplesmente viver o que Ele queria pra mim. Fui em busca e hoje conheço mais uma verdade de quem sou eu.
Letícia abraçando o fundador Clayton na sua Missa de Consagração ao carisma Encontro
Sou Letícia, Consagrada da Comunidade Encontro na pertença de vida. Tenho 21 anos e desde os 17 busco de maneira mais profunda respostas sobre meu estado de vida.
Estudei muito, li muitos livros, assisti muitas pregações, tive muitas conversas e atendimentos. E a partir desses foram me dados muitos direcionamentos. Eu queria entender, eu queria descobrir. Porém, mesmo diante de tantas formas de buscar a resposta, dentro de mim já haviam inúmeras certezas e uma convicção muito forte, mas que eu tinha medo de assumi-las.
Até que não teve como mais!
Letícia na Missa de Envio de Ministra da Palavra e profissão do primeiro compromisso no Celibato
O ano de 2015 marcou muito minha vida. Foi o ano da "virada". Muita, muita coisa mudou em mim. E a descoberta de mim mesma de maneira mais profunda foi uma marca bem específica desse ano. Como citei no inicio, não foram Anjos que vieram até mim e também não houveram "estardalhaços". Deus me levou a fazer memória! Sim, simples assim.
Desde criança desejava uma proximidade maior com Cristo, eu queria ser sua amiga próxima. Falava isso olhando para o Crucificado. Santa Clara, Santa Águeda, Santa Terezinha do Menino Jesus, essas e tantas outras santas virgens eram as que mais me chamavam a atenção quando lia sobre os santos de cada mês na revista Canção Nova que minha mãe recebia. Meu nascimento foi no dia 10 de fevereiro, dia em que celebramos Santa Escolástica, santa virgem. A radicalidade evangélica de Francisco de Assis sempre me prendeu na busca de santidade. Ele com seu amor indiviso por Deus, pela Igreja, pela humanidade, Francisco meu santo amigo de devoção me levou sempre a olhar para um Deus Pai que nunca quer deixar sua filha parada na superficialidade, quer que vá, que vá, que vá... Pois Deus tem pressa e há "famintos pelo mundo que só eu posso saciar". Deus tem pressa! Deus tem pressa!
E então, até quando? Para onde vou? O que devo fazer? Qual deve ser minha resposta? Qual passo dar?
"A HUMANIDADE A CHORAR, SOFRENDO A ESPERAR QUE O MEU CANTO, QUE O MEU GRITO SE FAÇO ESCUTAR... QUERO OFERTAR MINHA VIDA, GASTAR OS MEUS DIAS, MINHA JUVENTUDE POR AMOR. PORQUE O MEU PERFUME NAO SE ESPALHARÁ SE NÃO SE DERRAMAR POR AMOR A DEUS"
Eu me decidi pelo Cristo! Eu disse sim! E no dia 19 de dezembro de 2015 fiz meu primeiro compromisso  perante a Igreja, na figura do reverentíssimo Padre Thiago da Silva Vargas, diante de minha família comunitária e amigos, a passar um ano na vivência e experiência do celibato.
Não posso me guardar para mim. Minha saúde não é minha, meu corpo não é meu, meus dias também não. Tem que ser assim. Tem que ser.
Esse é o meu chamado, ser esposa de Cristo, viver para Ele. Ser tudo para todos. Nisso encontro minha felicidade, minha realização está nisso: viver a vontade completa de Deus pra minha vida. E A SUA? 
Letícia Debona
Consagrada e celibatária da Comunidade Encontro

Confira as fotos da Missa dos primeiros compromissos na experiência no Celibato, clicando aqui.

0 comentários: