Pular para o conteúdo principal

Bênção do Papa marcou reversão da pandemia na Itália?

Gráfico postado por padre dos EUA indica 27 de março como um ponto de virada no número de mortes na Itália: foi a inesquecível tarde chuvosa da bênção Urbi et Orbi na Praça vazia

Está começando a viralizar nas redes sociais um gráfico que representa o número de pessoas falecidas na Itália em decorrência da covid-19. A figura aponta o dia 27 de março como o ponto de reversão da curva de mortes: a partir dessa data, elas começam gradualmente a diminuir.

E o que houve de particular nesse dia? Trata-se da sexta-feira em que o Papa Francisco deu a extraordinária bênção Urbi et Orbi a partir de uma Praça de São Pedro impactantemente vazia, num dos episódios mais arrepiantes de toda a pandemia.

A bênção Urbi et Orbi costuma ser dada somente em três ocasiões específicas: quando é eleito um novo Papa; no dia de Natal; e no Domingo de Páscoa. Além do próprio fato de se tratar de uma bênção excepcional, a Urbi et Orbi de 27 de março ocorreu junto ao assim chamado Crucifixo Milagroso de São Marcelo, uma imagem de Jesus crucificado à qual o povo romano atribuiu o fim de uma epidemia de peste que assolou a cidade em 1522. Ao lado dessa imagem, também estava posicionado na Praça de São Pedro o ícone de Maria “Sálus Pópuli Románi“, tradicionalíssima imagem de Nossa Senhora invocada como protetora da Cidade Eterna.

Uma das pessoas que compartilharam o gráfico foi o pe. John LoCoco, da arquidiocese norte-americana de Milwaukee. De acordo com a sua análise, a sexta-feira da bênção do Papa marcou a virada na tendência das mortes na Itália, então em assustadora subida, e o começo da sua diminuição paulatina: o país, que havia chegado a um pico de 919 vítimas mortais num único dia, vem agora registrando números cada vez mais baixos, como os 50 falecimentos contabilizados neste último 24 de maio.

Imagem

 

Naquele inesquecível 27 de março, em meio à chuva, ao vazio e à penumbra de um fim de tarde pesado e melancólico, o Papa Francisco abordou a emblemática passagem do Evangelho em que Jesus acalma a tempestade no mar da Galileia:

“À semelhança dos discípulos do Evangelho, fomos surpreendidos por uma tempestade inesperada e furibunda. Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados, mas, ao mesmo tempo, importantes e necessários: todos chamados a remar juntos, todos, carecidos de mútuo encorajamento. O Senhor desperta para acordar e reanimar a nossa fé pascal. Temos uma âncora: na Sua cruz, fomos salvos. Temos um leme: na Sua cruz, fomos resgatados. Temos uma esperança: na Sua cruz, fomos curados e abraçados, para que nada e ninguém nos separe do Seu amor redentor”.

Depois da sua alocução que comoveu o mundo, Francisco fez adoração silenciosa ao Santíssimo Sacramento da Eucaristia e, na sequência, deu a bênção com o Santíssimo “à cidade e ao mundo”.

Fonte: Aleteia

 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver.

Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações.

Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de loucura …

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra.
A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade.
Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um menino chamado Plácido …

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência?

Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita. 
“Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10)

A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação atenta e cuidadosa dos p…