Google+ Texto de homenagem pelos 50 anos de Clayton ~ Comunidade Encontro

terça-feira, 5 de maio de 2015

Texto de homenagem pelos 50 anos de Clayton

05.05.2015 - Foi lido ontem, na Missa em ação de graças pelo aniversário de 50 anos de Clayton, este belíssimo texto que vem passando por sua trajetória de entrega e de vida espiritual.

Conheça mais da vida de nosso fundador.


“Tu és meu filho e eu hoje te gerei” (Salmo 2) - Gratidão a Deus que traçou deste toda eternidade planos de amor para a humanidade e desejou que você fizesse parte de um deles. 

“Um encaixamento de madeira adaptado aos alicerces de um edifício não se desconjunta. Assim é o coração firmado por uma decisão bem amadurecida.” (Eclesiástico 22, 19-20) - Gratidão a Deus por sua decisão firme e radical que até hoje atrai vocações autênticas. 

“Eis aqui a serva do Senhor faça-se em mim segundo tua palavra” (Lucas 1, 38) - Gratidão, escravo de Deus, Filho de Maria, por seu SIM fiel e total. 

"Reerguerás as ruínas antigas, reedificarás sobre os alicerces seculares; chamar-te-ão o reparador de brechas, o restaurador das moradias em ruínas." diz Isaías (Isaías 58, 12) “E tu, por tua vez, confirma os teus irmãos” Jesus diz pelo evangelista Lucas (Lucas 22, 32) - Ouvindo-os, você pastoreia tua comunidade e inúmeras vezes somos salvos pelas suas palavras.

Uma vez Jesus perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, amas-me?” (João 21, 16) - Louvor a Deus pois este tornou-se um dos questionamentos que você mais se empenhou em responder com a vida. "Senhor, sabes tudo, tu sabes que te amo." (João 21, 17c)

Quantas vezes vimos você, entre lágrimas, suplicar a Deus com as mesmas palavras daquele cego, diante de tantos desafios e fraquezas: “Senhor, que eu veja” (Lucas 18, 41). E surpreendentemente contemplamos a atitude de seu Senhor e nosso: “Jesus levantou os olhos ao céu, de um suspiro e disse-lhe: ‘Éfeta!’, que quer dizer ‘abre-te’” (Marcos 7, 34)

Enquanto vivermos temos a certeza que te veremos repetir esta frase: "Meu Senhor e meu Deus (João 20, 28), meu Deus, meu Tudo" (S. Francisco) - Gratidão a Deus por tua vida, Mendigo de Deus, aquele que se encontra feliz tanto mais nos caminhos da pobreza e da mística do que nos da perfeição teológica.

Diz Isaías que “Os que contam com o Senhor, renovam suas forças; ele dá-lhes asas de águia. Corem sem se cansar, vão para frente sem se fatigar.” (Isaías 40, 31) 50 anos! Tempo de parar e de ir desacelerando? Não para você, gigante incansável do amor, que escala para ver o outro lado da montanha, sem medo de morrer amando os jovens.

Gratidão a Deus, Homem da cruz, Homem Eucarístico, filho de Bento, Pio, João Paulo II e Francisco, estes com certeza já leram e viveram este trecho de Cântico dos cânticos que você nos ensinou a meditar, na entrega de nossas vidas, sem reserva: “Eu sou do meu amado e meu amado é meu”. (Cântico dos cânticos 6, 2a)

Glórias a Deus, querido amigo e pai, hoje o sol já se pôs mas ele se porá todos os dias para você voltar ao seu Deus, aquele que você nos apresentou em sua face mais apaixonante: "Levantou-se, pois, e foi ter com seu pai. Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se lhe ao pescoço e o beijou.” (Lucas 15, 20)

Feliz 50 anos! Feliz recomeço! Feliz novidade! Feliz a melhor parte que você ainda não viveu!

Como você mesmo gosta de dizer, sua comunidade é louca de amor por você!

0 comentários: