Google+ Canonização do Beato José de Anchieta ~ Comunidade Encontro

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Canonização do Beato José de Anchieta


A canonização do beato José de Anchieta, marcada para a manhã desta quarta-feira (02) foi adiada. Segundo informações da Radio Vaticano, agência de notícias oficial do Vaticano, e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o decreto de canonização do jesuíta será assinado na quinta-feira (03).
De acordo com a CNBB, o motivo pelo qual a canonização foi adiada ainda não foi divulgado pelo Vaticano. Diante da surpresa, a presidência da Conferência afirma em nota que a assinatura do Decreto de canonização do missionário Padre José de Anchieta foi transferida para esta quinta-feira (03) por volta do meio-dia (horário de Roma). 


Sobre a Canonização
Não foi reconhecido oficialmente o 2º milagre para que o Padre Anchieta fosse canonizado conforme as regras ordinárias. Neste caso, o Santo Padre usou de um dispositivo chamado “Canonizzazione Equipollente” (Canonização equivalente), em que o Papa, após atestar que o candidato responde a alguns requisitos, estende seu culto à Igreja no mundo todo (enquanto o culto do Beato é limitado aos locais em que ele atuou).
Para que a Canonização do Padre Anchieta fosse possível, os responsáveis pelo Processo – um deles o brasileiro padre Cesar Augusto dos Santos, vice-postulador da Causa de Anchieta – escreveram um relatório em que se procura demonstrar que o Padre Anchieta preenche os três requisitos exigidos para esse tipo de canonização:
- Culto antigo;
- Testemunho confiável ao longo da história em relação às suas virtudes;
- Fama ininterrupta de graças


Ou seja, mesmo sem um milagre oficialmente reconhecido, Padre Anchieta conta com uma lista grande de pessoas que testemunham graças atribuídas à sua intercessão. Mesmo sem ter condições de reconhecer tais relatos como milagres (uma vez que faltam atestados médicos, por exemplo), a Igreja tem grande atenção e carinho por esses relatos e os levou em consideração para canonizar o Apóstolo do Brasil.
Fonte: Canção Nova e Rede Século 21

0 comentários: