Google+ São Bento de Núrsia ~ Comunidade Encontro

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

São Bento de Núrsia


Nasceu em Núrsia, na Úmbria, Itália. É considerado o pai do monaquismo ocidental.
    De família abastada, foi enviado a Roma para estudar, mas, depois de certo tempo, abandonou tudo e foi à procura de uma comunidade de Ascetas no vale de Aniene, onde permaneceu por algum tempo. Dali refugiou-se numa gruta no Monte Subíaco, local em que passou a viver como eremita. Foram três anos de vida austera, de amadurecimento espiritual, num total isolamento e solidão. Era visitado apenas por um monge de nome Romano, que a ele levava algum provimento.
Fundou em Subíaco doze pequenos mosteiros, e cada um desses mosteiros era habitado por apenas doze monges e um abade.
    Por volta de 525, deixou as solitárias montanhas de Subíaco e se estabeleceu em Monte Cassino, fundando ali o celebre mosteiro de onde a vida monástica se espalharia por toda Europa. Ali escreveu também a famosa “vida beneditina”, que orientava a conduta dos monges.

    A vida fraterna, o amor mútuo, a humildade, a oração e o trabalho, a obediência ao abade, eram os valores que os monges deviam cultivar, ou seja, “orar e trabalhar, contemplar e agir”, e assim alcançar a perfeição. Um ideal que ainda continua atual, urgente e possível para todos nós do terceiro milênio. São Bento é padroeiro da Europa e também é chamado de “o homem dos milagres” e “Terror dos Demônios”.