Pular para o conteúdo principal

Ser Encontro é: Ser amigo de Cristo!

Um percurso nos é necessário para atingir objetivos. É preciso luta, uma decisão firmada, uma convicção de coração muito profunda. Deus nos chama, e é preciso um rompimento em ideias, em conceitos, para prosseguir. E isso não é fácil, é uma experiência de amadurecimento diário, há dias que achamos que não vamos conseguir, que a luta está pesada demais, mas não podemos decidir algo tão sério, no impulso, adotando nossas vontades, vontades da carne por sinal. Nessas horas pare, pense, observe os caminhos de Deus, eles nunca foram fáceis, ao longo da história e na vida dos santos podemos perceber quão dura foi a batalha, mas a recompensa foi bem maior. Muitas pessoas, atualmente, vivem um falso caminho para Deus. Buscar o Senhor é realmente algo grandioso, lindo, mas seus verdadeiros servos, não querem e não devem buscar honras e glórias, uma busca de um Deus conveniente e “bobo” que me deixa prosseguir e eu não tenho o dever de lutar pelas mudanças é o que aos montes encontramos por aí. Coloquemos a mão na consciência e pensemos que a vida de Cristo na terra não teve nenhuma glória, foi renúncia, foi dor, um desgaste profundo para encontrar com Deus em momentos de oração contínuos, Cristo se dobrou, se calou, obedeceu e nada ganhou do povo, Ele se deu. Assim é a vida de alguém chamado por Cristo, daqueles seus amigos, aqueles chamados a Vocação Encontro.

Nosso caminho é árduo, mas não há nada maior e mais lindo que testemunhar a obra diária que Deus faz em nossas vidas. Para irmos até o fim precisamos cultivar uma amizade com Cristo, sem oração não prosseguimos, a verdade é essa, a base para prosseguir em um caminho de santidade é se alimentar do Cristo, de sua vida e testemunho.
A vida interior não é construída de um dia para o outro, a verdade é que dá trabalho, dispor seu tempo, mudar seus planos para um bem maior: encontrar o Senhor. Temos costumes bem supérfluos sobre oração, pensamos que só precisamos rezar quando acordamos e na hora de dormir, triste e pobre pensamento. Sempre questiono: como ser íntimo e crescer em uma amizade com alguém que quase não vejo e não falo? Esse caminho, é absurdo e sem sentido, para ser amigo de Cristo nos é necessário a convivência diária com Cristo, com Maria, com os anjos. Talvez você já tenha ouvido muito sobre essas direções, mas não sabe o que fazer para viver e experimentar isso.
Necessário vos é nascer de novo
Primeiro tome a consciência: eu preciso de Deus! Com isso, as lutas já iniciam-se tendo sentido. A partir da sua necessidade o renascimento virá. Comece visitando a capela, separe 15 minutos por dia, ao alimentar a sua alma você irá perceber o quanto ela é sedenta e vai desejar mais tempo diante da Eucaristia. A comunhão também é alimento que sua alma necessita, entenda isso, ir a missa se tornará uma alegria e algo muito além de obrigação, o desejo da unidade com Deus será forte em você. Outro encontro necessário é com Maria, na Oração do santo terço meditando os mistérios da vida de Cristo. De início já nos propomos caminhos fortes de intimidade, agora precisamos ser fiéis. Tornarmos íntimos de Cristo é nossa missão, se formos fiéis no pouco, Ele nos confiará mais e assim novas inspirações despertarão o nosso coração, esse é o Caminho que cada um que vive a Vocação Encontro é chamado. Além dessas orações que partilhamos com vocês, fazemos inúmeras outras, quando iniciamos essa amizade, o Senhor despertava em nós nesses três caminhos: A Santa Missa, a Adoração e o Santo Terço, logo, Ele nos pediu mais e aqui nós estamos, buscando, lutando e zelando para sermos amigos de Cristo e nos assemelharmos a Ele.
Você também é chamado a Ser amigo de Cristo, conheça o Carisma Encontro e saiba mais sobre o Vocacional Encontro 2021 Ana Carolina Dias Moreira Juniorado da Comunidade Encontro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at