Google+ O dia dos quatros Papas ~ Comunidade Encontro

terça-feira, 29 de abril de 2014

O dia dos quatros Papas

Um encontro de revolucionários


Domingo, 27 de abril de 2014, Festa da Misericórdia.Uma das festas mais lindas da Igreja, que também foi marcada como um dia histórico, Dia dos Quatro Papas, algo inédito na história do Catolicismo. O mundo jamais imaginou que um dia viriam dois Papas, o Papa Emérito Bento XVI e Papa Francisco celebrarem juntos a canonização de dois Papas, João XXIII e João Paulo II. Pela primeira vez um Pontífice, Bento XVI, canoniza seu antecessor. 
Dois homens que marcaram a história da Igreja, São João XXIII, apesar do curto pontificado - apenas cinco anos-  ficou marcado na história ao surpreender o mundo convocando o Concílio Vaticano II, propondo uma renovação na Igreja, tendo como principal objetivo aproximar a Igreja do povo, trazendo uma linguagem nova e visão, fazendo uma revolução.Uma das mudanças foi a retirada do latim na liturgia e o padre que antes presidia a Missa de costas, agora ficaria de frente para o povo, fazendo com que os fieis católicos não apenas assistissema uma Missa, mas sim participassem do momento tão sublime, um momento para que todos vivessem intensamente unidos.
Agora sim, São João Paulo II, além de ter uma participação especial na queda do Comunismo e do Muro de Berlim e da aproximação da Igreja com os povos de outros credos, ele é considerado o Papa da Juventude.Ele era tão apaixonado, mas tão apaixonado, que uma das suas maiores preocupações era levar os jovens para mais perto da Igreja e principalmente de Deus, sempre procurou ter um diálogo aberto com a juventude.Uma das frases que ele dizia: “Não desperdicem o tesouro que é a juventude”, ele sempre acreditou no nosso potencial, sempre acreditou que nós, jovens, podemos ir mais além, “Se os jovens soubessem a força que tem, colocariam fogo no mundo” não é colocar fogo como Nero fez em Roma, nada disso! O fogo que ele falava, é o fogo de ser revolucionário, do acreditar que podemos fazer a diferença, de ir contra a correnteza, do não deixar ser corrompido pelo jeitinho “legal” que o mundo ensina. Ele foi o criador da Jornada Mundial da Juventude, uma festa que une em um só lugar a juventude do mundo inteiro, com idiomas diferentes, bandeiras, culturas, mas unidas por causa de um único Nome, levando a alegria, a fé e principalmente Jesus Cristo, transformando o jovem, visto como incapaz, em um transformador de vidas, um canal de graças.
Sim, você pode e é um canal de graças,onde você estiver.O testemunho de um jovem converte outro jovem, não só aquele jovem de idade, mas também aquele jovem de espírito.Você, meu irmão e irmã, que já não é tão jovem assim, seja jovem de espírito, se abra sempre ao novo, à nova linguagem, uma nova visão e um novo jeito de viver as coisas de Deus. Você pode, Deus acredita em você.
Você reparou que estou falando de revolução? Você percebeu que João XXIII e João Paulo II, foram revolucionários de acordo com o tempo de cada um? Ambos trouxeram mudanças, cada um com uma meta, João XXIII aproximou a Igreja do povo, que antes do Concílio, iam à Missa sem entender nada que o Padre falava.Com o Concílio, o povo passou a viver a Sagrada Liturgia, fazendo que a Igreja se tornasse uma mãe mais próxima de seus filhos. João Paulo II continuou transmitindo esse novo, mas o seu principal foco era a juventude.Ele queria fazer que os jovens se interessassem mais pelas coisas de Deus, mostrando que temos espaço na Igreja,propondo a ela sempre algo novo, olhar pra juventude com esperança, mostrando que os jovens podem ir mais além do que imaginam. Ser jovem sem deixar de ser de Deus, podemos fazer a diferença de verdade.
Sim, Bento XVII e Papa Francisco também são grandes revolucionários, estão sempre mostrando caminhos novos em direção a Deus e sempre nos convocando a ser revolucionários, podemos ser sim revolucionários.Tendo Jesus Cristo como foco principal jamais nos deixaremos seduzir pelas coisas que o mundo ensina, ir contra o conformismo, não podemos ficar parados, a correnteza do mundo avança e está levando muita gente! Não se deixe levar, vá contra a correnteza!Nade, nade, use todas as suas forças!Se vier o cansaço, o desânimo, olhe e segure a Cruz.Se tiver medo da forte correnteza, vai assim mesmo, Cristo vai te ajudar, Ele não vai deixar você se afogar. Mas não desista de acreditar, não deixe de lutar, vá e siga em frente, prefira se arriscar a nunca se encontrar.
São João XXIII, rogai por nós.

São João Paulo II, rogai por nós.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. (Efésios 6,13)

Michele Vargas - vocacionada da Comunidade Encontro

0 comentários: