Google+ Qual é a minha vocação? ~ Comunidade Encontro

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Qual é a minha vocação?

Estamos no mês vocacional, período em que vemos grande movimentação em nossas paróquias no incentivo à juventude na descoberta desse chamado de Deus. É também aquele momento que surge aquela pergunta na cabeça: “qual é a minha vocação?”. E me atrevo a estendê-la para todas as idades, não apenas para os jovens.
Para começar a nossa partilha, vamos entender o sentido real de vocação: chamado; chamado de Deus. E todo chamado requer uma resposta e quando nós falamos de Deus, estamos falando também de Amor, logo, esse chamamento do Amor precisa de uma resposta com Amor.
Então, você fica mais confuso mesmo sendo tão bem esclarecido: “como eu vou dar uma resposta a um chamado que não descobri ainda?”. Meu irmão, minha irmã, cuidado com essas “crises vocacionais”, elas sendo alimentadas pela voz do inimigo podem não apenas te tirar do caminho de descoberta da vocação específica, mas pior, te afastar de Deus. E é nesse ponto que quero chegar: a vocação primeira! Pois bem, vou considerar que você já é batizado (a), e sendo batizado você é membro da Igreja, filho de Deus e não apenas criatura. Você é um cristão, imagem e semelhança de Deus, chamado a ser um outro Cristo, vocacionado do Céu! Opa, acho que você acabou de compreender sua vocação primeira. Não? Vamos ser mais claros ainda: você é chamado a ser santo! E aí, entendeu?
De coração, espero que isso não tenha te surpreendido, pois tenho fé que você já caminha buscando a santidade. Porém, continuando nossa partilha destrinchando mais ainda sobre vocação, te faço uma nova pergunta: quanto de amor você tem colocado na sua resposta? Vocação é chamado, lembra? E será através desse amor depositado e entregue ao Amor Maior que Ele mesmo te conduzirá as profundezas do chamado para respostas ainda maiores.
Por isso gosto sempre de dizer: todos têm uma vocação! E digo num âmbito religioso mesmo e não profissional da sociedade secular. Uns são chamados a se transfigurar a Cristo no seu trabalho, na sua família, no serviço nas paróquias e comunidades, outros de forma mais radical se entregando totalmente numa vida com o Sagrado, mas todas essas vocações são chamadas primeiro a santidade; a particularidade da forma de vida e carismas são os caminhos que Deus nos dá para sermos santos.

E aí, você está vivendo sua vocação?

Karla Maria - Discipulado Com. Encontro 

0 comentários: