Google+ São João Paulo II e o carisma Encontro ~ Comunidade Encontro

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

São João Paulo II e o carisma Encontro

Neste dia 22 de outubro não poderia deixar de falar de São João Paulo II, sem deixar de dizer o quanto está profundamente ligado ao Carisma Encontro. Sua vida foi marcada por atitudes que muito promoveram o Encontro. Um homem extremamente cheio de Deus, inteligente, talentoso, carismático e popular. Prova disso foi um encontro de diversos líderes religiosos, em 1986, onde a pedido seu, houve uma trégua mundial que foi respeitada em várias nações em guerra, inclusive, ele foi um dos grandes responsáveis pela queda do comunismo.
Sua influência se fez sentir, também, no diálogo inter-religioso, na melhora das relações entre a Igreja Católica e o judaísmo, o Islã e a Igreja Anglicana. Vemos em suas atitudes um profundo desejo de paz, de que haja amor entre os homens não importando raça, credo, posição social, cultura, empreendendo grandes esforços para isso. Ele conquistou a muitos com seu jeito, pois não tinha medo de se achegar, de ir às pessoas; um Papa com verdadeiro espírito missionário.
Karol entendeu a necessidade da Igreja de seu tempo e não lhe foi negligente de modo algum. Ele pediu uma nova evangelização, "nova em seu ardor, nova em seus métodos, nova em sua expressão", e nós como Nova Fundação buscamos atender a esse pedido seu, pois nosso carisma compreende essa nova forma de evangelizar e sabemos exatamente o que João Paulo II pediu, pois conseguimos enxergar essas mesmas dificuldades que ele, mas, melhor ainda, vemos nele muitas soluções.
Apesar de atingirmos pessoas de variadas idades, temos um carinho especial pelos jovens, os quais Deus nos confiou como alvo primeiro do Carisma Encontro, em se tratando de evangelização. Nesse aspecto o Santo deste dia, pode muito nos ensinar pelo modo como cativou a juventude. Durante todo o seu papado mostrou uma atenção especial para com os mais novos, foi o fundador da Jornada Mundial da Juventude. Devemos a ele todo o legado deixado pela JMJ, bem como todo o momento que a nova geração de católicos está vivendo.
Sobre a juventude João Paulo II nos diz: “A juventude não é apenas um período da vida […], mas uma qualidade de alma que se caracteriza precisamente por um idealismo que se abre para o amanhã.” O jovem busca a Deus, busca o sentido da vida, busca respostas definitivas, assim como o jovem do evangelho (Mt 19, 16-22), e da mesma forma como o carisma Encontro nos propõe essa mesma busca, essas reflexões.
Encontramos nas artes um grande meio de acesso e atrativo para a juventude. O jovem tem sede de novidade e seriedade. João Paulo II entendeu isso e nós também entendemos.  O jovem Karol de 19 anos também tinha o desejo de ajudar a Polônia a vencer a guerra, mas queria fazer isso de uma forma diferente, “ganhando os espíritos” através do teatro nacionalista. Em 1942, Wojtyla anuncia sua vontade de virar padre, mas continuando com a mesma vontade de “ganhar espíritos” e manter viva a identidade de seu país. Ele reconhece a arte como dom de Deus dado ao ser humano para promover o bem; é um grande artista que escreve também uma carta aos artistas (04 de abril de 1999).

A Comunidade Encontro busca inspiração neste homem santo, e busca também sua intercessão para mergulhar cada vez mais nessa via artística como instrumento de conversão, de encontro com Deus, com o outro e com seu próprio eu, seu talento, que como a moeda de talento do evangelho, deve ser investida no serviço ao próximo, como entrega total a Deus, como um consagrado.
Fé profunda, princípios firmes, valores indissolúveis e talento diplomático marcaram a trajetória daquele que nasceu e se tornou Papa com o mesmo carisma e determinação de sua juventude. Um Papa jovem de mente e de coração, que morreu amando a juventude e acreditando nela, assim como nosso Fundador, Clayton, que não se cansa de dizer: “Morrerei amando os jovens!”.

Bom, depois disto, só nos resta pedir: São João Paulo II, rogai por nós!

0 comentários: