Google+ Aprendendo a sofrer na santidade é aprender a sofrer por amor a Jesus presente no irmão ~ Comunidade Encontro

sábado, 18 de março de 2017

Aprendendo a sofrer na santidade é aprender a sofrer por amor a Jesus presente no irmão


"Todos nós sempre teremos dias difíceis, mas a grande diferença é que uns passam por esses dias e crescem"


Resultado de imagem para o ultimo homem

Peço a Deus para que você possa manter sempre os seus olhos fixos em Jesus, pois quando desviamos os nossos olhos do Senhor tudo dentro de nós busca nas coisas e nas pessoas aquilo que só o Senhor pode dar. Quando nos colocamos no centro ou colocamos as coisas ou alguém no centro da nossa vida, dentro de cada um de nós começa uma ação do mal que nos leva ao desequilíbrio, desespero, vazio e profundas angústias.

Quando o Senhor é o centro da nossa vida a nossa luta não para, mas a dor não é capaz de nos tirar a fé e a certeza de que o Senhor está conosco e nos ama muito. Passamos a entender que só a sua Graça já nos basta e que todo o resto é apenas acréscimo.

Todos nós sempre teremos dias difíceis, mas a grande diferença é que uns passam por esses dias e crescem, outros passam por esses dias e permanecem crianças, além de definharem espiritualmente.

Enquanto as nossas coisas forem mais importantes que as coisas e necessidades do irmão, nunca entenderemos o sofrer em nossas vidas e nunca o aceitaremos também.

Se compararmos a nossa vida com a vida de milhões de pessoas que sofrem muito ao redor do mundo com guerras, fome, perseguições, doenças e mais um monte de outras coisas terríveis e olharmos como nós somos beneficiados pelo Senhor diante da vida que temos, deixaremos de reclamar tanto, de sermos ingratos e de sofrer demasiadamente por coisas tão ínfimas, diante das dores aterradoras que muitos irmãos estão passando neste momento. Passaremos a agradecer mais e aprenderemos a sofrer de forma certa e na medida certa também. Muitas vezes, (isso se formos humildes e sinceros com Deus nos abrindo a verdade), veremos o quanto somos ingratos e o quanto sofremos e transformamos os nossos sofrimentos como se fossem os piores sofrimentos do mundo.

Sei que doem de verdade muitas coisas que nos acontecem e que é uma dor real, mas não podemos deixar que isso se transforme numa coisa que nos derrube tão rápido e que nos faz pensar que é a pior coisa do mundo. Precisamos ser justos e olhar para o sofrimento de Cristo na vida de tantos irmãos e irmãs, isso nos levará a uma grande conversão, crescimento e gratidão de coração. Isso nos ensinará a sofrer de forma certa e colocar as coisas em sua verdadeira proporção, deixando assim de sofrer de forma errada e de achar que somos os únicos sofredores da terra. Muitas vezes colocamos nossas vontades e sonhos tão no centro de nossas vidas que acabamos nos comportando como se os sofrimentos de Jesus em sua Paixão e morte por amor a cada um de nós fosse um nada perto da nossa dor e sofrimento, chegamos com o nosso comportamento a quase dizer que ninguém, nem mesmo o Cristo sofreu tanto como nós estamos sofrendo, tamanha é a nossa cegueira e o nosso egoísmo diante das coisas e pessoas.

Somos apegados demais a nós mesmos e aos nossos quereres e problemas, que não nos tornamos capazes de aceitar nenhum não, ou dor que os fatos do nosso dia-a-dia nos trazem. Não somos capazes de olhar para o irmão e ver que muitos sofrem infinitamente mais que nós e que esses por vezes sempre estão sorrindo, agradecendo e ajudando os outros mais do que nós, mesmo tendo em suas vidas sofrimentos tão grandes e terríveis.
Com tudo isso, gostaria de chamá-los a um mergulho na dor de Jesus, em seu calvário e na dor da humanidade, diante do desamor das pessoas que vivem pensando somente em si mesmas. Convidá-los a uma verdadeira reflexão e conversão profunda, deixando as suas dores e interesses de lado e buscando olhar e perceber as dores dos irmãos e ir ao encontro desses pequeninos que tanto sofrem ao redor do mundo. Precisamos nos unir para rezar por eles e para agradecer por tantas maravilhas que vivemos e que o Senhor realiza em nossas vidas. É necessário agradecermos o Senhor por dar-nos a honra e a oportunidade de fazer algo por alguém e de oferecer nossos sofrimentos pelos sofrimentos dos outros e pelas almas do purgatório. Isso é lindo, e transformará a nossa forma de pensar, ver e agir diante dos momentos difíceis que a caminhada nos trouxer.
"Vamos, coragem, liberte-se de si mesmo, saia de si e vá ao ENCONTRO da verdadeira paz interior amando o próximo sem medidas, amando a Jesus na vida dos irmãos. Saia ao ENCONTRO de JESUS que está presente no irmão esperando pelo seu amor."


Deus te abençoe e te faça ser uma página viva do Evangelho nesse mundo. Paz e bem.









Clayton Bechepeche Antar
Fundador da Comunidade Encontro

0 comentários: