Pular para o conteúdo principal

Santidade não é somente parar de pecar mas é amar

Nos colocamos diante da figura de João Batista como a figura que vai desaparecendo para que Jesus apareça: “Convém que Cristo cresça e eu diminua”. Jesus tem que crescer e nós diminuirmos e isso é a essência da santidade.

Um santo é uma pessoa que se uniu tanto a Deus que diz: “eu vivo, mas não sou eu quem vive, é Cristo que vive em mim”. Se você perguntar para a maior parte das pessoas o que é ser santo elas vão responder: ‘é não pecar e seguir os mandamentos’. A pessoa que não rouba, não mata, não comete adultério não é santo. Parar de pecar é chegar na estaca zero. Enquanto você peca sua conta está negativa. Parou de pecar? Você parou de dever.

Agora vamos começar a vida de santidade. Não basta parar de pecar, é preciso amar. Mas, como é possível que pessoas egoístas como nós sejamos capazes de amar? Precisamos da ajuda de Deus. Você vai se unindo a Deus e Ele vai transformando você e o tornando capaz de amar. Mas para que Deus faça isso, existem duas fases nessa purificação.


Santidade não é somente parar de pecar mas é amar

A liturgia de hoje nos coloca diante da figura de João Batista como a figura que vai desaparecendo para que Jesus apareça: “Convém que Cristo cresça e eu diminua”. Jesus tem que crescer e nós diminuirmos e isso é a essência da santidade.

Um santo é uma pessoa que se uniu tanto a Deus que diz: “eu vivo, mas não sou eu quem vive, é Cristo que vive em mim”. Se você perguntar para a maior parte das pessoas o que é ser santo elas vão responder: ‘é não pecar e seguir os mandamentos’. A pessoa que não rouba, não mata, não comete adultério não é santo. Parar de pecar é chegar na estaca zero. Enquanto você peca sua conta está negativa. Parou de pecar? Você parou de dever.

Agora vamos começar a vida de santidade. Não basta parar de pecar, é preciso amar. Mas, como é possível que pessoas egoístas como nós sejamos capazes de amar? Precisamos da ajuda de Deus. Você vai se unindo a Deus e Ele vai transformando você e o tornando capaz de amar. Mas para que Deus faça isso, existem duas fases nessa purificação.

São João da Cruz faz uma comparação explicando como é. A madeira verde, para que se transforme em carvão, você começa a esquentar. Nesse processo a madeira fede, vai perdendo suas características, vai ficando mais escura, até que vira carvão. A primeira parte da nossa purificação é algo negativo porque nós precisamos nos livrar das coisas ruins que estão encardidas dentro de nós.

A segunda parte é quando nós nos unimos a Deus. A madeira se une ao fogo de tal maneira que fica igual ao fogo. Assim somos nós, na nossa união com Deus. É preciso amar como Deus ama. Precisamos passar por essas fases espirituais para amarmos.

Se você parou de pecar, pecados mortais, você iniciou um caminho de cristianismo. Em primeira lugar você precisa desenvolver a sua fé. Você precisa aumentar a sua fé porque ela precisa crescer todos os dias.

Até os grandes santos têm que continuar crescendo na fé. A fé não para de crescer aqui nessa vida. E qual é o maior problema de quem parou de crescer na fé? As pessoas acham que a solução está em amar mais, mas como você chega no amor se você não tem fé?

A nossa vida espiritual é um edifício em que a base principal é a fé e o ponto mais alto é o amor. Se você não tem uma base sólida, não consegue levantar o edifício. Para você crescer no amor você tem que se arraigar na fé. É como uma árvore que não cresce só pra cima, mas para baixo também. Se você quer ser um santo que ama a Deus com um amor heroico você precisa de mais fé e a fé tem que crescer cada vez mais.

Como fazer para crescer na fé

É só pedir a fé para que você progrida nela. Se você pedir para ter mais fé Deus vai ouvir sua oração porque esse pedido é infalível. Se você ensinar uma prostituta a pedir fé com sinceridade todos os dias, é infalível, ela vai mudar de vida. Isto é inquestionável, é uma certeza absoluta, mas a pessoa tem que pedir com sinceridade. Creio Senhor, mas aumenta a minha fé todos os dias.

Quando eu rezo, a primeira coisa que eu faço antes é dizer ‘Senhor, eu creio mas aumenta a minha fé.’ Eu desafio você que está em casa e que não tem fé e está lendo essa homília, peça a Deus a fé todos os dias, se você pedir a fé você terá. Você precisa pedir com sinceridade, humildade e perseverança porque ela não é automática.

Então o primeiro passo para você ser um santo é pedir a fé em Deus. E a fé significa que você precisa realmente acreditar, crer, dar o seu amém naquilo que Deus te revela. Por exemplo: com relação aos seus pecados. Uma coisa não é pecado porque você sente. Se Deus revelou para você que é pecado você precisa detestar aquilo.

Quando você começar a crer naquilo que Deus te revelar você sairá da vida de pecado e será ainda mais santo. Mas, atenção, tem gente que acha que tem fé mas não tem. Os hereges acham que têm fé, mas eles não têm fé sobrenatural. Eles têm uma fé humana.

Se a Igreja de 2.000 anos está te ensinando alguma coisa que você não sabia, você aprende e tem fé. O herege escolhe no que ele vai acreditar. Dai ele vê um ensinamento da Igreja e escolhe em que ele quer acreditar.

Não existe esse papo ‘a fé tem que progredir, tem que se adaptar aos tempos modernos. É muito careta dizer que masturbação é pecado. É muito chato essa Igreja antiga, ultrapassada.’

Gente, a verdade é a mesma ontem, hoje e sempre. O veneno mata há 2.000 anos e continua matando hoje. Se eu vejo que os apóstolos tinham uma fé que Santo Agostinho um século depois tinha, quem sou eu para questionar? Eu posso estar tranquilo porque estou na Igreja de Jesus Cristo.

A fé é única porque eu só preciso acreditar no Deus que criou todas as outras coisas. Deus transmite essa fé há 2.000 anos. Deus não se engana, não revela e depois muda de ideia. Deus revela de uma vez para sempre. A verdade é a mesma ontem, hoje e sempre. Por isso, precisamos aumentar essa fé.

Aprenda a rezar pedindo fé

Você precisa rezar todos os dias, precisa pegar uma verdade de fé e ir até o sacrário e pedir Jesus para te ajudar a compreender e deixar cair no coração. A carta aos Romanos diz “o justo vive pela fé”.

Você precisa ir queimando seus gostos, manias e opiniões para que não tenha outra opinião que não seja a dos santos de mais de 2.000 anos. Santa Teresa D’avila morreu dizendo: “enfim, sou filha da Igreja”.

Se você anda rezando, rezando e rezando mas não ama é porque sua fé é muito fraca. Você está rezando errado, precisa aprender a amar e pedir a Deus para aumentar a sua fé. É a união transformante, isso é santidade. A santidade não é só parar de pecar, mas é amar. Para isso, é preciso crescer de fé em fé.

Eu não sou santo, mas estou muito bem acompanhado. Meus irmãos mais velhos, os santos, sabem louvar a Deus e sabem cantar uma canção nova. O máximo que posso pretender é ser papagaio de pirata, ficando no ombro e repetindo o que o pirata fala. Eu quero repetir o que os santos disseram. Não quero que você vá pra casa dizendo: ‘Padre Paulo nos ensinou com muita sabedoria’, mas diga: ‘ele não disse nada, apenas repetiu o caminho que os santos ensinaram.’ É assim que devem ser os padres.

Fonte: Pe. Paulo Ricardo

 

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at