Pular para o conteúdo principal

Brasil: o Papa Francisco confirma o Ano Jubilar Mariano e concede indulgência plenária aos fiéis

Imagem relacionadaEm reconhecimento do Ano Jubilar Mariano que está em curso no Brasil por ocasião dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição no rio Paraíba do Sul, o Papa Francisco concedeu a indulgência plenária àqueles que, “verdadeiramente penitentes e impulsionados pela caridade”, peregrinarem à Basílica do Santuário Nacional ou a qualquer igreja paroquial do país dedicada à padroeira.
O Ano Nacional Mariano começou em 12 de outubro de 2016 e segue até 11 de outubro de 2017. Foi convocado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) como um tempo para celebrar, fazer memória e agradecer pelo terceiro centenário da devoção a Nossa Senhora Aparecida.
 Como alcançar a indulgência
Para obter a indulgência plenária, serão necessárias, em primeiro lugar, as condições habituais:
– a confissão sacramental;
– a comunhão eucarística;
– a oração na intenção do Santo Padre, o Papa.
O documento enviado pelo Supremo Tribunal da Cúria Romana ressalta que a remissão será concedida “aos fiéis verdadeiramente penitentes e impulsionados pela caridade, se, em forma de peregrinação, visitarem a Basílica de Aparecida ou qualquer igreja paroquial do Brasil dedicada a Nossa Senhora Aparecida”.
No local da peregrinação, os fiéis deverão “devotamente participar das celebrações jubilares ou de promoções espirituais ou, ao menos, por um conveniente espaço de tempo, elevar humildes preces a Deus por Maria”. A conclusão deste momento deve acontecer com a “Oração Dominical, com o Símbolo da Fé e com as invocações da Beata Maria Virgem em favor da fidelidade do Brasil à vocação cristã, impetrando vocações sacerdotais e religiosas e em favor da defesa da família humana”.
A indulgência é a “remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa. O fiel bem disposto obtém esta remissão, em determinadas condições, pela intervenção da Igreja, que, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, por sua autoridade, o tesouro das satisfações (isto é, dos méritos) de Cristo e dos santos” (cf. Paulo VI, constituição apostólica Indulgentarium Doctrina).
 Idosos e enfermos
O documento enviado pelo Vaticano estabelece uma condição especial para a obtenção das indulgências pelos fiéis impedidos de fazer a peregrinação por conta da idade ou de grave doença. Eles a poderão alcançar se, “assumida a rejeição de todo pecado e com a intenção de cumprirem onde primeiro for possível as três condições, espiritualmente se dedicarem, diante de alguma pequena imagem da Virgem Aparecida, a funções ou peregrinações jubilares, ofertando suas preces e dores ao Deus misericordioso por Maria”.
 Orientações aos padres
De acordo com a orientação da Santa Sé, os sacerdotes aos quais está confiado o cuidado pastoral da Basílica de Aparecida e os párocos das paróquias que possuem o título de Nossa Senhora Aparecida deverão, “com ânimo pronto e generoso”, oferecer-se para a celebração da penitência e administrar muitas vezes “a Sagrada Comunhão aos enfermos”.
O pedido de concessão da indulgência durante o Ano Nacional Mariano foi feito pelo arcebispo emérito de Aparecida (SP), cardeal Raymundo Damasceno Assis. Na solicitação, o cardeal explicou que, durante o tempo jubilar da Igreja no Brasil, serão realizadas “várias celebrações sagradas e peregrinações em honra da celeste Padroeira do Brasil, não só na Basílica Nacional do Santuário de Aparecida, mas também em todas as igrejas paroquiais dedicadas em honra dela”, para que cresça nos fiéis “o piedoso afeto para com a ‘Virgem Aparecida’ e, assim, se tornem mais fortes nos seus veneradores a fé, a esperança e a caridade, e eles próprios, refeitos pelos sacramentos, sejam mais e mais estimulados a conformarem a vida ao Evangelho”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver.

Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações.

Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de loucura …

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra.
A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade.
Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um menino chamado Plácido …

Você está se preparando para morar no céu?

Deus preparou um lugar, uma morada no céu para cada um de nós, Ele nos prometeu isso. Mas Deus também quer morar em nós e Ele quer encontrar esse lugar preparado nos nossos corações. Nossa Senhora foi essa primeira morada aonde Jesus veio e habitou, se fez carne presente.  Você precisa se preparar para duas coisas na sua vida:
1.Para morar no céu, é preciso preparar-se e é por esse o processo de santidade: acostumar-se a amar sempre. Estar apaixonado pelos habitantes do céu, porque ninguém vai morar num lugar com pessoas que não amam certo? Tem que amar! Nossa Senhora já nasceu se preparando para ir morar no céu, já nasceu amando, ela não fixou nada na terra, não quis ter parte dela aqui, tudo dela foi para o céu. E você, está se preparando para ser tudo para o céu?
2.Para você morar no céu você precisa ter o céu morando em você, ter o dono do céu morando em você porque o céu começa em você. Nossa Senhora teve o dono do céu morando nela, uniu-se ao seu Criador, ao seu Senhor, de uma fo…