Google+ 19 curiosidades incríveis sobre a vida de São João Paulo II ~ Comunidade Encontro

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

19 curiosidades incríveis sobre a vida de São João Paulo II

Nesse dia 22 de Outubro, dia do nosso santo baluarte João Paulo II, selecionamos para vocês 19 curiosidades sobre o papa peregrino:

1 – Quando adolescente, João Paulo II era apaixonado por teatro e, mesmo quando não participava de algumas peças, fazia questão de acompanhar os ensaios. Em uma ocasião, quando um dos atores desistiu de uma apresentação em cima da hora, o jovem Karol se ofereceu para substituí-lo, afinal já sabia todas as falas. Assim, salvou um grupo inteiro do fiasco que a apresentação poderia ter sido.

2 – Quando era pároco na Polônia e, inclusive, quando já era cardeal, João Paulo II fazia questão de passar tempo ao lado dos jovens de sua comunidade, participando de viagens e retiros ao lado dos mais novos.

Quando esses encontros foram proibidos por líderes políticos, João Paulo II encontrou maneiras mais discretas de realizar suas reuniões, e muitas missas e discussões aconteciam em meio a caminhadas, acampamentos e até ao redor da fogueira, à noite.

A benção do Papa no Vaticano, na Páscoa de 1980.
3 – Ainda que o governo comunista tivesse sérias restrições com a Igreja Católica na Polônia, João Paulo II foi considerado pelos comunistas a pessoa ideal para ser o arcebispo de Cracóvia.

4 – Quando os comunistas tiraram os nazistas do poder na Polônia, João Paulo II e outros líderes religiosos voltaram ao seminário onde viviam anteriormente. O local estava abandonado e as tubulações de esgoto estavam congeladas. Sem pensar duas vezes, João Paulo II e seus amigos resolveram o problema com as próprias mãos e desentupiram as tubulações de esgoto que estavam cheias de cocô congelado.

5 – João Paulo II sempre gostou de esquiar, e continuou praticando o esporte até quando já tinha 73 anos de idade.

Durante uma visita à Espanha, em novembro de 1982.
6 – Conhecido em todo o planeta, é normal que João Paulo II tenha viajado muito durante sua vida. Só para você ter ideia, estima-se que ele tenha percorrido mais de 1,2 milhão de km ao longo dos anos. É basicamente o mesmo que ir e voltar da Lua três vezes!

7 – Uma vez, durante uma entrevista, João Paulo II falou sobre o dia mais feliz da sua vida: foi quando canonizou a irmã Faustina como a primeira santa do novo milênio.

8 – Quando a Polônia estava ocupada por nazistas, Karol trabalhava em uma pedreira, em condições péssimas, com temperaturas negativas que não facilitavam seu trabalho noturno. Em uma das madrugadas nas quais trabalhava, presenciou a morte de um colega, vítima de uma explosão de dinamites. Sobre o ocorrido, João Paulo II escreveu um poema.

Nos versos, falava sobre a perda da família do amigo e terminou dizendo: “quanto maior a raiva, maior a explosão de amor”.

Papa João Paulo II beija o chão ao chegar na Nova Zelândia, em novembro de 1986.
9 – Durante o governo comunista, a vida de Karol era monitorada pelo governo, e ele sabia disso. Esperto, conseguia escapar da fiscalização e tinha até meios de interromper as escutas telefônicas que haviam sido instaladas em sua residência. Ele tinha até mesmo uma forma de enganar os espiões quando precisava participar de alguma reunião secreta.

10 – Conhecido pela bondade e pela doação não apenas de seu tempo como de seus bens materiais, João Paulo II usou boa parte do dinheiro arrecadado com a venda do seu livro “Cruzando o Limiar da Esperança” para reconstruir igrejas que haviam sido destruídas na Iugoslávia.

11 – Dedicado, chegava a trabalhar por até 16 horas por dia, e já foi descrito como um “vulcão de energia”. Quem conhecia João Paulo II de perto, dizia que ele tinha uma capacidade incrível de realizar múltiplas tarefas ao mesmo tempo. Era o tipo de pessoa capaz de conversar enquanto lia um livro.

Uma visita do Papa a Nelson Mandela, na África do Sul, em setembro de 1995.
12 – Quando voltou à Polônia, já como papa, em 1979, João Paulo II levou até a Praça da Vitória 300 mil fiéis que o saudaram com uma sessão de aplausos ininterrupta que durou 14 minutos.

13 – Se tudo o que foi escrito por Karol fosse reunido em volumes, teríamos o equivalente a 20 bíblias. Durante seu pontificado, escreveu em média 3 mil páginas por ano.

14 – Seu amor pela humanidade ia além das barreiras religiosas de cada povo e, por isso, foi o primeiro Papa a pisar em uma mesquita.

Durante uma beatificação na Eslovênia, em setembro de 1999.
15 – Como sentia falta de sua privacidade e liberdade, João Paulo II costumava enganar os próprios seguranças do Vaticano e, coberto por uma capa preta, fugia para esquiar ou fazer caminhadas.

16 – Divertido, costumava fazer piadas a respeito de si mesmo, especialmente sobre sua voz quando precisava cantar.

17 – Dono de uma memória impecável, Karol tinha um mapa com todas as dioceses do mundo devidamente anotadas. Ele era conhecido também por se lembrar dos nomes de guardas, seminaristas e conhecidos aleatórios.

18 – Foi a pessoa mais vista da história da humanidade – estima-se que pelo menos 500 milhões de pessoas já tenham visto João Paulo II de pertinho.

19 - Em 1947, Karol visitou Padre Pio que ouviu sua confissão. Papa João Paulo II canonizou-lo 55 anos depois.

Fonte: Impact Culture

0 comentários: