Pular para o conteúdo principal

Conheça quem são os 4 evangelistas

 


A palavra "Evangelho" vem do grego e significa Boa Notícia. A Igreja Católica reconhece quatro narrações como inspiradas por Deus e, portanto, canônicas. Trata-se dos evangelhos segundo Mateus, Marcos, Lucas e João.

 

São Mateus


 

Evangelho de São Mateus é o primeiro dentre os quatro evangelistas e foi feito para fortalecer a fé dos cristãos de origem judaica. São Mateus esclarece a respeito de uma verdade: São os cristãos que constituem o verdadeiro Israel, pois, em Jesus, a herança de Israel se tornou de todos e para todos, ou seja, universal.

Principais características do Evangelho de São Mateus:

Depois da infância de Jesus (cap 1-2), são escritos cinco sermões, uma alusão aos cinco rolos da Lei de Moisés. Por isso, uma característica específica desse Evangelho é mostrar que ser discípulo de Jesus é a única forma verdadeira de realizar o objetivo da lei: Viver segundo a vontade de Deus.

Nesse Evangelho, Jesus ensina a compreensão total, plena da lei.

Jesus é visto aqui como o mestre, modelo, instruído no reino de Deus. Além disso, o Evangelho de Mateus é o que mais percebe Deus como pai, cuja vontade é a verdadeira justiça, o verdadeiro caminho.

 

São Marcos


 

O segundo e mais antigo dos quatro Evangelhos é atribuído a Marcos, que a tradição chama de primo de Barnabé, discípulo de Pedro e amigo de Paulo. Esse evangelho foi escrito em grego, entre os anos 65 e 70.

São Marcos é citado em At 15,39 e como "João Marcos", em At 13,5-13. Esses dualidade acontece hoje com quem tem nome composto (quem já passou por isso?) e, naquela época, os judeus também se utilizavam dessa duplicidade de nomes por conta do uso de um nome judeu (João) e outro latino helenizado (Marcos).

Principais características do Evangelho de São Marcos:

Evangelho de São Marcos é conhecido como o “evangelho querigmático”, pois retrata como nenhum outro o primeiro anúncio (querigma). Esse anúncio é capaz de nos impactar, renovar.

Além disso, se manifesta em Jesus o temor diante da santidade de Deus (nas expulsões de demônios, na autoridade perante o sepulcro vazio). Outra característica é a forma como é retratado o “segredo messiânico”Os demônios sabem que Jesus é o Messias, mas são proibidos de dizer.

Por fim, Jesus é retratado como o filho do Homem, o servo sofredor, o enviado por Deus. São 16 capítulos que nos fazem compreender, na profundidade, o que somos chamados a viver.

 

São Lucas




São Lucas escreveu o Evangelho e os Atos dos Apóstolos. O Evangelho está dentro da “história da salvação”, que alcança três épocas: o tempo da promessa (Antigo Testamento), o tempo do cumprimento (Jesus) e o tempo final (o anúncio final pela Igreja).

Principais características do Evangelho de São Lucas:

A graça e misericórdia de Deus que se manifestam na atenção prioritária dada aos pobres e pecadores. A gratuidade e universalidade da salvação, que supera o esperado pelo povo judeu.

Jesus é visto aqui como o novo Elias: Venceu o jejum no deserto, era movido pelo Espírito Santo de Deus, fazia milagres e manifestava a misericórdia de Deus às viúvas, aos estrangeiros, aos pobres. Além disso, foca em Jesus com o aspecto profético para que não se pense em Jesus apenas como alguém como o rei Davi. Na infância de Jesus, São Lucas descreve maravilhosamente a presença fiel de Maria.

 

São João


 

Evangelho segundo João foi atribuído pela tradição da Igreja antiga a João, filho de Zebedeu, um dos doze apóstolos de Jesus. O objetivo desse Evangelho é fortalecer os fieis na fé que crê e confessa Jesus como Messias e Filho de Deus

Principais características do Evangelho de São João:

Sinais e símbolos são uma característica desse Evangelho, pois são muito usados. O Evangelho de São João também nos revela o Espírito Santo como o Paráclito, que nos auxilia nos momentos mais difíceis.

O caráter de um Deus que é uno e, ao mesmo tempo, trino, se manifesta, a trindade se revela. Além disso, a mãe de Jesus nunca é chamada pelo seu próprio nome. Ela é mencionada em duas cenas apenas, mas de uma enorme profundidade. Maria é referência de Jesus ao entrar e sair da vida pública. E, na qualidade de referência de Jesus, ela é acolhida pelo discípulo amado.

 Fonte: A12

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at