Pular para o conteúdo principal

Intenção de oração do Papa para setembro

 

Papa Francisco pede um estilo de vida sóbrio e ecossustentável

Em “O Vídeo Papa” de setembro, Francisco faz um forte apelo a questionarmos os estilos de vida que levamos e à forma como usamos os bens do planeta; o Papa propõe uma mudança baseada no cuidado responsável, no respeito, na simplicidade e na sobriedade.

(Cidade do Vaticano, 2 de setembro de 2021) – Acaba de ser publicado O Vídeo do Papa, que traz a intenção de oração que o Papa Francisco confia à Igreja Católica por meio da Rede Mundial de Oração do Papa. Neste mês de setembro, mês do Tempo da Criação, o Santo Padre volta a falar da crise ambiental que a humanidade atravessa. Com destaque para “os jovens [que] têm coragem de empreender projetos de melhoria ambiental e social”, o Papa nos convida a questionar a forma como vivemos e utilizamos os bens materiais do planeta – “muitas vezes nocivos à Terra ” – e pede que avancemos rumo a estilos de vida mais sóbrios e ecossustentáveis”. Esta edição do Vídeo do Papa teve o apoio da BIP, uma das empresas de consultoria líderes na Europa com mais de 3.500 profissionais em todo o mundo.

A raiz humana da crise ecológica

A necessidade de ações urgentes para combater a crise ambiental e social não é nova. Há cada vez mais alertas globais para tentar conscientizar a humanidade de que algo precisa mudar. Em junho passado, a ONU advertiu que “a Terra está alcançando rapidamente ‘extremos irreversíveis’ e que enfrentamos uma ameaça tripla: a perda de biodiversidade, a mudança climática e o aumento da poluição”. Isso impacta a vida de todos: “A degradação do mundo natural já está prejudicando o bem-estar de 3,2 bilhões de pessoas, ou seja, 40% da humanidade”. Antônio Guterres, Secretário-Geral da ONU, acrescentou que “a humanidade há muito vem destruindo as florestas do planeta, poluindo seus rios e oceanos e arando desordenadamente a terra. Estamos devastando os ecossistemas que sustentam nossas sociedades”.

Mas, como o Papa Francisco antecipou em Laudato si, “não nos servirá descrever os sintomas, se não reconhecermos as raízes humanas da crise ecológica”. Por isso é necessário, antes de tudo, refletir sobre o estilo de vida que levamos, para ver em que medida nossas ações prejudicam o planeta: “Principalmente neste momento de crise, de crise de saúde, de crise social, de crise ambiental – diz Francisco no Vídeo do Papa – temos de refletir sobre nosso estilo de vida. Sobre a forma como nos alimentamos, consumimos, nos locomovemos, sobre o uso que fazemos da água, da energia e dos plásticos, e tantos bens materiais, que muitas vezes são prejudiciais à Terra”.

Mudar o mundo a partir da coragem dos jovens

“Escolhamos mudar” é o pedido do Santo Padre. E ele dá destaque aos jovens quando pensa nesta mudança, pois considera que eles estão na vanguarda das questões ecológicas e “têm a coragem de empreender projetos de melhoria ambiental e social”.

A mensagem do Papa também é compartilhada pela BIP, empresa que apoiou o vídeo deste mês. Seu presidente, Nino Lo Bianco, explicou o motivo: “Nossa missão como empresa é favorecer um crescimento econômico sustentável e inclusivo que valorize e proteja nosso planeta. Decidimos apoiar a mensagem do Papa Francisco à humanidade porque estamos comprometidos em participar ativamente no desenvolvimento de soluções e atividades destinadas a melhorar e gerenciar um impacto positivo nas comunidades e no meio ambiente através do nosso trabalho.”

Por sua vez, o padre Frédéric Fornos S.J., Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, comentou: “Mais uma vez, as palavras de Francisco não podem nos deixar indiferentes. Diante da crise ecológica, é urgente mudar nosso estilo de vida para que seja sóbrio e solidário. Estamos cientes dessa urgência? Quando o Papa nos fala sobre a ecologia integral, ele indica que tudo está interligado em nossas vidas. Só palavras não bastam mais para proteger nosso lar comum. Rezemos para agir com aquela coragem dos jovens, para levar uma vida mais sóbria e ecossustentável, que garanta o nosso futuro. Na Laudato Si’ Francisco propõe-nos um caminho, um regresso à simplicidade, à fraternidade com a Criação e com os mais necessitados”.

Como nos anos anteriores, quando as intenções de oração do Papa Francisco trataram dos oceanos (2019) e dos recursos da Terra (2020), a edição de setembro do Vídeo Papa faz parte da celebração anual global e ecumênica do Tempo da Criação. Neste ano de 2021 acontece de 1º de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, até 4 de outubro, festa de São Francisco de Assis, padroeiro da ecologia. Além do apoio da BIP, este vídeo conta com a colaboração do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral e do Movimento Laudato si (antigo Movimento Católico Mundial pelo Clima). O vídeo foi dirigido por Nicolas Brown (três vezes vencedor do Emmy) e co-produzido pela Rede Mundial de Oração do Papa, Vatican Media, Off the Fence Productions e La Machi Comunicação para Grandes Causas.

Fonte: thepopevideo.org

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at