Pular para o conteúdo principal

Menina missionária falece aos 10 anos, impactando milhões de católicos

 


"Foi totalmente inesperado. Tirei forças de onde não tinha", afirmou o sacerdote que se surpreendeu ao conhecer Teresita no hospital

Menina missionária falece aos 10 anos, impactando milhões de católicos: a extraordinária história é protagonizada pela pequena Teresita Castillo de Diego, oficialmente reconhecida pela arquidiocese de Madri como missionária.

Doente de um tumor na cabeça, Teresita partiu para o Abraço Eterno do Pai no domingo, 7 de março, oferecendo seus sofrimentos a Deus a partir de um leito hospitalar.

Sua trajetória evoca a de Santa Teresinha do Menino Jesus, jovem religiosa carmelita que jamais saiu do claustro e, mesmo assim, foi proclamada padroeira das missões: não há nada mais missionário, afinal, do que a entrega do próprio sacrifício a Deus pela salvação das almas, sejam quais forem as circunstâncias.

O reconhecimento oficial de Teresita como missionária começou com a visita de um sacerdote ao hospital La Paz, em Madri: o pe. Ángel Camino Lamela, vigário episcopal da arquidiocese, foi até lá no dia 11 de fevereiro para celebrar a Santa Missa e visitar pessoas enfermas. Uma das doentes era Teresita, que tinha a sua cirurgia de retirada de tumor programada para o dia seguinte.

“Quero ser missionária”
Durante a conversa com o sacerdote, a menina declarou:
“Sabe de uma coisa? Eu amo muito Jesus!”

Sua mãe então lhe disse:
“Conte ao pe. Ángel o que você quer ser”.

Teresita se mostrou decidida:

“Eu quero ser missionária!”

Admirado e comovido, o sacerdote relatou mais tarde a sua reação:
“Foi totalmente inesperado. Tirei forças de onde não tinha, por causa da emoção que aquela resposta me provocou, e disse para ela: ‘Teresita, eu constituo você neste mesmo instante como missionária da Igreja e volto hoje à tarde para trazer o seu documento de credenciamento e a cruz missionária'”.

Os símbolos missionários
Essa cruz e esse documento, assinado pelo cardeal arcebispo dom Carlos Osoro, são entregues a todos os missionários que precisam comprovar autorização oficial da arquidiocese de Madri.

O pe. Ángel também administrou a Teresita o sacramento da Unção dos Enfermos e lhe deu a Eucaristia. Naquela tarde, quando ele voltou para o hospital com os símbolos missionários prontos para serem entregues a Teresita, a mãe da menina mal acreditava no que estava acontecendo.

A filha lhe pediu que pendurasse a cruz ao lado da cama, dizendo:
“Coloca a cruz na cabeceira para eu poder olhar bem para ela. Amanhã vou levá-la para a sala de cirurgia. Já sou missionária!”

Deus, porém, queria que Teresita intercedesse pelas missões de junto d’Ele. A pequena foi enterrada nesta segunda, 8 de março.

Nasceu na Sibéria, a menina russa era filha adotiva de um casal espanhol. Vivendo na Espanha desde os 3 anos de idade, Teresita demonstrou desde a tenra infância uma poderosa vida espiritual. Ela frequentava a Santa Missa todos os dias no colégio das Filhas de Santa Maria do Coração de Jesus, na capital espanhola.

O cardeal arcebispo dom Carlos Osoro fez questão de comparecer ao funeral. O testemunho de fé de Teresita repercutiu rápida e profundamente entre os missionários da Espanha. O pe. Ángel Camino Lamela convidou os fiéis a rezarem por Teresita e a se confiarem a ela:
“Tenho certeza de que ela protegerá de modo especial todo o vicariato em que foi constituída missionária”.

Aleteia 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para se libertar da Dependência Afetiva

Senhor Jesus Cristo, reconheço que preciso de ajuda. Cedi ao apelo de minhas carências e agora sou prisioneiro desse relacionamento. Sinto-me dependente da atenção, presença e carinho dessa pessoa. Senhor, não encontro forças em mim mesmo para me libertar da influência dessas tentações. A toda hora esses pensamentos e sentimentos de paixão e desejo me invadem. Não consigo me livrar deles, pois o meu coração não me obedece. A tentação me venceu. E confesso a minha culpa por ter cedido às suas insinuações me deixando envolver. Mas, neste momento, eu me agarro com todas as minhas forças ao poder de Tua Santa Cruz. Jesus, eu suplico que o Senhor ordene a todas as forças espirituais malignas que me amarram e atormentam por meio desses sentimentos para que se afastem de mim juntamente com todas as suas tentações. Senhor Jesus, a partir de agora eu não quero mais me deixar arrastar por esses espíritos de impotência, de apego, de escravidão sentimental, de devassidão, de adultério, de louc

Milagres de São Bento

Santa Escolástica, irmã gêmea de São Bento, testemunha o poder de Deus               Muitas pessoas perturbadas e possessas por espíritos maus, foram libertas por São Bento. Quando São Bento ordenava que os espíritos saíssem, quando estes não obedeciam, ele esbofeteava a pessoa ou a tocava forte com o cajado, mas quem sentia o golpe era o demônio. Sobre isto comenta Santa Escolástica, que por duas ocasiões viu que após alguns golpes os espíritos deixavam as pessoas como se tivessem levado uma bruta surra. A pedra que não se movia               Havia ali também a construção uma enorme pedra, que serviu de altar para sacrifícios ao deus pagão Apolo. Tentavam os monges remove-la, mas não conseguiam. Chamaram São Bento, que percebeu que a pedra era segurada por demônios. O Santo ordenou que se retirasse, fez o Sinal da Cruz e os demônios fugiram e a pedra pode ser removia com grande facilidade. Salva da morte São Plácido               Numa certa ocasião aconteceu que um meni

EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA JOVENS E ADULTOS

Como se faz o exame de consciência? Faz-se o exame de consciência trazendo à memória os pecados cometidos, a partir da última confissão bem feita.  “Qual é a mulher, que tendo dez dracmas, e perdendo uma, não acende a candeia e não varre a casa e não procura diligentemente até que a encontre? E que, depois de a achar, não convoque as amigas e vizinhas, dizendo: Congratulai-vos comigo, porque encontrei a dracma que pinha perdido?” (Lucas 15, 8-10) A dracma era uma moeda corrente na Judéia. A solicitude da dona de casa, apresentada na parábola do Evangelho a procurar a moeda em todos os ângulos dos quartos e das salas, é um excelente convite à nossa alma. Devemos examinar atentamente nossa consciência antes de nos aproximarmos da santa confissão. Não é possível detestar e confessar um mal sem conhece-lo. Ao passo que, o seu conhecimento, leva-nos à detestação e ao desejo de nos libertarmos dele quanto antes. O exame de consciência é, por conseguinte, a indagação at