Pular para o conteúdo principal

Dica básica: Passo a passo do discernimento vocacional

 

Na terra, todos temos um chamado, um caminho traçado por Deus a cada um de nós. Chamamos de discernimento vocacional o processo de conhecimento no qual Jesus nos convida a viver, cada um, a sua vocação.
Cabe ao ser individual aceitar ou não esse chamado. Na maioria das vezes, decidir por uma resposta leva tempo, considerando a dúvida, o medo de escolher a vocação errada, de não saber o que fazer ou, ainda, de ser uma "perda de tempo".

"Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar". 
1Coríntios 10,13

Continue a leitura deste conteúdo e confira, a seguir, quais são os passos essenciais para discernir sobre qual é, verdadeiramente, seu propósito de vida.

#1 – De coração aberto para Deus
Caminhar com Deus quer dizer estar com Ele, disposto a trilhar os caminhos Dele, estar pronto para enfrentar quaisquer dificuldades que possam aparecer no caminho, com o coração aberto para o que Deus preparou a você, em sua particularidade. Para que Deus possa lhe mostrar qual rumo você seguir, é necessário estar com olhos, ouvidos e, inteiramente todo o seu ser, disponível.

#2 – Orai sem cessar
Não que os outros passos sejam menos importantes, mas, a oração é fundamental para falar com Deus e permitir que Ele também fale com você. Quanto mais próximo e íntimo de Deus, mais fácil acontecerá o seu discernimento. Por isso, reze em casa, reze na Igreja, frequente as missas, participe de grupos de orações, vá a seminários e retiros, doe-se para ouvir o chamado Dele!

#3 – Pesquise saber sobre cada vocação
Deus chama cada um a viver uma vocação especial. Como, então, viver algo que você sequer sabe o que é? Daí a importância de pesquisar, estudar e conhecer a fundo sobre cada vocação. Para ajudar, fizemos um resumo delas aqui:

Matrimônio
Deus nos chama para o compromisso concreto da nossa inteligência e da nossa vontade, nos ajuda no discernimento para o que devemos fazer. Mas, em nenhum caso, Ele nos substitui na escolha que nos cabe.
Na vocação do Matrimônio, Deus conduz seus felizes beneficiários a viverem no amor o seu propósito divino. Contudo, viver o matrimônio é um desafio constante onde ambos precisam estar comprometidos a viver a promessa do amor conjugal.

Vida sacerdotal e religiosa
O sacerdócio é um dos maiores sinais do amor e da fidelidade com Deus. Para discernir esse chamado, o jovem precisa, sem dúvida, de um bom orientador espiritual, um padre ou um leigo experiente, que esteja disposto a ajudar. Essa vocação exige que o candidato tenha o desejo de trabalhar como Jesus, pela salvação das almas, sem pensar em um projeto para a sua vida. Requer entrega total, vontade de rezar, de estar com Deus, de meditar a Palavra e participar da liturgia.

Vida consagrada
Quando nos referimos à vida consagrada, estamos falando de homens e mulheres que, vivendo em comunidade, buscam a perfeição pessoal e assumem a missão própria do seu instituto, ordem ou congregação. É, sobretudo, um sinal, que pode e deve atrair eficazmente todos os membros da Igreja, para o cumprimento dedicado dos deveres impostos pela vocação cristã.
É uma vocação que requer do religioso, imbuir-se dos seus problemas, estar a par de suas necessidades, trabalhando fervorosamente no seu serviço. Tal empenho é como uma exigência prioritária de sua consagração, que o engaja no íntimo mistério da Igreja.

#4 - Procure auxílio profissional
A importância de contar com auxílio profissional se dá pela maior assertividade na hora de "escolher" sua vocação. Seja um orientador espiritual, um padre ou leigo religioso, a ideia ter uma visão de fora que possa ajudar a desenvolver e aguçar os olhares para cada vocação, fazendo com que ocorra um entendimento mais moldado de cada uma.

Descobrir a sua vocação é como descobrir sua missão de vida para alcançar o Reino dos Céus. Que possamos aceitar nossa missão de braços abertos e com o coração cheio de amor, escolhendo estar próximo de Deus na missão que Ele mesmo nos encarregou e, que, constantemente, peçamos sabedoria e força para seguir nos descobrimentos da nossa vocação. 

Fonte: Instituto Servos de Deus 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at