Google+ Asia Bibi, paquistanesa católica condenada à morte, escreve ao Papa Francisco ~ Comunidade Encontro

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Asia Bibi, paquistanesa católica condenada à morte, escreve ao Papa Francisco


“Papa Francisco, sou a tua filha Asia Bibi. Imploro-te: reza por mim, por minha salvação e minha liberdade. Neste momento, posso somente confiar em Deus, que é o Todo-poderoso, aquele que tudo pode por mim” estas são as palavras que Asia Bibi, mulher e mãe católica condenada à morte por blasfêmia no Paquistão, escreveu ao Santo Padre depois da confirmação de sua sentença de morte pela Alta Corte de Lahore.


A mulher, que está na prisão para mulheres de Multão há 5 anos, soube do veredicto da corte faz alguns dias e quis escrever uma carta ao Santo Padre. O Vatican Insider recebeu uma cópia e divulgou.

Seu marido, os advogados e as pessoas da “Renaissance Education Foundation”, que se encarregam de sua família, comunicaram-lhe (pelo momento e com uma versão reduzida dos fatos) que os “tempos do processo se alargaram mais”, pois temiam que uma notícia tão ruim pudesse provocar uma nova queda no ânimo da mulher, que continua em condições muito frágeis. O mesmo comunicaram aos seus cinco filhos.

“Ainda me agarro com força a minha fé cristã”, escreveu ao Papa “e me nutro da confiança em Deus, meu Pai, que me defenderá e me devolverá a liberdade. Também confio em ti, Santo Padre Francisco, e em suas orações”.

“Papa Francisco –continua o texto–, sei que estás rezando por mim com todo o coração. Sei que, graças às tuas orações, a minha liberdade poderá ser possível. Em nome de Deus Todo-poderoso e de Tua glória, expresso-te todo o meu agradecimento por tua proximidade neste momento de sofrimento e desilusão”.

Asia expressa o seu desejo mais profundo na carta: “A minha única esperança é poder ver um dia a minha família reunida e feliz. Eu acredito que Deus não me abandona e que tem um projeto de bem e de felicidade para mim, que começará dentro de pouco tempo. Agradeço a todas as pessoas que nas comunidades cristãs de todo o mundo rezam por mim e fazem de tudo para me ajudar”. Asia também dedica um agradecimento especial à “Renaissance Education Foundation” de Lahore, que “apoia o meu marido Ashiq e a minha família”.


Justamente nesta fase muito delicada, seus advogados defensores estão preparando o processo que se realizará na Suprema Corte do país.

Fonte: ACI Digital

0 comentários: