Pular para o conteúdo principal

Os Exercícios Espirituais nos moldam na vontade de Deus


Na última quarta-feira (25/03), a Oficina de Formação e Oração teve por tema os Exercícios Espirituais, conduzido por Renan Pereira, cofundador da Com. Encontro. 



Muitas vezes o temor e a resistência aos exercícios espirituais brotam da falta de conhecimento e de uma verdade que existe em torno disso e que nós desconhecemos. Na graça de Deus, nessa formação, conseguiremos alcançar vias de esclarecimentos muito importantes e propicio para esse período quaresmal.

Para entender e mergulhar mais nesse caminho de espiritualidade, busquem conteúdos de Santo Inácio de Loyola. Ele explica que “O homem é criado para louvar, prestar reverência  e servir a Deus, nosso Senhor, mediante isso, salvar a sua alma. E as outras coisas sobre a face da terra são criadas para o homem, para que o ajudem a conseguir o fim para que é criado.” (Ref. Exercícios espirituais, de Santo Inácio de Loyola)

Tudo que está ao nosso redor está a nossa disposição para adorar a Deus. Tudo isso está disponível como ferramenta para amar a Deus.
Diante da realidade de tudo o que está a nossa disposição, é necessário sermos indiferentes à essas coisas. O mais importante é ter todas as coisas criadas como acréscimo para o serviço de Deus, porque Deus é o que importa.

Devemos movimentar a realidade que nos cerca  (vida, família, trabalho, dons, natureza...) para unicamente adorar a Deus, que é o sentido da nossa existência. E partindo desse principio, precisamos analisar a nossa vida: O que vai contra a isso? O que distorce isso? E os exercícios espirituais se encaixam na realidade de nos conduzir à uma profunda liberdade e para equilibrar e organizar tudo o que está na frente de Deus. Quantas coisas, pessoas e situações nós adoramos no lugar de Deus, achamos mais importante, somos dependentes em muitas áreas... A realidade simples de adorar somente a Deus e usar tudo o que nos cerca para nos impulsionar a esse fim, sem nos apegarmos a nada, às vezes é tão difícil para nós vive-la. Vivemos em escravidão, seja de pecado, seja de pensamento, seja de atitudes... vamos tomando caminho errados e atropelando nossa vida e nosso sentido de viver, e o ponto inicial da nossa vida vai se apagando, até que nos observamos muito distantes do objetivo central da nossa vida, que é adorar a Deus.

E é a partir dessa realidade que os exercícios espirituais entram. Olhando para a realidade da nossa vida, podemos perceber que nós estamos famintos de liberdade, famintos de Deus e o nosso coração acusa isso, ainda que nós não O conheçamos intimamente. O nosso coração queima e se agita porque a nossa alma morre necessitada, porque tomamos tantos rumos para longe de Deus. O Exercícios Espirituais são armas poderosas para nos colocar no caminho, tirar os vícios, os pecados e nos tornar livres no amor, para amar o nosso Deus.

Apresento, então, a vocês, alguns exercícios:

- Meditação de uma jaculatória
São Francisco de Assis quando estava diante de Jesus repetia durante horas a jaculatória: Meu Deus, meu tudo. Mergulhava intensamente em cada palavra que dizia, e experimentava o Senhor nessa vivência e entrega.

Exercício estacionário
Inspirado nos Padres do Deserto, São Bento e Santo Antão, parar em uma posição (seja sentado ou em pé), esvaziando a cabeça e o coração e tentando não se mexer. Imóvel. Condicionando todo o seu corpo para Deus.

- Silêncio
. O silêncio atinge as profundezas da nossa alma.  Experimente ficar um período de tempo em silêncio, sem dizer uma palavra, ou dizer apenas o necessário.

- Contemplação
Rezar com a criação, contemplar as obras de Deus.

- Dominando os prazeres
carnais
Tomar banho frio, quando se quer tomar banho. Em busca de dominar nossa carne e nossos desejos.

Agora, estando livres para amar a Deus, que toda a nossa vida seja inclinada à Ele. Para louvor e glória de Deus.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver.

Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações.

Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de loucura …

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra.
A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade.
Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um menino chamado Plácido …

Você está se preparando para morar no céu?

Deus preparou um lugar, uma morada no céu para cada um de nós, Ele nos prometeu isso. Mas Deus também quer morar em nós e Ele quer encontrar esse lugar preparado nos nossos corações. Nossa Senhora foi essa primeira morada aonde Jesus veio e habitou, se fez carne presente.  Você precisa se preparar para duas coisas na sua vida:
1.Para morar no céu, é preciso preparar-se e é por esse o processo de santidade: acostumar-se a amar sempre. Estar apaixonado pelos habitantes do céu, porque ninguém vai morar num lugar com pessoas que não amam certo? Tem que amar! Nossa Senhora já nasceu se preparando para ir morar no céu, já nasceu amando, ela não fixou nada na terra, não quis ter parte dela aqui, tudo dela foi para o céu. E você, está se preparando para ser tudo para o céu?
2.Para você morar no céu você precisa ter o céu morando em você, ter o dono do céu morando em você porque o céu começa em você. Nossa Senhora teve o dono do céu morando nela, uniu-se ao seu Criador, ao seu Senhor, de uma fo…